RIO BRANCO

Geral

Ciosp registra mais de 9 mil trotes telefônicos em 2014 na capital

Coordenador afirma que trote prejudica atendimento de ocorrências reais. ‘Trote é crime passível de multa ou prisão’, diz Charles Santos.

Publicados

Geral

Coordenador afirma que trote prejudica atendimento de ocorrências reais. ‘Trote é crime passível de multa ou prisão’, diz Charles Santos.

Em 2014, Ciosp registrou mais de 9 mil trotes em Rio Branco (Foto: Genival Moura/G1)

Em 2014, Ciosp registrou mais de 9 mil trotes em Rio Branco (Foto: Genival Moura/G1)

O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) registrou, somente em 2014, mais de 9 mil ligações telefônicas de tentativas de trotes. Segundo o coordenador técnico do centro, major Charles Santos, um trabalho de conscientização é feito há quatro anos com o objetivo de diminuir o número.

“Ao longo de quatro anos, foi feito um trabalho de divulgação tentando conscientizar a população de que, a partir do momento que se utiliza o serviço 190 de forma desnecessária, estamos deixando de atender uma pessoa que realmente tem necessidade”, explica.

Santos exemplifica que, com um trote telefônico, no caso de um incêndio, por exemplo, uma viatura levaria praticamente o dobro do tempo para atender uma ocorrência real. “Se um cidadão diz que está tendo um incêndio em determinado local, uma viatura é deslocada e outro lugar pode ocorrer um fato real. Vamos demorar o dobro do tempo para o atendimento. Então, acaba agravando a situação real de outra pessoa que está falando a verdade”, diz.

Leia Também:  Aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul devem passar para a iniciativa privada a partir de 2020

O coordenador técnico do Ciosp acrescenta ainda que passar esse tipo de trote é crime, passível de multa e até detenção de 6 meses. “Além disso, a partir do momento que você está ocupando a linha dos serviços 190 ou 193, por exemplo, está prejudicando uma pessoa que realmente precisa do serviço. Nos últimos quatro anos, conseguimos diminuir bastante, mas mesmo assim chegamos a mais de 9 mil casos em 2014”, finaliza.

Caio Fulgêncio Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  Estudante de direito de Brasileia é apresentada no Miss Acre em Rio Branco

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA