Geral

Boato sobre golpe do IBGE assusta moradores em Rio Branco

Polícia Civil esclarece que não envia alertas por mensagem de celular.

Publicados

Geral

Polícia Civil esclarece que não envia alertas por mensagem de celular.

Da Redação Com Veriana Ribeiro

Mensagens são compartilhadas, principalmente através do WhatsApp (Foto: Veriana Ribeiro/G1)

Mensagens são compartilhadas, principalmente através do WhatsApp (Foto: Veriana Ribeiro/G1)

IBGE informa que está realizando pesquisas em Rio Branco.

Uma mensagem alertando sobre uma possível quadrilha que, identificando-se como sendo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizaria roubos em Rio Branco está sendo compartilhada por celulares, através de aplicativos de comunicação, causando medo e confusão entre moradores da capital.

Uma moradora do Manoel Julião, que prefere não se identificar, conta que recebeu a visita de um pesquisador do IBGE e ficou desconfiada. “Ele chegou de manhã, bateu na porta e disse que era do IBGE, quando abri a porta percebi que ele estava com o crachá da empresa, mas não estava uniformizado. Era um senhor de meia idade e não perguntou nada mais do que o nome e o telefone do dono da casa e depois disse que uma equipe faria o levantamento”, lembra.

Leia Também:  Juiz mantém prisão de acusados de receptação em Xapuri

Em seguida, a moradora disse que recebeu um alerta da vizinha. “Ela me disse que um amigo dela da Polícia Civil tinha mandado uma mensagem avisando que uma quadrilha se passava por funcionários do IBGE para saber o horário e a rotina da casa para depois voltar e fazer alguma coisa”, disse.

Já o IBGE confirma que estão sendo feitas duas pesquisas na cidade. “Estamos fazendo o cadastro nacional de endereços, para fins estatísticos, e a pesquisa nacional por amostra de domicílio. No primeiro cadastro, duas perguntas são básicas o nome da pessoa e o telefone porque o endereço nós já temos”, diz o gerente de pesquisas do IBGE, Evandro Cavalcante.

O gerente ressalta ainda que para que o morador se sinta mais seguro, o pesquisador pode ser recebido do lado de fora de casa e, em caso de dúvida, pode entrar em contato com o instituto. “Nós temos várias formas de identificar um funcionário do IBGE. Ele tem um crachá de identificação e também carrega um aparelho da cor azul e com identificação da empresa”.
Além disso, o gerente destaca que a pessoa não é obrigada a receber o agente dentro de casa. O questionário pode ser feito em uma área externa para que o entrevistado se sinta mais seguro.

Leia Também:  Começa edição 2016 do projeto Bombeiro Mirim

A Polícia Civil afirma que não há casos registrados até o momento de roubos utilizando este tipo de golpe. O corregedor da Polícia Civil, Carlos Flávio, afirma que não há registros de assaltos utilizando este golpe. “O fato é que a Polícia Civil não tem registro de nenhum caso envolvendo esse suposto golpe”, afirma.

A Polícia Civil esclarece que não passa nenhum tipo de informação por meio de mensagens de texto, e-mail, redes sociais ou WhatsApp. Qualquer mensagem distribuida destas formas não são verdadeiras. A Polícia Cívil informou ainda que foi realizado um levantamento em todas as delegacias da capital e não existe registros de furtos ou assaltos realizados utilizando este golpe.

Colaborou Evely Dias, da TV Acre.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Procon do Acre prestará serviços de fiscalização e educação durante a Expoacre

Publicados

em

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon/AC) irá oferecer os serviços de atendimento, educação e fiscalização durante toda a Expoacre 2022, que será realizada entre sábado, 30, e domingo, 7, no Parque de Exposições de Rio Branco.

Para a tarefa, foram definidos os seguintes formatos de atendimento: o presencial, no Box 06 do Galpão Institucional, onde serão realizadas aberturas de reclamações, agendamento para atendimentos na OCA e orientações.

Já o atendimento em educação para o consumo será realizado de forma presencial, em uma tenda localizada na área externa do galpão, onde serão fornecidas orientações em diversos temas e distribuídas publicações de Códigos de Defesa do Consumidor e cartilhas.

A equipe de fiscalização irá atuar em todos os estabelecimentos da feira, e, excepcionalmente nos dias de show e nos horários do evento, fazendo o acompanhamento dos serviços ofertados aos consumidores, como a venda de ingressos, produtos e serviços em geral.

Segundo a diretora-presidente do Procon-AC, Alana Albuquerque, um evento de grande porte como a Expoacre, que movimenta o comércio e oferece um vasto leque em prestação de serviços, demanda atenção e atuação do órgão de defesa do consumidor, tanto em caráter informativo quanto fiscalizador.

Leia Também:  Juiz mantém prisão de acusados de receptação em Xapuri

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA