Geral

Irmã de músico morto a facadas pelo pai

Publicados

Geral

Fábio Nunes Frazão, vocalista da banda Pray for Mercy, quebrou a porta e objetos da casa

08_44_46_494_fileA supervisora Valéria Frazão, irmã do músico Fábio Nunes Frazão, morto a facadas pelo pai após uma discussão na última sexta-feira (26), diz que o irmão estava alterado no dia em que o assassinato ocorreu e que não costumava ser violento com a família.

— Ao contrário do que disseram, ele não me maltratava ou maltratava a nossa mãe. Ele estava alterado naquele dia.

Segundo Flávio Alexandre, amigo da família, o pai de Fábio, Reinaldo Lopes Frazão, tinha contado a ele que o músico tinha um histórico de brigas em casa.

— O pai me contou que ele estava agredindo a mãe e a irmã e quebrando as coisas dentro de casa.

Reinaldo, um eletricista de 56 anos e sem antecedentes criminais, chegou a pedir para Flávio Alexandre chamar o resgate para o filho, logo após o ocorrido. Em seguida, fugiu.

De acordo com amigos da família, Fábio chegou nervoso da rua e quebrou a porta e objetos da casa. Isso irritou o pai,que pegou uma faca e atingiu o filho pelas costas. O crime aconteceu por volta das 22h da última sexta-feira (26) no Parque Engenho, região do Campo Limpo.

Leia Também:  Eletroacre será vendida em pacote com outras três concessionárias

Fábio Nunes Frazão tinha 25 anos e era vocalista da banda de rock Pray for Mercy. Ele tinha voltado a morar com os pais depois de se separar, há cerca de três meses.

O jovem chegou a ser levado ao pronto-socorro do Hospital Campo Limpo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A ocorrência foi registrada no 47º Distrito Policial (Capão Redondo). O pai ainda não foi localizado.

Fonte: R7

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Defensoria Pública se reúne com Diretoria da Unimed em busca de melhorias no atendimento infantil

Publicados

em

Na tarde desta quarta-feira, 18, a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC) se reuniu com a Diretoria da Unimed Rio Branco, para expor as reclamações recebidas dos usuários do atendimento prestado no único hospital de urgência e emergência infantil do estado do Acre, a Urgil, credenciada pela Unimed.

De acordo com o ofício enviado a DPE/AC pela Urgil, 95% do total de atendimentos do hospital são provenientes de usuários de planos de saúde, dos quais 70% são usuários da Unimed.

Na oportunidade, a Diretoria da Unimed, composta pelo presidente, Antônio Herbert Leite Militão, pelo vice-presidente, Marcus Vinicius Shoiti Yomura e pelo superintendente, Renato Correia da Silva, além do assessor jurídico Maurício Spada, mostrou-se sensível à problemática e se comprometeu a encontrar alternativas que não deixem as crianças que necessitem de atendimento de urgência e emergência em situação de total dependência da Urgil.

O encontro ainda possibilitou esclarecimentos sobre o modo de atuação da operadora de saúde e culminou com o agendamento de nova reunião para o dia 28 de junho, quando então a Unimed apresentará a DPE/AC medidas mais concretas para a melhoria dos serviços.

Leia Também:  Gestora da reserva extrativista do Cazumbá-Iracema, em Sena Madureira morre vítima de Coronavírus

Os defensores públicos Celso Araújo Rodrigues, do Núcleo da Cidadania, Rodrigo Chaves, do Subnúcleo de Superendividamento e Ações do Consumidor, a defensora pública Juliana Caobianco, do Subnúcleo de Direitos Humanos 1 (SDH1), a assistente do SDH1, Larissa Damasceno e as representantes dos usuários do plano de saúde, arquiteta Talita Gomes e a advogada Vanessa Facundes, demonstraram satisfação com os encaminhamentos da reunião, reiterando a necessidade de a Unimed adotar medidas céleres e efetivas que resguardem os direitos desses consumidores.

“Foi muito importante esse diálogo para reafirmamos a nossa preocupação e compromisso com nossos usuários, além de esclarecer que estamos procurando um caminho, uma solução”, disse o presidente da Unimed Rio Branco, Herbert Militão.

O defensor público Rodrigo Chaves, destacou que a instituição está à disposição para contribuir, ouvir e atuar de forma conjunta para dar mais celeridade ao caso.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA