Famosos

5 coisas que acontecem quando morremos

Você vai entender o processo que faz com que o corpo endureça, fique branco e tenha mau cheiro.

Publicados

Famosos

Você vai entender o processo que faz com que o corpo endureça, fique branco e tenha mau cheiro.

Fonte da imagem: Reprodução/Gonzocarles

Fonte da imagem: Reprodução/Gonzocarles

Até hoje ninguém conseguiu provar o que acontece após a morte: existe realmente alguma continuação para a alma ou nossa existência se resume ao planeta Terra? Provavelmente, essa é uma certeza que só teremos depois de morrermos, mas podemos, ao menos, saber o que acontecerá com nossos corpos assim que o coração parar de bater.

Suas células se abrem

O processo de decomposição do corpo começa alguns minutos depois da morte. Quando o coração para, nós experimentamos o algor mortis ou o frio da morte, quando a temperatura do corpo esfria em uma média de 1,5 ºC por hora, até atingir a temperatura ambiente. Quase imediatamente, o sangue se torna mais ácido com o acumulo do dióxido de carbono. Isso é o que faz com que as células comecem a se dividir, esvaziando as enzimas dos tecidos.

Você fica branco – e roxo

A gravidade deixa as primeiras marcas instantes depois da morte. Enquanto o corpo todo fica pálido, células vermelhas do sangue passam para as partes do corpo que estão mais próximas do solo, já que a circulação foi interrompida.

O resultado disso são manchas roxas nas partes mais baixas, algo que é conhecido como livor mortis. Juntamente com a temperatura do corpo, essas marcas ajudam os legistas a identificar o tempo e a posição do corpo no momento da morte.

O cálcio endurece seus músculos

Você já deve ter ouvido falar que um corpo morto se torna duro e difícil de se mover. O nome disso também vem do latim: o rigor mortis aparece cerca de três horas depois da morte, atinge seu pico 12 horas depois e se dissipa depois de 48 horas.

Isso acontece pois existem bombas nas membranas das células musculares que regulam o cálcio no corpo. Quando as bombas param de funcionar, inundações de cálcio fazem com que os músculos se contraiam e endureçam.

Seus órgãos vão se digerir

Depois do rigor mortis, vem a putrefação dos órgãos. Essa fase geralmente é retardada pelo embalsamamento, mas é algo de que não se pode fugir. As enzimas do pâncreas fazem com que o órgão comece a se digerir.

Micróbios vão se juntar a essas enzimas, deixando o corpo todo verde a partir do ventre. Segundo Caroline Williams, da NewScientist, “os principais beneficiários são as 100 trilhões de bactérias que passaram suas vidas vivendo em harmonia conosco em nossas entranhas.” Conforme as bactérias vão tomando conta do corpo, ele libera putrescina e cadaverina, que são os compostos responsáveis pelo mau cheiro do corpo humano após a morte.

Você pode ficar coberto de cera

Depois da putrefação, o processo para transformar o corpo em esqueleto é geralmente rápida. No entanto, alguns órgãos tomam um rumo no mínimo interessante. Se o corpo entrar em contato com o solo ou a água fria, ele pode desenvolver adipocera, um material ceroso formado por alterações químicas que ocorrem com a destruição de tecidos pelas bactérias.

A adipocera funciona como um tipo de conservante natural dos órgãos internos. Em alguns casos, isso pode confundir investigadores sobre o tempo de morte real. Em um caso recente, um corpo coberto de adipocera foi encontrado em uma baía na Suíça. O cadáver, com cerca de 300 anos, ainda trazia a substância em volta do tronco.

O certo é que todos morreremos um dia. Se você for cremado, uma parte dessas etapas será perdida, mas o fato é que de alguma forma “terminaremos”, seja como pó, esqueleto ou um esqueleto de cera.

FonteMother Nature Network

Leitor colaboradorLari Heitor Macagnan

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em 11 dias, operação faz mais de 300 abordagens em Cruzeiro do Sul

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Famosos

Influenciadora digital, empresária e acreana. Rogéria Rocha conta tudo sobre seu estilo de vida

Publicados

em

Rogéria Rocha -Foto: Reprodução / Divulgação

Revista Lorena – A acreana de belas curvas e personalidade singular, Rogeria Rocha é destaque do mês de maio na Revista Lorena.

A ex-miss Acre e empresária deu entrevista falando um pouco de seu cotidiano e posicionamentos em relação a ser mulher em um mundo machista.

Dona de um corpo escultural, Rogeria Rocha é natural e residente do Acreana, influenciadora digital, empresária, apaixonada por novas culturas e viagens. Rogéria é inspiração para suas seguidoras, ela aborda o tema de amor próprio, independência financeira, dicas e conselhos sobre relacionamentos. Tudo começou com uma caixinha de perguntas, que hoje se tornou um quadro em seu Instagram, “o Rô Guru do Amor”, que é um verdadeiro sucesso. “Tudo começou começou por uma brincadeira que uma vez coloquei uma caixinha de perguntas sobre relacionamentos, e eu comecei a ver a necessidade das mulheres a falar sobre o que acontecia com elas, era tipo um pedido de ajuda de mulheres que não tem amor próprio, não tem autoestima, que estão em relacionamentos frustrados por medo de ficar só, então resolvi criar o Rô guru do amor, um quadro no meu instagram do qual a minha intenção é ajudar as mulheres a saberem do seu valor e a não aceitar pouco, afinal ninguém merece pouco né?”

Rogéria Rocha – Foto: Reprodução / Divulgação

Ter sucesso com empreendimentos é o sonho de toda empreendedora, muitos olham a realidade atual das respectivas, mas pouco sabem da árdua trajetória que a grande maioria tiveram, muitas tiveram que anular sonhos para conseguir se estabilizar no ramo empresarial.

Não é segredo para ninguém que vivemos em uma sociedade com pensamento extremamente machista, onde mulheres não podem ter mais sucesso que um homem que logo de cara já inventam várias atribuições desconstrutivas para si mesmas.

Como é ser mulher e ser empreendedora? Enfrenta algum preconceito ou machismo? Já escutou alguma piadinha sobre seu trabalho? “Ah com certeza, infelizmente as pessoas não estão acostumadas (é bom se acostumarem logo) a ver mulheres chegando em lugares altos, e eu sonho muito alto, não estou nem perto ainda de onde quero chegar, então sempre tentam diminuir as nossas conquistas, colocar outras pessoas como responsáveis por elas, em vez de entender que nós mulheres somos capazes sim de chegar onde nós quisermos!”

Leia Também:  Carolina Dieckmann exibe barriga seca em foto de biquíni

Rogéria Rocha – Foto: Reprodução / Divulgação

Mesmo diante de tanto machismo e preconceito, estamos na era de mulheres Girl Power, que lutam e acreditam fortemente em seus objetivos e propósitos e lutam firmemente para que todas as mulheres sejam reconhecidas como merecem.

Qual dica você daria para quem quer começar empreender? “Não tenha medo, procure algo que você goste, que seja seu nicho, estude o mercado e vai, faça, trace metas e objetivos e não pare até conseguir!”

Se fosse para começar a empreender hoje, você empreenderia em um ramo diferente do seu? Se sim, porquê? Se não porquê? “Hoje meu forte é no ramo moda praia e mídia, são áreas que sou apaixonada, mas se fosse começar hoje eu empreenderia no que desse, sou do tipo de que me apaixono pelo que me gera renda, então qualquer ramo eu tenho certeza que eu daria meu melhor e iria fazer dar certo.”

Rogéria é do “tipo” de mulher que vive cada dia da melhor maneira possível e que busca sempre estar cada vez melhor no que se propõe fazer/viver.

Rogéria Rocha – Foto: Reprodução / Divulgação

Se pudesse se autodefinir em uma frase, qual seria? “Só se vive uma vez! Sou uma mulher bem intensa.”

Como é o dia a dia da Rogéria? “Como boa taurina que sou (risos), gosto de dormir o máximo que posso, assim que acordo agradeço a Deus pela vida, tomo um bom banho e depois pego o celular e o ipad para começar a trabalhar, graças a Deus consigo resolver tudo pelo telefone e isso me dá liberdade geográfica, e aos finais de semana eu não abro mão de turistar e conhecer mais daqui dos EUA.”

Leia Também:  Foto de criança síria com as mãos para cima é de um fotógrafo turco

A empresária está passando uma longa estadia nos EUA, especificamente em Nova York, para se aprofundar em pesquisas e estudar um pouco mais sobre seu nicho e conhecer cada vez mais culturas e locais distintos do que ela já conhece. A influencer reside no Acre, mas nos últimos meses está viajando constantemente e sua estadia fixa no momento é NY.

Observamos em suas redes que você viaja bastante, como são essas suas viagens? Como faz para conseguir se adequar em culturas diferentes? “Eu sou extremamente apaixonada por viagens, por conhecer novas culturas, novos lugares, novas pessoas. Sou adaptável, sempre fui uma pessoa muito fácil de lidar e de me acostumar com tudo, então eu tiro de letra essa parte de adequar com novas culturas, fora a experiência de vida imensa e o aperfeiçoamento do meu inglês que era o que eu estava procurando.”

Rogéria Rocha – Foto: Reprodução / Divulgação

Atualmente Rogeria compartilha todos seus momentos em seu instagram, com muita simplicidade, verdade e originalidade, a musa já tem mais de 60 mil seguidores extremamente engajados e fiéis.

Uma última pergunta, mas não menos importante. Você tem alguém da mídia como inspiração? “Virgínia é minha maior inspiração do mundo virtual, e não é atoa que é uma das maiores do Brasil, acho ela autêntica, inteligente, empreendedora, é que mostra a vida real mesmo, isso faz criar uma ligação grande com a gente que assiste! ” finaliza.

É com muito carinho que terminamos essa entrevista incrível, Rogéria muito obrigado por ter se aberto conosco. As portas do Lorena Magazine estarão sempre abertas para você, muito sucesso em seus negócios.

Viagens, estudos entre outros pontos são abordados na entrevista e que pode ser acompanhada na integra clicando no link Revista Lorena

Foto destaque: Rogéria Rocha. Reprodução / Divulgação 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA