Cultura

Festival Pachamama exibe filmes em bairros de Rio Branco pela 1ª vez desde o início da pandemia

Publicados

Cultura

Festival Pachamama exibiu filmes na Cidade do Povo e na Gameleira — Foto: Divulgação/Festival Pachamama – Cinema de Fronteira.

As sessões de cinema presenciais do XI Festival Pachamama – Cinema de Fronteira voltaram em Rio Branco após quase dois anos suspensas por conta da pandemia. Na sexta (18) e nesse sábado (19) foram exibidos filmes no Conjunto Habitacional Cidade do Povo e na Gameleira, regiões do Segundo Distrito da capital acreana.

As exibições ocorreram porque o festival foi um dos projetos contemplados pela Lei Emergencial de Cultura Aldir Blanc, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM).

Na sexta, o festival foi promovido na Escola de Gastronomia da Cidade do Povo. Foram exibidos curtas-metragens do Acre, Amapá e Maceió nas duas sessões. Cada sessão teve o limite de 50 pessoas, para cumprir o protocolo sanitário do distanciamento social.

“Esse projeto é ainda o do ano passado. Resolvemos fazer duas amostras nos bairros presenciais. O festival do ano passado foi virtual. No mês que vem vamos para o Juruá com o Pachamama Itinerante. Vamos fazer duas apresentações em Cruzeiro do Sul e duas Mâncio Lima”, contou o diretor do festival, Sérgio de Carvalho.

Leia Também:  Adesg não vence Rio Branco-AC desde que foi campeã estadual em 2006; veja últimos resultados

O diretor relembrou que desde 2020 o festival é realizado de forma virtual por conta da pandemia e foi muito importante voltar a encontrar o público nos bairros e ver a alegria dos moradores.

“Escutei um menino conversar com o outro: ‘Nossa, então isso que é um cinema’. A gente leva um telão de mais de 10 metros para gente que nunca viu cinema. Na Gameleira, a pipoqueira falou acompanha o festival há 12 anos e nunca foi ao cinema. É importante a gente centralizar as ações e levar essa alegria para quem nunca viu o cinema”, destacou. Com informações do G1 Acre.

Criançada aproveito as exibições no Conjunto Habitacional Cidade do Povo — Foto: Diego Gurgel/Secom

E Veja Também no 3 de Julho Notícias – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Os servidores da Educação do estado estão revoltados, com tanto descaso do governo Gladson Cameli com a maior categoria do Acre. Os servidores liderados pelo Sinteac, alegam que o governo descumpriu acordo judicial firmado com a categoria e que só iniciam o ano que vem tiver cumprimento do que foi acordado. Os servidores estiveram mais uma vez na frente da casa Civil e manifestaram sua insatisfação com Gladson Cameli.

Leia Também:  Grupo de moradores do Lot. Santo Afonso arrecada brinquedos e realiza festa do Dia das Crianças em Rio Branco

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cultura

Grupo teatral Palhaço Tenorino inicia temporada deste ano com apresentação de duas peças em Rio Branco

Publicados

em

As peças ‘Lepras’ e ‘A Menina e o Palhaço’ têm apresentações no começo de junho. Ingressos são vendidos a R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia) – Foto: Divulgação

G1 Acre – O grupo teatral Palhaço Tenorino (GPT) vai iniciar, no começo de junho, a apresentação de duas peças na abertura da temporada deste ano.

O espetáculo de teatro-solo ‘Lepras” faz apresentações nos dias 3, 4, 10 e 11 de junho sempre às 20h. Indicado para maiores de 10 anos, a peça que estreou em 2021 é resultado de um curso-montagem para atores e encenadores, ministrado por Marilia Bomfim.

“Lepras aborda questões como abandono, preconceito e sofrimento que os hansenianos sofrem, historicamente”, comentou Dinho Gonçalves, ator e dramaturgo.

Também vai ter apresentações, nos dias 5 e 12 de junho, às 17h30, da peça A Menina e o Palhaço. As duas apresentações ocorrem no Teatro Hélio Melo, que funciona no Museu dos Autonomistas, no Centro de Rio Branco.

A Menina e o Palhaço, que estreou em 2001, com 21 anos de existência, já circulou por dezenas de cidades brasileiras, como São Paulo, Rio Branco, Belém e Jordão.

Leia Também:  Indígenas cultivam a tradição da agricultura na Amazônia

A peça aborda a vida de uma menina pobre que sonha em ter o Palhaço Tenorino em seu aniversário. Nesse encontro surgem reflexões sobre a oposição entre alegria versus tristeza, adulto versus criança, brinquedos de sucata versus brinquedos industrializados, rico versus pobre.

“Acho interessante que esse trabalho infantil costuma agradar mais aos adultos que as crianças”, afirmou Marilia Bomfim, que interpreta a menina.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo número (68) 99975 5044 pelo valor de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (a meia) para estudantes, idosos e professores.

Serviço

Espetáculo Lepras

Onde: Teatro Hélio Melo

Quando: 3,4, 10 e 11 de junho;

Ingresso: R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia)

Horário: 20h

Espetáculo A menina e o Palhaço

Onde: Teatro Hélio Melo

Quando: 5 e 12

Horário: 17h30

Ingresso: R$ 30 (inteira) E R$ 15 (meia)

Espetáculo ‘Lepras’ vai ter apresentações em junho – Foto: Divulgação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA