RIO BRANCO

Educação

Ufac prepara curso de Relações Internacionais para 2022

Publicados

Educação

O Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) da Universidade Federal do Acre (Ufac) aprovou, em assembleia realizada nesta quinta-feira (7), o projeto de criação do curso de bacharelado em Relações Internacionais.

O curso, em nível de graduação, objetiva formar e capacitar profissionais para o exercício de atividades de consultoria, planejamento e gestão com interface internacional, tanto no domínio público como no privado, nas estruturas governamentais, instituições de ensino, pesquisa e extensão, em empresas e organizações diversas.

No Brasil existem 107 cursos de Relações Internacionais, oferecidos por instituições públicas e privadas. No contexto da região Norte, apenas as universidades federais do Acre e de Rondônia não o oferecem.

A ideia desse curso é antiga na Ufac e agora ela se consolida em um contexto mais amplo de expansão da universidade, que é a única instituição de ensino superior público e gratuito do Acre, com fundamental atuação no desenvolvimento da região.

A comissão responsável pela proposta aprovada é formada pelos professores Nilson Euclides, Eurenice Lima, Letícia Mamed e Jacó Piccoli, das Ciências Sociais; Wlisses James, da História, e Cristovão Henrique, da Geografia.

Leia Também:  Escolas estaduais se adaptam à pandemia e aulas seguem de maneira remota

Na apresentação do curso, a comissão explicou que, considerando a história da Ufac, com mais de meio século de atividades, somada à especificidade de sua localização na fronteira entre Brasil, Peru e Bolívia, já existe na instituição uma memória de importantes realizações no âmbito das relações internacionais.

Assim, a proposta do curso está ancorada nessas experiências acumuladas, mas também se mostra atenta para discutir os desafios da integração do Acre ao contexto sul-americano e mundial, com valorização da multiculturalidade macrorregional e baseada em uma perspectiva de formação humanista e crítica.

A partir de agora, a comissão responsável pela proposta, liderada pelo diretor do CFCH, professor José Dourado, acompanhará de perto a tramitação do projeto nas demais instâncias deliberativas da universidade.

A previsão é de implantação do novo curso em 2022, com abertura de uma turma por ano, oferta de 50 vagas no turno vespertino/noturno e duração de quatro anos.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Deputado Edvaldo Magalhães lamentou que as escolas estão pedindo açúcar emprestado na taberna do bairro”, as três escolas situadas na cidade de Feijó não iniciaram o ano letivo por falta de organização da Secretaria de Estado de Educação (SEE) do governo Gladson Cameli. As Escola de Ensino Médio José Gurgel, por exemplo, ficou sem iniciar as atividades por falta de energia elétrica. Além disso, está faltando merenda. “Aonde tem merenda, estão servindo bolacha com ki-suco. O governo anunciou um programa que deixaria todos os alunos bem alimentados, mas não tem merenda. Não conseguiram contratar e entregar merenda para iniciar o ano letivo, diz deputado

Leia Também:  Concurso da Polícia Federal para escrivão, delegado e perito

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Educação

Educação realiza acompanhamento pedagógico em escolas da zona rural de Porto Walter

Publicados

em

Durante dez dias, coordenadores e assessores pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação percorrerão as escolas das regionais do Rio Cruzeiro do Vale, Baixo Juruá, Rio Mirim, Natal, Ouro Preto, Rio das Minas e Grajaú realizando acompanhamento pedagógico e a conclusão do 3º bimestre das aulas.

O acompanhamento acontece diante da necessidade de melhorar a qualidade do ensino e promover a inserção de atividades no currículo e na didática pedagógica. Além de aspectos pedagógicos, os profissionais procurarão discutir ações teóricas e práticas que norteiam as ações de programas e suporte da educação municipal, conforme destaca o Secretário de Educação Flávio Borges.

“Uma das prioridades do Prefeito César Andrade e nossa enquanto secretário é a educação. Esses encontros são fundamentais para alinharmos as ações pedagógicas, promovendo a mobilização da comunidade, dos pais para que a frequência dos alunos seja mantida, e para que as intervenções necessárias em sala aconteçam, tudo isso para que a gente tenha cada vez mais a melhoria do desempenho acadêmicos dos estudantes”, ressalta.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Não vou munda meu voto, tenho costume de orar com minha palavra, diz vereador Jurandir. O clima na Câmara de Vereadores esquentou, após parte dos servidores da prefeitura de Brasileia tumultuar a sessão e descumprirem o Regimento Interno, por esse motivo, os vereadores chamou a atenção da Presidente da Casa, Arlete Amaral, por conta da sua inércia diante da situação vexatória. 

Leia Também:  Escolas estaduais se adaptam à pandemia e aulas seguem de maneira remota

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA