Folha de Urtiga

Aluna da escola Kairala, em Brasileia, quer saber quando o Governador Gladson vai tomar vergonha na cara e priorizar a juventude

Publicados

Folha de Urtiga

Dessa forma, um problema leva outro, governo não paga as merendeiras que por suas vez não tem como pagar suas contas.

Com uma administração desorganizada, Governador Gladson Cameli (PP) já no início de seu mandato está atrasando pagamento, desta vez, trata-se dos salários das merendeiras da Escola de ensino integral Kairala José Kairala em Brasiléia, e por sua vez devido à falta de pagamento das profissionais, os alunos da referida escola estão sendo prejudicado já que não está sendo cumprido a carga horária de aula.

Diante da situação, uma aluna se manifestou e fez alguns questionamentos a respeito do que está acontecendo, a estudante disse que tem duas situações a ser cobradas do Governo do Estado, segundo ela a primeira é o porquê de o governo não está pagando as merendeiras e o segundo assuntos a ser debatido é que devido a falta de compromisso do governo, os alunos terão que pagar aulas até janeiro, ou seja, o governo não honra os compromissos e quem acaba prejudicado é os alunos que na verdade não tem nada a ver com o problema.

Leia Também:  Deputada Maria Antônia apresenta projeto de lei que dispõe sobre a normatização do emprego correto da terminologia “Pessoa com Deficiência”

“Eu quero perguntar para o senhor governador quando o senhor vai “criar vergonha na sua cara” e vai começar a priorizar a juventude e principalmente a educação, e eu enquanto aluna, falando por mim, não fico chateada de estudar até janeiro, mas eu fico com vergonha de três meses as serventes da nossa escola, não estarem recebendo seus salários, e passar um dia aqui nessa escola, elas podiam está fazendo faxina na casa de alguém, ou fazendo outra coisa para ganhar dinheiro, pois da mesma forma que, o senhor tem suas contas elas também tem”, disse a aluna.

Dessa forma, um problema leva outro, governo não paga as merendeiras que por suas vez não tem como pagar suas contas e decidem parar de trabalhar, pois não recebem há três meses, e consequentemente os alunos ficam atrasados nos estudos, estudam só meio período e agora estudarão nos finais de semana e até das épocas comemorativas, como Natal e Ano Novo, isso sim é uma vergonha.

Veja o Vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Folha de Urtiga

Coisa de Grego: Sem projeto do Governo Gladson e nem data para entrega, o menino do Juruá promete viaduto, anel viário e orla na capital

Entre eles, está a construção de um viaduto na região da Corrente, na BR-364, em Rio Branco, um novo anel viário (este sem local definido) e uma nova orla que deve abranger as margens do Rio Acre.

Publicados

em

Por

Entre eles, está a construção de um viaduto na região da Corrente, na BR-364, em Rio Branco, um novo anel viário (este sem local definido) e uma nova orla que deve abranger as margens do Rio Acre.

Durante participação no programa de rádio ‘Fale com o Governador’ esta semana, Gladson Cameli disparou uma série de obras que pretende fazer durante seu mandato no Acre, mesmo que ainda não tenha concretizado nenhum projeto físico sobre tais planos.

Segundo o governador, tudo isso já está em planejamento com a equipe econômica do governo e da Infraestrutura para que possa apresentar às regionais do estado o que pretende fazer. “Não estou anunciando, ainda, a data, mas isso faz parte do que quero fazer, mas não tem papel, não tem nada ainda. Isso tudo é um processo que ainda vou precisar fazer”, disse Cameli.

No entanto, ele ressaltou que o processo burocrático para com estas obras não tem problema, pois rapidamente irá resolver. “Se a questão dos ramais que era pra ter sido resolvida em dois anos, eu resolvi em menos de um mês, imagine isso”.

Leia Também:  Deputada Maria Antônia apresenta projeto de lei que dispõe sobre a normatização do emprego correto da terminologia “Pessoa com Deficiência”

O governador também afirmou que está planejando trazer de volta a balsa hospital para atender, permanentemente, as comunidades ribeirinhas do Acre. “A balsa, que está com a Marinha numa parceria, é nossa e ela tem que ficar aqui”, falou. Com Informações ac24horas.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA