Cultura

Indígenas se acorrentam à Embaixada de Portugal na luta por reparação histórica

Publicados

Cultura

Desde esta madrugada, 2 de novembro, integrantes da UNI, União Nacional Indígena, estão acorrentados em frente à Embaixada de Portugal.

Neste Dia dos Mortos, a UNI realiza um ato contra o genocídio dos povos originários desde a chegada dos colonizadores nestas terras há mais de 500 anos.

A UNI condena assim o violento massacre de milhares de etnias indígenas, que bravamente resistiram à invasão dos europeus, e reafirma os valores defendidos pelas Nações Indígenas do Brasil e da América Latina, por meio de uma manifestação pacífica em frente à Embaixada de Portugal, uma das nações colonizadoras, que após dizimarem 43 milhões de indígenas na América, ainda desfrutam do espólio dos povos originários até hoje.

A demanda da UNI é uma reunião com o Secretário-Geral da ONU, o portugês Antônio Manuela de Oliveira Guterres, tendo o genocídio indígena como pauta. Os guerreiros indígenas de diversas etnias permanecerão acorrentados em frente à Embaixada de Portugal até serem atendidos em sua demanda.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Empresas são notificadas: RBTRANS autua empresas por paralisação de 100% em Rio Branco

Propaganda

Cultura

Grupo teatral Palhaço Tenorino inicia temporada deste ano com apresentação de duas peças em Rio Branco

Publicados

em

As peças ‘Lepras’ e ‘A Menina e o Palhaço’ têm apresentações no começo de junho. Ingressos são vendidos a R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia) – Foto: Divulgação

G1 Acre – O grupo teatral Palhaço Tenorino (GPT) vai iniciar, no começo de junho, a apresentação de duas peças na abertura da temporada deste ano.

O espetáculo de teatro-solo ‘Lepras” faz apresentações nos dias 3, 4, 10 e 11 de junho sempre às 20h. Indicado para maiores de 10 anos, a peça que estreou em 2021 é resultado de um curso-montagem para atores e encenadores, ministrado por Marilia Bomfim.

“Lepras aborda questões como abandono, preconceito e sofrimento que os hansenianos sofrem, historicamente”, comentou Dinho Gonçalves, ator e dramaturgo.

Também vai ter apresentações, nos dias 5 e 12 de junho, às 17h30, da peça A Menina e o Palhaço. As duas apresentações ocorrem no Teatro Hélio Melo, que funciona no Museu dos Autonomistas, no Centro de Rio Branco.

A Menina e o Palhaço, que estreou em 2001, com 21 anos de existência, já circulou por dezenas de cidades brasileiras, como São Paulo, Rio Branco, Belém e Jordão.

Leia Também:  No Acre, tráfego de caminhões na BR-364 durante Carnaval será restrito

A peça aborda a vida de uma menina pobre que sonha em ter o Palhaço Tenorino em seu aniversário. Nesse encontro surgem reflexões sobre a oposição entre alegria versus tristeza, adulto versus criança, brinquedos de sucata versus brinquedos industrializados, rico versus pobre.

“Acho interessante que esse trabalho infantil costuma agradar mais aos adultos que as crianças”, afirmou Marilia Bomfim, que interpreta a menina.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo número (68) 99975 5044 pelo valor de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (a meia) para estudantes, idosos e professores.

Serviço

Espetáculo Lepras

Onde: Teatro Hélio Melo

Quando: 3,4, 10 e 11 de junho;

Ingresso: R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia)

Horário: 20h

Espetáculo A menina e o Palhaço

Onde: Teatro Hélio Melo

Quando: 5 e 12

Horário: 17h30

Ingresso: R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia)

Espetáculo ‘Lepras’ vai ter apresentações em junho – Foto: Divulgação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA