Cultura

Por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, jovens escritores lançam concurso Juvenal Antunes de Poesia

Publicados

Cultura

Assessoria – Com o financiamento da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, os jovens escritores da Academia Juvenil Acreana de Letras (AJAL) lançaram, na manhã de sexta-feira, 12, o Concurso Juvenal Antunes de Poesia. A iniciativa é parte integrante do Festival Literário de Jovens Escritores, sob produção-geral da escritora Rayssa Castelo Branco, que é vice-presidente da AJAL.

Em homenagem ao poeta nordestino, que viveu grande parte de sua vida em terras acreanas, Juvenal Antunes, o Concurso é voltado a poetas jovens e adultos residentes no estado do Acre, que receberão premiação em dinheiro, troféus e diplomas por suas obras contempladas. A cerimônia de premiação ocorrerá conjuntamente com a semana do Festival, em Rio Branco, e que resultará na publicação de uma coletânea no formato e-book, ao final do projeto.

Segundo Rayssa, a relevância do Concurso se apresenta a partir da necessidade urgente de iniciativas que incentivem os artistas do Acre. “Essa é uma grande oportunidade de porta de entrada para o início de uma carreira como escritor, a quem nele se inscrever. Por serem duas categorias (infanto-juvenil e adulta), há a possibilidade de descobrir novos jovens talentos na poesia e também valorizar o trabalho de escritores de carreira. Além disso, a temática do concurso será livre, permitindo aos participantes o exercício da plena liberdade de expressão, essencial em tempos de repressão à arte”, explica.

Leia Também:  Show do Forró Boys e Rodeio Raio de Lua é sucesso de público em Epitaciolândia

As inscrições ficam abertas do dia 15 de fevereiro ao dia 19 de março. O edital e demais informações se encontram disponíveis nos links abaixo:

Clique aqui e baixe o Edital do Concurso Juvenal Antunes de Poesia
Clique aqui e baixe o Termo de Autorização para menores de 18 anos
Clique aqui e confira a Comissão Julgadora

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora de Brasileia, Neiva Badotti, falou ao plantão 3 de Julho Notícias que esteve na capital Rio Branco, reunida com a coordenação do SAMU para tratar sobre a retirada da ambulâncias da região do Alto Acre que seriam centralizadas apenas em Rio Branco, a parlamentar cita também a situação da epidemia de dengue no município e sobre o aumento do coronavírus. Exercendo seu papel de vereadora, foi na Capital saber da real situação.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Palestra sobre violência doméstica é promovida para mulheres com deficiência

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cultura

Grupo teatral Palhaço Tenorino inicia temporada deste ano com apresentação de duas peças em Rio Branco

Publicados

em

As peças ‘Lepras’ e ‘A Menina e o Palhaço’ têm apresentações no começo de junho. Ingressos são vendidos a R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia) – Foto: Divulgação

G1 Acre – O grupo teatral Palhaço Tenorino (GPT) vai iniciar, no começo de junho, a apresentação de duas peças na abertura da temporada deste ano.

O espetáculo de teatro-solo ‘Lepras” faz apresentações nos dias 3, 4, 10 e 11 de junho sempre às 20h. Indicado para maiores de 10 anos, a peça que estreou em 2021 é resultado de um curso-montagem para atores e encenadores, ministrado por Marilia Bomfim.

“Lepras aborda questões como abandono, preconceito e sofrimento que os hansenianos sofrem, historicamente”, comentou Dinho Gonçalves, ator e dramaturgo.

Também vai ter apresentações, nos dias 5 e 12 de junho, às 17h30, da peça A Menina e o Palhaço. As duas apresentações ocorrem no Teatro Hélio Melo, que funciona no Museu dos Autonomistas, no Centro de Rio Branco.

A Menina e o Palhaço, que estreou em 2001, com 21 anos de existência, já circulou por dezenas de cidades brasileiras, como São Paulo, Rio Branco, Belém e Jordão.

Leia Também:  Há quase três anos no governo, Gladson Cameli ainda não cumpriu sua promessa de campanha

A peça aborda a vida de uma menina pobre que sonha em ter o Palhaço Tenorino em seu aniversário. Nesse encontro surgem reflexões sobre a oposição entre alegria versus tristeza, adulto versus criança, brinquedos de sucata versus brinquedos industrializados, rico versus pobre.

“Acho interessante que esse trabalho infantil costuma agradar mais aos adultos que as crianças”, afirmou Marilia Bomfim, que interpreta a menina.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo número (68) 99975 5044 pelo valor de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (a meia) para estudantes, idosos e professores.

Serviço

Espetáculo Lepras

Onde: Teatro Hélio Melo

Quando: 3,4, 10 e 11 de junho;

Ingresso: R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia)

Horário: 20h

Espetáculo A menina e o Palhaço

Onde: Teatro Hélio Melo

Quando: 5 e 12

Horário: 17h30

Ingresso: R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia)

Espetáculo ‘Lepras’ vai ter apresentações em junho – Foto: Divulgação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA