RIO BRANCO

Geral

Capital registra mais de 200 suspeitas de leptospirose

Saúde alerta para cuidados nas áreas atingidas pela enchente.

Publicados

Geral

Saúde alerta para cuidados nas áreas atingidas pela enchente. 

Enchentes aumentam risco de leptospirose

Enchentes aumentam risco de leptospirose: Foto Internet

Pelo menos 200 casos suspeitos de leptospirose foram notificados em Rio Branco, entre os meses de fevereiro e março deste ano, período em que a capital enfrentou a pior enchente da história. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, em fevereiro, mais de 150 casos foram notificados. Destes, 13 foram confirmados,  81 aguardam o resultado do exame e 64 foram descartados. Já em março, foram ao menos 50 casos suspeitos. Apesar de alto, o número ainda é menor que o registrado no mesmo período do ano passado.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Otoniel Almeida uma equipe de agentes comunitários de saúde está fazendo visitas às famílias para dar orientações e alertando para o perigo da doença durante as enchentes e pós-enchentes.

“Com a cheia e principalmente durante a vazante do rio, os casos de leptospirose aumentam. Com isso, estamos com uma ação integrada da limpeza pública, com os agentes comunitários de saúde, fazendo visita e orientando as pessoas para que tenham o mínimo de contato com a água. E caso tenham, que seja com o máximo de cautela, usando bota e luva, ou sacolas plásticas”, explica o secretário.

Leia Também:  Portão desaba e atinge aluno do Ifac, que vai parar no Pronto Socorro

No ano passado, foram confirmados 810 casos da doença de janeiro a dezembro. Os meses mais críticos foram os de março e abril. Em janeiro foram 165 casos confirmados, em fevereiro 235, em março o número aumentou para 533 e em abril 450 pessoas tiveram a doença confirmada.

“Precisamos da colaboração da população acreana para que o número de casos sejam menores do que em 2014. Como essa doença, assim como a dengue, é ocasionada principalmente dentro das residências é fundamental que as pessoas sigam as orientações”, afirma Almeida.

As pessoas que têm e tiveram contato com as águas das enchentes precisam ficar atentas aos sintomas da leptospirose. Segundo o secretário, os sintomas podem surgir até 15 dias depois da contaminação, e o paciente precisa procurar o mais rápido possível uma unidade de saúde para fazer o exame e, caso seja confirmado, iniciar o tratamento.

“Os sintomas são febre, dor de cabeça, dor nos olhos, dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas, podendo também ocorrer vômitos, diarreia e tosse. O tratamento acontece via hidratação oral, com soro, e aplicação de medicação. Além disso, é preciso fazer o acompanhamento de 15 em 15 dias para controlar a imunidade, porque ela pode retornar, já que é uma bactéria”, acrescenta o secretário.

Leia Também:  Jovem achado em mato 4 dias após acidente bebeu urina para sobreviver

Cheia histórica

O Rio Acre atingiu a marca histórica de 18,40 metros em Rio Branco e desabrigou mais 10,4 mil pessoas e 53 bairros foram atingidos. No total, mais de 87 mil pessoas foram afetadas diretamente pela cheia do rio.

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu no último dia 4, o estado de calamidade pública por rito sumário para as cidades de Rio Branco e Brasileia. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). No dia 7, o estado de calamidade foi reconhecido em Xapuri. O anúncio foi feito durante visita do ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas.

Iryá Rodrigues Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Cuidados com iluminação natalina devem ser redobrados para evitar acidentes, alerta Defesa Civil de Rio Branco

Publicados

em

Luzes de natal (Foto: Reprodução | Pinterest | Bloglovin/)

Com a chegada das festas de fim de ano e o uso dos tradicionais enfeites natalinos nas decorações, acende bem mais do que o clássico pisca-pisca, mas também o alerta em alguns cuidados que devem ser adotados para evitar acidentes, segundo orientações da Defesa Civil de Rio Branco.

O coordenador da Defesa Civil, major Claudio Falcão, afirma que é preciso ficar atento aos materiais manipulados nesta época.

“Na instalação de pisca-pisca, por exemplo, às vezes são usados vários plugs na mesma tomada e isso faz aquecer. Também tem que ver a qualidade devido ao superaquecimento que acontece, porque têm alguns que não são certificados pelo Inmetro [Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia] e quando ficam por várias horas ligados, o superaquecimento leva ao risco de incêndio”, explicou.

Um curto-circuito causou um incêndio em um pet shop na noite de sábado (4), na Avenida Chico Mendes. Segundo o Corpo de Bombeiros, a suspeita é que, possivelmente, o foco tenha sido no ar-condicionado, um curto-circuito. “Não sabem precisar se foi do ar-condicionado ou se das luzes de Natal que estavam próximas ao aparelho”, disse o comandante do 2º Batalhão, tenente Alexandre Veras.

Leia Também:  Acesso ao Aeroporto de Rio Branco será totalmente recuperado

Falcão disse ainda que os materiais de enfeites natalinos, geralmente são inflamáveis, ou seja, de fácil combustão.

“Mas, a questão elétrica deve ser muito bem observada, se tem certificação, quantas horas o material pode ficar ligado para não correr riscos, com o cuidado de fazer as divisões da quantidade de lâmpadas por tomadas, para evitar carga elétrica, para evitar acidentes que podem ocorrer muito”, acrescentou.

Além disso, outro alerta é para que quando se trata de uma instalação maior, é necessário que o responsável seja alguém especializado. “Normalmente, em estabelecimentos comerciais, requer uma quantidade maior do que a residencial, então, que eles procurem alguém que tenha conhecimento para prestar auxílio.”

Mais dicas:

As ligações desses enfeites devem ficar longe do alcance de crianças e de ornamentações como cortinas, tapetes ou móveis de MDF.

Artigos decorativos não devem ser instalados próximos aos postes ou fios da rede elétrica.

Em ambientes externos deve-se atentar para cercas, grades ou qualquer parte metálica.

Na hora da reutilização dos enfeites é importante conferir a integridade do condutor de energia (fio).

Emendas e conexões malfeitas devem ser evitadas ao máximo, pois os fios não devem ter seu isolamento (capa protetora) rompido ou conexões e emendas com folga.

Leia Também:  Energia elétrica é suspensa em 12 bairros de Rio Branco após igarapé transbordar e invadir ruas e casas

Não deixe os fios no chão, onde há circulação de pessoas, veículos e animais. Por G1 ACre.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA