RIO BRANCO

Educação

Tribunal de Justiça encerra projeto de Mediação de Conflito nas Escolas

Publicados

Educação

O Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), por meio do programa Justiça Comunitária, encerrou, nesta terça-feira, 17, o projeto de Mediação de Conflitos nas Escolas. O encerramento ocorreu na Faculdade Sinal, aos alunos do Colégio Militar Dom Pedro II. Na ocasião também foi marcada a conclusão do programa de capacitação de Noções de Direito e Mediação e Conciliação de Conflitos, objeto de convênio com a Prefeitura de Rio Branco.

As atividades têm a finalidade a disseminação da cultura da pacificação social, a prevenção e redução da prática de atos violentos no contexto da família e da comunidade escolar e, principalmente, a inclusão de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Os programas estimula, ainda, a comunidade escolar a desenvolver mecanismos próprios de resolução de conflitos, por meio do diálogo, participação social e efetivação dos direitos humanos, promovendo o fortalecimento de ações afirmativas.

Em seu pronunciamento, a coordenadora do Programa Justiça Comunitária e coordenadora estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargadora Eva Evangelista, agradeceu a colaboração dos estudantes e dos palestrantes e destacou sobre a necessidade do respeito, da gentileza e liderança. Ela ainda lembrou sobre o início do projeto em parceria com o Colégio Militar Dom Pedro II.

Leia Também:  Prova com palavra de baixo calão é aplicada a alunos da 4ª série no Acre

Na ocasião, cada palestrante recebeu certificado de participação e os 36 estudantes também foram certificados pela conclusão do curso, que ocorreu de 12 de novembro a 17 de dezembro, num total de 54 horas/aula. Houve homenagem de certificação a melhor aluna, ajuda de custo e anúncio da compra de cadeira de roda a um dos alunos com deficiência física.

Estiverem presentes o juiz de Direito Ednaldo Muniz; o promotor de Justiça, Maia Guedes; o representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AC), Felipe Nery; a representante do Governo do Estado, Isnailda Gondim; a representante da Prefeitura de Rio Branco, Regiane de Oliveira; o subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Charles, o diretor do Colégio Militar Dom Pedro II, major Craveiro, a professora de ensino Angélica Silva, agentes comunitários que passaram também pelo curso e familiares dos estudantes.

Os palestrantes agradeceram pela atividade e ainda contaram um pouco de suas histórias de vida, em relação às dificuldades enfrentadas para cumprirem com os estudos. A solenidade foi encerrada com apresentação musical.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Educação

Escola infantil de Rio Branco é desativada por falta de saída de emergência; alunos são transferidos

Publicados

em

Alunos do pré I têm vaga garantida na Escola Menino Jesus — Foto: Prefeitura de Vilhena/Reprodução

A Secretaria de Educação de Rio Branco (Seme) precisou transferir cerca de 140 alunos para outros colégios após a desativação do prédio onde funcionava a Escola Alexandre dos Santos Leitão, no Centro da capital.

É que o local não tem saída de emergência e não atende os padrões de projeto exigidos pelo Corpo de Bombeiros do Acre.

A Educação informou que, ao longo dos anos, fez algumas intervenções no prédio para tentar melhorar o acesso, porém, as limitações do espaço impossibilitaram ‘a implementação de uma rota de fuga que atenda os padrões de projeto exigidos pelo CBM/AC’.

Com o fechamento, a Seme fez as seguintes transferências: Alunos que concluíram o pré I serão encaminhados para a Escola Municipal Menino Jesus, no Centro de Rio Branco; Alunos que concluíram o pré II serão encaminhados às escolas estaduais para o 1º ano do Ensino fundamental; A pasta destacou ainda que os alunos do pré I já têm vaga garantida na Escola Menino Jesus. O prédio onde funcionava a escola é cedido ao Poder Público e, por isso, a prefeitura não pode investir recursos públicos. Com informações do G1 Acre.

Leia Também:  Minoru Kinpara volta ao cargo de reitor pelo conselho universitário da Ufac

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O ex-deputado federal, Sibá Machado, gravou um vídeo polêmico onde fez um desabafo contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o Juiz Sérgio Moro e o governador do Acre, Gladson Cameli. Sibá não perdeu a oportunidade de alfinetar o gestor em se tratando do escândalo de corrupção no qual para a Polícia Federal, Cameli é tido como o chefe de uma organização Criminosa que desviou quase R$ 1 bilhão de reais dos cofres públicos do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA