Geral

Defesa agropecuária garante sanidade de aves em granjas no Alto Acre

Graças aos investimentos em parceria do governo do Estado e da iniciativa privada com a implantação da AcreAves em Brasileia, os produtores rurais da região do Alto Acre vivem uma nova realidade.

Publicados

Geral

Graças aos investimentos em parceria do governo do Estado e da iniciativa privada com a implantação da AcreAves em Brasileia, os produtores rurais da região do Alto Acre vivem uma nova realidade.

Em apenas um aviário, são 16 mil animais, que levam cerca de 45 dias para atingir o ponto de abate (Foto: Leônidas Badaró)

Em apenas um aviário, são 16 mil animais, que levam cerca de 45 dias para atingir o ponto de abate (Foto: Leônidas Badaró)

Atualmente, segundo o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), existem 49 granjas ativas em Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri que fornecem aves à indústria. São granjas que possuem no mínimo mil animais.

O instituto possui a responsabilidade que faz a diferença nos produtos que chegam até a mesa do consumidor. O Idaf é responsável por fiscalizar e orientar os procedimentos sanitários das granjas, o que garante a sanidade das aves e, consequentemente, a qualidade do que é consumido pela população.

Na última semana, a coordenadoria do programa estadual de sanidade avícola realizou visitas aos empreendimentos da região. Loren Babinsky, responsável pelo programa no Idaf, explica quais os objetivos da ação.

Leia Também:  Cerveja acaba em comitiva e causa confusão em Rio Branco

“Esse trabalho a gente faz com o objetivo da prevenção de doenças. Orientamos sobre as questões de segurança sanitária, já que nenhum outro animal deve ter contato com o aviário. Outro principal meio de contaminação é a entrada e a saída da granja, que também precisa ser monitorada e tomados todos os cuidados”, afirma.

Uma das granjas visitadas fica no Ramal do 13, em Brasileia. São 16 mil aves alojadas no aviário. O período que compreende a fase de pinto até o ponto de a ave ser levada para abate varia de 43 a 44 dias.

A fiscalização do Idaf significa mais saúde no aviário, portanto, menor taxa de mortalidade e maior faturamento para o criador.

Marinildo da Silva, gerente da granja, elogia o trabalho. “Isso é muito bom, porque a gente vai aprendendo mais sobre como deixar a granja com as melhores condições. Eles vêm aqui, orientam, e a gente aprende sempre com o pessoal do Idaf.”

Durante as visitas, os produtores respondem um relatório de vigilância ativa, que é o cadastro de todas as propriedades para o acompanhamento técnico pelo Idaf.

Leia Também:  Detran realiza Operação Álcool Zero em Sena Madureira

O instituto realiza as visitas de forma mensal, alternando as propriedades nos três municípios e garantindo que todas as granjas sejam vistoriadas.

Servidores do Idaf realizam visita técnica a granja na região de Brasileia (Foto: Leônidas Badaró)

Servidores do Idaf realizam visita técnica a granja na região de Brasileia (Foto: Leônidas Badaró)

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Procon do Acre prestará serviços de fiscalização e educação durante a Expoacre

Publicados

em

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon/AC) irá oferecer os serviços de atendimento, educação e fiscalização durante toda a Expoacre 2022, que será realizada entre sábado, 30, e domingo, 7, no Parque de Exposições de Rio Branco.

Para a tarefa, foram definidos os seguintes formatos de atendimento: o presencial, no Box 06 do Galpão Institucional, onde serão realizadas aberturas de reclamações, agendamento para atendimentos na OCA e orientações.

Já o atendimento em educação para o consumo será realizado de forma presencial, em uma tenda localizada na área externa do galpão, onde serão fornecidas orientações em diversos temas e distribuídas publicações de Códigos de Defesa do Consumidor e cartilhas.

A equipe de fiscalização irá atuar em todos os estabelecimentos da feira, e, excepcionalmente nos dias de show e nos horários do evento, fazendo o acompanhamento dos serviços ofertados aos consumidores, como a venda de ingressos, produtos e serviços em geral.

Segundo a diretora-presidente do Procon-AC, Alana Albuquerque, um evento de grande porte como a Expoacre, que movimenta o comércio e oferece um vasto leque em prestação de serviços, demanda atenção e atuação do órgão de defesa do consumidor, tanto em caráter informativo quanto fiscalizador.

Leia Também:  Em Epitaciolândia famílias invadem terra do Ministério da agricultura

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA