RIO BRANCO

Geral

Bocalom diz que pode deixar o partido em breve

Na TV, Bocalom revela que declarações de Márcio Bittar causaram problemas no PSDB; Tucano diz que pode deixar o partido em breve

Publicados

Geral

Boca_boca

Na TV, Bocalom revela que declarações de Márcio Bittar causaram problemas no PSDB; Tucano diz que pode deixar o partido em breve

O secretário-geral do PSDB e ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom, jogou mais gasolina na nas desavenças que ele vem tendo com o presidente do PSDB no Acre, o primeiro secretário da Câmara, deputado Márcio Bittar. Na noite desta terça-feira, 9, em entrevista ao Programa Gazeta Entrevista, sob o comando do jornalista Alan Rick, o candidato derrotado nas eleições municipais do ano passado manifestou seu descontentamento com problemas internos que vem tomando conta do partido e que existe a possibilidade de ele deixar os tucanos e ir para o PSB ou DEM.

Bocalom afirmou na TV que as declarações de Márcio Bittar em recente entrevista no programa causaram problemas no ninho tucano. “Aquela entrevista criou uma situação constrangedora. Ele [Márcio Bittar] não foi tão feliz na entrevista e então criou alguns problemas internos, muita gente chateada e tal quando ele disse que dentro da oposição tinha coronelismo e dentro do meu próprio partido. E se ele diz isso, se não é ele o coronel, então sobra para o Bocalom. Mas isso a gente deixa passar, para mim não tem problema não. Eu fico tranquilo e eu tenho certeza absoluta que não sou coronel”, revelou o tucano, enfatizando que foi o responsável por abrir as portas para Bittar no PSDB.

“Quando ele veio [Marcio Bittar] para o Partido em 2009,eu era o presidente do partido, muita gente não o queria. E eu fiz questão, a pedido do PSDB nacional, que ele viesse porque eu sabia e que ele era uma grande liderança e que teria destaque como tem hoje”, relembrou Bocalom.

Leia Também:  Tribunal de Justiça defere pedido de professora para redução na carga horária de trabalho para cuidar de filho deficiente

Ainda na entrevista, Tião Bocalom externou a sua insatisfação com o rumo que o PSDB vem tomando sob o comando de Marcio Bittar e sobre uma possível saída. “Realmente as especulações estão bastante grandes. Existe uma insatisfação minha lá dentro do partido. Isso é claro, público e notório. Coisas que vem acontecendo internamente. Na verdade, nada que você não possa contornar. A política é assim mesmo. De repente eu não tô me sentindo bem agora e numa conversa todo mundo senta, conversa, orienta, pede e acaba que as coisas se encaixam. Evidentemente que eu tenho recebido convites do PSB, do DEM, do próprio MD que gostariam, se eu deixasse o PSDB, o convite está feito, mas não tem nada certo. Poderá acontecer sim a saída do PSDB”

Perguntado se sua relação com Marcio Bittar está comprometida, Bocalom disse que os dois tem apenas “algumas diferenças”. “Essa entrevista recente aqui nos deixou muito chateados, porque a vida inteira nós aqui do PSDB, eu como representante, sempre fui muito duro contra a Frente Popular, e de repente a gente ver o nosso presidente vir aqui e dizer “não, porque o governador foi bem”. Dentro do partido mesmo, diz que essa entrevista ai pode trazer problemas na campanha. Criou um clima meio ruim. Todo mundo sabe que quando eu assumi o PSDB em 2006, foi exatamente porque o partido estava meio que balançando naquela época. O PSDB é oposição. Nós vamos continuar na linha de oposição, mas eu acho foi uma infelicidade de nosso presidente quando ele deu essa entrevista aqui. Ele já repensou melhor. A gente é a verdadeira oposição. A gente não tem acordo com a Frente Popular, alfinetou.

Leia Também:  Símbolo de facção pichado em residências assusta moradores de Assis Brasil

Sobre seu seu futuro político, Tião Bocalom destacou que nada está definido ainda, mas a sua posição como candidato a deputado federal pode mudar numa eventual saída do diretório Tucano. “Evidentemente que o nosso nome está colocado para deputado federal , mas eu sempre digo uma coisa: eu sou soldado. Nós temos muito tempo pela frente. Se de repente eu deixar o PSDB, evidentemente que ai as coisas podem mudar. Pode aparecer outras situações ai, mas não tem nada certo ainda. Estamos conversando bastante”, revela.

Questionado sobre a o resultado da pesquisa Delta que coloca o governador Sebastião Viana na frente, mesmo com todos os escândalos recorrentes eu seu governo, Bocalom afirmou que a oposição está muito bem no pleito. “Quando você somar 31 [do Marcio] mais 17 [do Petecão] vai dar 48. Então a oposição tá bem. Esse é o momento que a oposição, cada um está se lançando , se colocando. Eu tenho certeza que lá na frente nós teremos a união, aonde nós teremos o melhor nome; A prova tá aqui. Então essa pesquisa está ótima, porque a oposição tem um número maior. Quando junta Petecão mais o Marcio Bittar , está dando 48%. Então isso mostra que o povo quer mudar. E vai mudar, eu tenho certeza disso”, destacou.

Da redação ac24horas
Rio Branco, Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Terremoto de magnitude 7,5 na Amazônia peruana é sentido em cidades do Acre

Publicados

em

Moradores relatam que o tremor foi de forte intensidade e durou alguns minutos. Epicentro foi no Peru – Foto: Reprodução / Reuters

Moradores de pelo menos três cidades do Acre sentiram o tremor de terra causado pelo terremoto na Amazônia peruana, na manhã deste domingo (28). De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o terremoto foi de 7,5 de magnitude.

O epicentro do tremor foi identificado a cerca de 98 quilômetros do município de Santa Maria De Nieva, na província de Condorcanqui, e a uma profundidade de 131 quilômetros.

No Acre, moradores de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Santa Rosa do Purus relataram que sentiram o tremor que começou às 6h. O morador de Cruzeiro do Sul, João Dias, gravou um vídeo em que mostra os móveis da casa balançando.

“Olha como balança dentro de casa, ventilador balançando. É um forte tremor de terra. A estante balançando muito, olha só”, diz ao gravar as imagens.

Em Santa Rosa do Purus, município isolado do Acre, Sandra Brito conta que estava deitada quando sentiu o tremor.

“Às 6h, eu estava no quarto e percebi que estava tremendo, fiquei observando e vi que era tremor de terra. Parou, saí do quarto e vi que na cozinha também estava tremendo as panelas, já uma segunda vez”.

A professora Camila Melo está internada no Hospital de Mâncio de Lima, também no interior do estado, e contou que acordou ao sentir a cama do hospital balançar.

Leia Também:  Porto Velho ficará debaixo d’água se barragem romper

“Me acordei , senti balançando e pensei que era o filho da senhora que está no mesmo quarto que eu. Aí, olhei pra ele e perguntei se estava sentindo e falou que estava balançando e falou que estava. E quando vi o soro balançando caiu a ficha. Foi coisa rápida. Depois a gente só ouviu os comentários”, relembrou.

“Terremotos como este evento, com profundidades focais entre 70 e 300 km, são comumente chamados de terremotos de “profundidade intermediária”. Terremotos de profundidade intermediária representam deformação dentro de lajes subduzidas, em vez de na interface da placa rasa entre as placas tectônicas subduzidas e superiores. Eles normalmente causam menos danos na superfície do solo acima de seus focos do que é o caso com terremotos de foco raso de magnitude semelhante, mas grandes terremotos de profundidade intermediária podem ser sentidos a uma grande distância de seus epicentros”, destaca o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

No Peru

Imagens compartilhadas em redes sociais mostram pedaços das fachadas de edifícios e parte de casas destruídas após o forte tremor que foi sentido também na cidade equatoriana de Loja.

Em outubro, um tremor de menor magnitude mas mais próximo à superfície, também no norte peruano, chegou a ser sentido em alguns estados do Brasil.

Leia Também:  Símbolo de facção pichado em residências assusta moradores de Assis Brasil

Localizado no Círculo de Fogo do Pacífico, região global de alta atividade sísmica gerada pelo encontro de placas tectônicas, o Peru está habituado a tremores.

A Marinha do Peru disse em um comunicado que não foi identificado risco de tsunami na costa do país por conta do forte abalo.

Tremor de terra foi registrado na Amazônia Peruana  — Foto: Reprodução/USGS

Tremor de terra foi registrado na Amazônia Peruana – Foto: Reprodução/USGS

Por Tácita Muniz, G1 Acre

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Muitas são as dúvidas, e eu esclareço algumas. Quem tem direito a receber o abono pago com a sobra do recurso do Fundeb, anunciado pelo Governo do Acre? Uma grande manifestação foi realizada durante todo dia pela manhã em frente à casa civil e a tarde na sede da PGE – Procuradoria Geral do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA