RIO BRANCO

Geral

Acreana deixa de usar drogas após assistir programa do Rodrigo Faro

Braga se emocionou quando disse que para se alimentar, precisava pedir comida de casa em casa.

Publicados

Geral

Braga se emocionou quando disse que para se alimentar, precisava pedir comida de casa em casa.

Maria Sandra Braga mora em Sena Madureira/Foto: acpurus

Maria Sandra Braga mora em Sena Madureira/Foto: acpurus

Uma história comovente mobilizou toda a população acreana nos últimos dias. Após assistir o programa do apresentador Rodrigo Faro, na Rede Record, a senamadureirense Maria Sandra Braga da Silva, 37, que mora no município, ouviu uma fala impactante do artista, em um bar na entrada da cidade, e decidiu naquele momento deixar de ser usuária de drogas, mudar a vida e se dedicar aos filhos.

A moradora do bairro Bom Sucesso disse à reportagem do AC Purus que já havia sofrido muito na vida e, que após a saída de seu pai da casa onde a família mora, ela optou por deixar a mãe e os seus filhos na residência e ir morar na rua, onde, a partir dessa decisão, sua vida mudou completamente, fazendo com que a mesma se tornasse alcóolatra e dependente química.

Braga se emocionou quando disse que para se alimentar, precisava pedir comida de casa em casa.

Leornardo, filho de Sandra

Leornardo, filho de Sandra

Sandra disse que morou por algum tempo debaixo da ponte José Nogueira Sobrinho, a principal de Sena Madureira. Arrependida, confessou que deixou os filhos com a sua mãe porque não tinha condições de cuidá-los.

Leia Também:  No Acre, tráfego de caminhões na BR-364 durante Carnaval será restrito

Ao entrar em um bar do município, Maria disse que começou a assistir à programação que passava na televisão do local. O apresentador Rodrigo Faro, no exato momento, dizia: “Minha amiga, eu vou lhe dar um conselho, nunca diga para Deus que você tem um problema, e sim diga para o seu problema que você tem um grande DEUS”. Comovida, ela acredita que Faro foi usado por Deus para lhe dizer aquelas palavras.

No mesmo instante, arrependida, Silva se levantou e foi em direção à sua casa. Lá, foi recebida pela mãe, Maria Luiza, e pelo filho Leandro.

Maria Luíza: “Ela passava mais de três dias sem aparecer”

Maria Luíza: “Ela passava mais de três dias sem aparecer”

“Ela passava mais de três dias sem aparecer. Ninguém sabia por onde ela andava. Isso me deixava ainda mais preocupada. Foram muitas noites de aflição, tendo a impressão de que a qualquer hora poderia chegar uma noticia ruim. Graças ao nosso Pai Eterno, ele enviou minha filha de volta, que apesar de hoje ser uma pessoa doente, mais está ao nosso lado”, explicou a mãe de Sandra.

Leia Também:  Mulher compartilha fotos de casal fazendo sexo e é condenada pela Justiça

No ano passado, a mulher escreveu uma carta para Rodrigo Faro, pedindo uma ajuda financeira para que pudesse iniciar tratamento intensivo de recuperação.

A mãe de Leandro finalizou dizendo que o seu maior sonho é um dia poder abraçar Faro e agradecê-lo pela mudança de vida, que ele proporcionou a ela.

Everton Damasceno: Contilnet

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Com aumento de casos de Covid-19, visitas em presídios de Rio Branco são suspensas por 10 dias

Publicados

em

Unidades prisionais de Rio Branco estão com as visitas suspensas por 10 dias — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Com o Acre enfrentando uma terceira onda de casos de Covid-19, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen-AC) suspendeu as visitas nos presídios de Rio Branco por dez dias ou até que até que haja uma queda no número de infectados.

O número de pessoas com Covid-19 aumentou expressivamente no estado no início deste ano. Na quinta (19), o Acre registrou 1.172 novos casos, o maior número em 24 horas desde o início da pandemia. Além da Covid, as unidades de saúde estão lotadas também de pessoas com sintomas de gripe e outras síndromes gripais.

A prefeitura da capital montou um drive-thru de testagem rápida para Covid que tem longas filas no primeiro, nesta quinta. A busca por testes em farmácias também aumentou.

Os médicos que atendem na rede básica de saúde de Rio Branco suspenderam de forma temporária a greve da categoria que já durava mais de um mês. A decisão ocorre devido à terceira onda de Covid que atinge o estado acreano com elevação de casos da doença.

Durante uma coletiva de apresentação do cenário epidemiológico do Acre, o governador Gladson Cameli disse que vai decretar situação de emergência devido ao aumento dos casos de Covid-19, no início do mês de janeiro.

Leia Também:  Governo anuncia plantio de 300 hectares de açaí no Alto e Baixo Acre

Além disso, o governador junto com a secretária de Saúde, Paula Mariano, alertaram para a importância da vacinação como medida de proteção contra a doença e mantiveram todo estado na bandeira amarela. O Acre está na faixa de atenção desde o dia 24 de dezembro do ano passado, conforme nota divulgada pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Decreto

Diante desse cenário, o Iapen-AC decidiu manter apenas algumas atividades internas nas unidades prisionais de Rio Branco, como: escoltas e saídas externas já agendadas, requisições do Poder Judiciário, requisições das funções essenciais à Justiça e também requisições emergenciais.

O decreto com a suspensão foi publicado nesta quinta (20) no Diário Oficial do Acre (DOE).

“Ficam mantidos ainda os atendimentos de advogados junto aos seus clientes presos, e desde que autorizados pelos diretores das unidades prisionais, a entrega de materiais destinados às pessoas privadas de liberdade, resumindo-se estritamente e nos casos excepcionais aos materiais de higiene pessoal e comum”, diz o artigo 3º do decreto.

Cruzeiro do Sul

Em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, as visitas estão suspensas desde o dia 30 de dezembro do ano passado.

Leia Também:  Crime da Lei de Ordem Pública: Pastor de 71 anos é preso por pregar que ‘Deus criou apenas dois sexos’

Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), ao menos 121 presos foram atendidos com sintomas gripais, quando anunciou a suspensão. Cruzeiro do Sul, assim como Rio Branco, sofre com surto de gripe. Por G1 Ac.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA