RIO BRANCO

Geral

Após ônibus incendiado, casa de agente penitenciário é invadida

Sindicato alerta para mais ataques e pede cautela aos servidores. ‘Não levaram nada, apenas reviraram’, diz servidor.

Publicados

Geral

Sindicato alerta para mais ataques e pede cautela aos servidores. ‘Não levaram nada, apenas reviraram’, diz servidor.

Casa de agente penitenciário é invadida no bairro Rosa Linda, em Rio Branco (Foto: Arquivo pessoal)

Casa de agente penitenciário é invadida no bairro Rosa Linda, em Rio Branco (Foto: Arquivo pessoal)

Mais um ataque aos agentes penitenciários foi registrado na manhã desta quinta-feira (5), em Rio Branco. A casa de um agente, que estava de plantão durante a noite no presídio Francisco d’Oliveira Conde, foi invadida durante a madrugada no residencial Rosalinda. Segundo ele, que prefere não ter o nome divulgado, o invasor arrombou a porta, revirou gavetas, mas não levou nada.

Ao G1, ele disse que após a invasão, vai embora do local. “Não levaram absolutamente nada, reviraram tudo. Temo pela minha vida e já estou com as minhas roupas em uma mochila para ir embora, não vou ficar aqui”, disse.

O agente ainda vai registrar o boletim de ocorrência. O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Acre (Sindap-AC), Adriano Marques, acredita que novos ataques aos servidores devem acontecer.”Peço que todos os agentes redobrem a atenção. Mais ataques devem acontecer. Creio que não seja mero acaso”, destaca.

Leia Também:  Corpo achado em ramal é de servidor do TRE que foi morto com cinco tiros

Marques relaciona o incêndio a um ônibus na noite de quarta-feira (4) com a invasão, mas garante que tudo quem ser avaliado. “Pode ter sido um furto normal, mas também pode ser que estava atrás do agente”, ressaltou.

Entenda o caso
Em menos de uma semana, dois agentes penitenciários foram executados. O fato acarretou uma onda de protestos, na quarta (4), da categoria e a deflagração da greve para a sexta-feira (6). Impedidas de fazerem a visita íntima, as mulheres destruíram marmitas que seriam levadas para trabalhadores da obra no presídio Francisco d’Oliveira Conde.

Horas depois, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar teve que entrar no presídio para conter um princípio de motim. Após o controle da situação, a PM continua reforçando a segurança na unidade por tempo indeterminado.

À noite, um ônibus foi incendiado. De acordo com a gerência da empresa, não houve anúncio de assalto e três homens armados pediram que passageiros, motorista e cobradores saíssem de ônibus e em seguida atearam fogo no veículo.

Leia Também:  Safra de pescado do Acre deve chegar a 22 mil toneladas

O sindicato aponta facções criminosas e acredita que as ordens de ataques estão vindo de dentro do presídio, através facções criminosas. A Polícia Civil está investigando o caso e o ônibus passa por perícia, mas não descarta nenhuma hipótese.

Tácita Muniz Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Em 5º lugar entre os estados que mais desmatam a Amazônia, Acre cria grupo de trabalho para fiscalização remota

Publicados

em

Grupo de trabalho vai gerar informações georreferenciadas de desmatamento, além de monitorar e fiscalizar de forma remota esses crimes ambientais – Foto: Reprodução

Com objetivo de monitorar e fiscalizar remotamente o desmatamento no estado do Acre, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Políticas Indígenas (Semapi) criou um grupo de trabalho formado por órgãos ambientais. A portaria foi publicada na edição desta terça-feira (26) do Diário Oficial do Estado (DOE).

O grupo vai ser formado por representantes da Semapi, do Instituto de Meio ambiente do Acre (Imac), Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) e Instituto de Terras do Acre (Iteracre).

Conforme a portaria, o grupo deve definir, avaliar, elaborar propostas de fluxos, normas, critérios e procedimentos técnicos e jurídicos para produção de informações georreferenciadas de polígonos de desmatamento. Além da elaboração de procedimentos de monitoramento e fiscalização remota no estado.

Para a criação do grupo foi considerada a necessidade de trabalho conjunto envolvendo a equipe técnica da Semapi e os técnicos do Imac.

O documento diz ainda que o estado não possui um sistema de informações estruturado, com rede lógica e equipamentos para a utilização de geotecnologias, armazenamento e compartilhamento de dados. Também não há um gerenciador de projetos organizados e sistematizados para um monitoramento e controle eficientes.

Leia Também:  Corpo achado em ramal é de servidor do TRE que foi morto com cinco tiros

O grupo deve se reunir conforme a necessidade. Ainda segundo a publicação, a participação dos membros vai ser considerada prestação de serviço público não remunerada.

Desmatamento no Acre

O estado acreano registrou um aumento de 40% no desmatamento no mês de setembro deste ano, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Dados são do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) obtidos via Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD).

Conforme os dados, o estado desmatou uma área de 118 km², enquanto em 2020, o mês fechou com 84 km². Com esse resultado, o Acre ficou em quinto lugar entre os estados que mais desmataram a Amazônia nesse período.

A Amazônica Legal teve 1.224 km² de desmatamento, o que resultou em um aumento de 1% em relação a setembro de 2020, quando o desmatamento somou 1.218 km². O desmatamento do Acre representou 10% do total na Amazônia.

Degradação

Em relação à degradação das florestas, o Acre teve um aumento exorbitante comparando os dois meses de 2020 e 2021 e saltou de 3 km² para 18 km², o que corresponde a 500% de aumento, conforme os dados.

Com esse dado, o estado ficou em primeiro lugar entre os estados da Amazônia Legal com maior degradação. Veja mais no G1 Acre 

Leia Também:  Defesa de tenente do Bope preso por ter contato com facção pede novo habeas corpus

Desmatamento no Acre tem aumento de 40% no mês de setembro em comparação com o mesmo período de 2020 – Foto: Arquivo/BP-AC

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA