RIO BRANCO

Geral

Após dar entrada no PS com dedo amputado, paciente foge com dreno, é recapturado e deve ser levado para o Hosmac

Publicados

Geral

Nego Bau fugiu do hospital com dreno e foi recapturado por familiares — Foto: Iryá Rodrigues/g1/arquivo

Renan Souza, mais conhecido como Nego Bau, um dos personagens mais conhecidos de Rio Branco, está internado no pronto-socorro com fraturas. Ele deu entrada na unidade no último dia 30 com um dos dedos amputados, fugiu com um dreno, foi recapturado e deve ser encaminhado para o Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac).

Nego Bau foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o PS. A equipe recebeu um chamado afirmando que havia um homem ensanguentado no Centro da capital acreana. Ao chegar no local, os médicos descobriram que, na verdade, não tinha ninguém ensanguentado e Bau reclamava de um curativo que tinha em uma das mãos e estava causando dor.

A equipe resolveu trocar o curativo e, quando iniciou a troca, um dos dedos dele caiu. Ele foi levado para o PS para procedimentos mais avançados.

As equipes médicas não sabem como se deu os ferimentos em Bau. Nego Bau tem transtornos psiquiátricos e também é viciado em drogas. Ele ficou conhecido porque vive perambulando pelas ruas da capital. Ultimamente, muitos relatos de moradores diziam que ele tinha surtos de agressividade.

Leia Também:  Abertura oficial das provas de rodeio marca terceira noite de Expoacre

A direção do PS confirmou que foi colocado um dreno no pulmão do paciente, ele ficou na enfermaria e o quadro era estável. No sábado (1º), Nego Bau fugiu da unidade de saúde e foi levado para o hospital novamente pelos familiares.

O paciente deve fazer uma radiografia no tórax e depois ser encaminhado para o Hosmac. Com informações do G1 Acre.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O ex-deputado federal, Sibá Machado, gravou um vídeo polêmico onde fez um desabafo contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o Juiz Sérgio Moro e o governador do Acre, Gladson Cameli. Sibá não perdeu a oportunidade de alfinetar o gestor em se tratando do escândalo de corrupção no qual para a Polícia Federal, Cameli é tido como o chefe de uma organização Criminosa que desviou quase R$ 1 bilhão de reais dos cofres públicos do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  "Flurona": Israel registra 1º caso de paciente com gripe e covid-19 ao mesmo tempo

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA