RIO BRANCO

Crica

Petistas partem para o ataque contra Orleir Cameli e chamam Gladson de mentiroso

A eleição chegou definitivamente nos debates da Assembléia Legislativa. Ontem, deputados do PT voltaram atacar o que chamam, de “desacertos” do governo Orleir Cameli por ter deixado o Estado destroçado financeiramente e, também, partiram para cima do candidato ao governo, Gladson Cameli (PP), que foi mostrado pelo deputado Lourival Marques (PT) como um político que tem como plataforma mentir.

Publicados

Crica

Petistas partem para o ataque contra Orleir Cameli e chamam Gladson de mentiroso

A eleição chegou definitivamente nos debates da Assembléia Legislativa. Ontem, deputados do PT voltaram atacar o que chamam, de “desacertos” do governo Orleir Cameli por ter deixado o Estado destroçado financeiramente e, também, partiram para cima do candidato ao governo, Gladson Cameli (PP), que foi mostrado pelo deputado Lourival Marques (PT) como um político que tem como plataforma mentir. “Prometeu em 12 dias entrar com as máquinas do seu pai para asfaltar a estrada para Mâncio Lima, não cumpriu a promessa e desapareceu. É um mentiroso”, atacou o deputado Lourival Marques (PT) – foto -. Foi secundado pelo deputado Jonas Lima (PT), que acusou Gladson de se aliar ao presidente Temer para prejudicar o governo do PT. “É um golpista”, disparou. E completou sua crítica dizendo não ter o senador Gladson Cameli (PP) capacidade para administrar o Acre, porque ninguém crê mais no que fala. “Ele só mente, só mente”, garantiu Jonas, para quem a oposição se resume no “ódio” e na “mentira”. Não teve o contraponto, por a oposição estar ausente em maioria no plenário.

O PAI DELE É O VAGNER

Em determinado tempo dos debates de ontem na AELEAC, o deputado Jonas Lima (PT) cobrou responsabilidade do deputado Luiz Gonzaga (PSDB) pelos buracos que tomam conta da cidade de Cruzeiro do Sul. Gonzaga foi irônico: “não sou prefeito, e sobre os buracos, você vá cobrar do ex-prefeito Vagner Sales, que é o responsável pela eleição do prefeito Ilderlei Cordeiro”.

VOTEI NO HENRIQUE

E completou dizendo não ser seu o fardo do prefeito Ilderlei Cordeiro: “eu votei no Henrique Afonso para a prefeitura de Cruzeiro do Sul”. E desceu da tribuna rindo do deputado Jonas.

VAI FICAR NA CONTA

O ex-prefeito Vagner Sales (MDB) rompeu com o prefeito Ilderlei Cordeiro (PP), que faz uma gestão de baixa aceitação popular, mas a sua eleição ficará sempre na sua conta política.

UMA ACUSAÇÃO GRAVÍSSIMA

A acusação feita pelo empresário Jarbas Soster de que a prefeitura vai voltar a usinar pela EMURB, mesmo sendo mais caro do que usinar na iniciativa privada, com objetivo de fazer Caixa 2, é uma acusação muito grave, diria que a primeira crise moral na gestão da prefeita Socorro Nery. Ela é uma moça séria, legalista, mãos limpas, por isso, deve mandar apurar com rigor a denúncia. Não se falava ontem outra coisa no meio político.

MP ENTRA NO CASO

Como foi uma denúncia pública de prática de uma irregularidade não há como o MP não mandar abrir um procedimento investigatório, porque se tornou de domínio público. Nem me passa pela cabeça que a prefeita Socorro Nery será avalista de uma ilegalidade na sua gestão, se comprovado. Por onde passou se portou de maneira correta como gestora. Só um detalhe: num ano eleitoral não pode fazer uma gestão só técnica, mas também política.Pode aliar as duas coisas.

RESOLVER LOGO

Esta é uma pendenga que tem de ser resolvida logo, porque ninguém consegue andar por uma rua que não tenha buraco e a prefeitura tem de fazer frente ao desafio, pois, o verão chegou. Não será bom para o seu perfil político vir a ser a prefeita da cidade mais esburacada do Acre.

NÃO SEI BASEADO EM QUE

Não consigo ainda entender a insistência do governador em todas as conversas com os aliados dizer que o Gldason Cameli (PP) está “blefando” e não será candidato a governador. Não sei baseado em que fato faz a afirmação. Não conheço um dado que me leve a endossar a dúvida.

ESTAVA EM DUBAI

O senador Gladson Cameli (PP) não tem nada judicialmente que impeça sua candidatura a governador. E a sua conduta política é a de quem está de cabeça na campanha. Os fatos mostram isso. Se não fosse candidato estava curtindo as mil e uma noites de Dubai.

NÃO SE CHUTA CACHORRO MORTO

O deputado Antonio Pedro (DEM) assim definiu os ataques da oposição ao candidato Gladson Cameli (PP): “desespero com a derrota certa, não se chuta cachorro morto”.

UMA OBSERVAÇÃO

A deputada Jésica Sales (MDB) aparenta ser bem saudável. Não de alguém que vem tendo recaídas de doenças. Por isso é de se admirar que, tenha apresentado 65 atestados médicos para justificar faltas na Câmara Federal. É a campeã em usar o expediente na bancada acreana.

FACULDADE DE MEDICINA

O deputado federal Alan Rick (DEM) marcou um tento ao levar à Cruzeiro do Sul o Ministro da Educação, Rossieli Soares, para sacramentar o lançamento da Faculdade de Medicina naquele município. Alan não tem se limitado a distribuir emendas, mas a criar pautas positivas como a inclusão de estudantes brasileiros de Medicina do exterior no programa “Mais Médico” e agora o da Faculdade de Medicina do Juruá.

RATEIO POR BOLA DE CRISTAL

O ex-prefeito Vagner Sales (MDB), contam, teve uma conversa nada republicana ao encontrar o ex-deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB). “Serei o primeiro ou segundo mais votado a deputado estadual, se o Gladson ganhar serei o presidente da Assembléia, se o Marcus ganhar, vou trabalhar para que o presidente seja você”. Dedução: estão rateando o cargo por bola de cristal.

BRABO COM O PP

Falando no ex-prefeito Vagner Sales (MDB), este anda brabo com os dirigentes do PP por terem rejeitado uma coligação para deputado estadual com o MDB. Estava certo de que o PP aceitaria servir de bucha de canhão para os candidatos a estadual do MDB.

ALTA RESOLUTIVIDADE

A Polícia acreana tem tido um alto e rápido grau de solução de crimes contra a vida e assaltos.

BEM-VINDO, BATMAN!

Em meio ao tiroteio entre deputados da oposição e da base do governo, quem apareceu ontem para desanuviar o ambiente foi o misterioso Batman, que circula pela cidade. E ainda ganhou do presidente Ney Amorim (PT) um bem humorado: “bem-vindo, Batman”!

FICO COM UM PÉ ATRÁS

Quando se trata de eleição sempre tenho o pé atrás com denúncias de atentados a candidatos ou a partidos. Ao longo de bem mais de 40 anos de jornalismo político vi várias encenações. A mais recente foi a que jogaram no horário eleitoral do PT um aleijado acusando o Tião Bocalom de lhe espancar, depois provado ter sido uma grande farsa montada em Acrelandia.

COMO NÃO AJUDA

O grosso dos equipamentos da PM veio de verbas ou doações do governo federal. É, pois, inverdade, debitar-se ao Temer a falta de equipamentos para as nossas polícias. Ainda agora, está exposto um lote de novas camionetes enviadas pela União ao governo do Acre.

DADO COMO ROMPIDO

O presidente do PHS, Manoel Roque, está com as relações políticas arranhadas com a PMRB. É bom lembrar que o PHS tem dois vereadores, Juruna e Raimundo Neném. E que se juntarem-se à oposição vai complicar a vida da prefeita Nery. A oposição teria maioria em votações.

PODE OBSERVAR

É impressionante! Pode observar. Em todos os pedidos de aumento de passagens de ônibus o RBtrans sempre está do lado dos empresários, para cuja brasa sempre puxa a sardinha. O órgão funciona como uma espécie de cabo-eleitoral dos reajustes.

NÃO TEM MAIS SAÍDA

O MDB vai ter que criar vergonha política e montar uma chapa própria para deputado estadual. Para não ficar implorando alianças com outros partidos para inteirar a chapa.

MELHORES CONDIÇÕES

O deputado federal Major Rocha (PSDB) diz que, a sua irmã Mara Rocha (PSDB) vai disputar uma vaga de deputada federal em melhores condições de que quando ele disputou. “Eu disputei sem a ajuda do PSDB, cujo presidente era o Márcio, agora todo PSDB está com ela”, assegura.

FARSA OU INTOLERANCIA?

Este episódio revelado pelo PT de que, uma reunião no seu diretório municipal foi sustada pela ameaças feitas por três pessoas que chegaram num carro e passaram a filmar o encontro, lançando impropérios, um deles supostamente armado, é um fato no mínimo estranho. A quem interessaria acabar com uma reunião municipal do PT que não estava decidindo nada que pudesse atingir terceiros? Onde a figura de maior presença era o pacifista presidente Marcão, que não faz mal a uma mosca. O que ganharia algum dirigente da oposição em promover um ato infantil? Estranho, muito estranho. Espera-se que as autoridades policiais esclareçam a situação para se tirar a dúvida se foi uma farsa montada pelo próprio PT, fato defendido por parlamentares oposicionistas, se foi um ato exclusivo de alguns intolerantes ou  teve o dedo de partido adversário. Não arrisco um palpite. Espero a versão da polícia. Urgente!

Telejornal 3 de Julho 9ª Edição

Veja nesta Edição: Acidente grave deixa vítima fatal na Estrada do Pacífico, em Brasileia; Delegado de Polícia Civil, Karlesso Nespoli, dá detalhes das prisões em Brasileia; Dnit inicia trabalhos de alargamento da Avenida Marinho Monte em Brasiléia; Presidente, Rogério Pontes, fala da adequação do projeto que visa o auxílio Alimentação para educação, em Brasileia; Companhia Raio apreende moto furtada e casal que vendia drogas em Brasiléia; Ex-prefeito Everaldo Gomes terá que devolver R$ 1,2 milhão aos cofres públicos; Promessa de entrega do novo hospital regional não é cumprida pelo governo de Tião e Prefeita Fernanda Hassem homenageia todas as mães pelo dia especial. Curta a nossa página do facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Coluna do Crica

Propaganda

Crica

Cabeças coroadas começam a rolar na saúde

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

Publicados

em

Por

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

“Serão oito os que serão substituídos inicialmente, podendo chegar a mais”. Os nomes dos que sairão e dos que foram convidados para compor a equipe já foram enviados ao governador para avaliar. Ontem, em Brasiléia, em conversa com o blog, Gladson Cameli anunciou que tinha convocado uma reunião com a equipe de diretores da Saúde e determinado ao Alysson: “ou ele faz as mudanças necessárias para melhorar o sistema de saúde, ou também vai ter que sair. Não posso esperar mais, é muita cobrança”. Durante o seu discurso no ato de lançamento do programa de ramais no município, Cameli fez também muitas reclamações de que o atendimento na Saúde não é o que almejava para a população, e que quer ver mudanças rápidas. Outra medida anunciada ontem pelo secretário Alysson ao BLOG DO CRICA, foi a que formou uma comissão especial, composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, que vão detectar os pontos de estrangulamento e demandas do HUERB e apresentar sugestões para melhorar o sistema. Foram duas decisões sensatas: a primeira de pedir a demissão dos diretores que não se adequaram às novas normas. E a segunda de criar uma comissão plural, para chegar a um diagnóstico sobre como melhorar o atendimento. Quando se faz no BLOG uma crítica não se torce contra, mas sempre a favor que melhore.

CHINA CONTINUA FORTE

O homem que comanda o setor financeiro da Saúde, o popular China, não será demitido como chegou a ser especulado na imprensa. Seu nome andou envolvido em suposto pedido de propina. Por nada ter sido provado, o secretário Alysson diz que o manterá no cargo.

PORTAS ABERTAS

Com a perda do deputado Neném Almeida, o SOLIDARIEDADE da deputada federal Vanda Milani (SD) abriu as suas portas para a entrada do deputado Fagner Calegário (PV).

OPOSIÇÃO ESCANGALHADA

Ontem, estive em Brasiléia, e perguntei a amigos como andava a oposição para a disputa da prefeitura. O comentário mais positivo: “escangalhada”. Bem definido. Nenhuma cara nova para ameaçar a prefeita Fernanda Hassem (PT) e com o grosso das lideranças com problemas penais. Some a isso estar a Fernanda fazendo uma boa gestão e também ser política.

AMIGUINHOS DE INFÂNCIA

O leitor se lembra da briga ferrenha do Major Rocha com o Coronel Ulisses Araújo? Pois bem, viraram amiguinhos desde a infância e aliados. Ulisses é um dos assessores mais próximos do secretário de Segurança, Paulo César, e irá coordenar o programa de vigilância da fronteira.

Leia Também:  Coluna do Crica

SEMPRE DIGO NO BLOG

Tenho avisado várias vezes alertando para que não tomem partido em brigas de políticos, porque eles acabam se acertando, e quem entrou na briga acaba dando com a cara no chão.

A VIDA É UMA RODA VIVA

Encontrei ontem com um amigo das antigas do PT, que nos últimos 20 anos ocupou cargo de confiança de destaque nos governos petistas e papeamos um pouco em meio a compras no supermercado. Disse que “a barra está dura”, teve até que se desfazer do carro e me perguntou se não sabia de algum emprego. A velha questão: cargo de confiança não é eterno.

VALE PARA OS ATUAIS

O exemplo deste meu amigo serve para os ocupantes de cargos de confiança deste governo.

OPINIÃO DE QUEM ENTENDE

Empresário do setor de comunicação e gráfica me confessou que não vê como a questão da licitação da mídia do governo no valor de 5,4 milhões ser resolvida de forma definitiva, dia 15 de junho, quando sairá a decisão. Avalia que haverá recursos e a briga vai para justiça.

DEIXOU DE SER MAU PAGADOR

O Estado, que estava punido por o governo anterior ser mau pagador ao atrasar parcelas de empréstimos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, agora voltou a ser adimplente junto ao Tesouro Nacional. Ponto positivo para a equipe econômica do governo.

GUERRA ÁS MULTAS

O governador Gladson conclamou a que os produtores rurais que foram multados pelo IMAC não paguem as suas multas, porque vai anistiá-las. A ordem é licenças ambientais rápidas.

FIM DE UM PESADELO

Se a anistia vai de fato acontecer não sei, como São Tomé, prefiro esperar para ver. Mas só o anúncio de que o homem do campo não terá mais o batalhão de multadores nas suas porteiras, já é o fim de um pesadelo que era fato corriqueiro nos governos petistas.

NÃO ESCOLHE CANDIDATO

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, disse ontem ao BLOG do CRICA, que prevê três candidaturas a prefeito fora a dele: do Chiquinho Chaves (PSD), a do PT e a dos Hassem. Mas fez a ressalva de que não escolhe candidato: “quem vier, Crica, será surrado nas urnas”.

Leia Também:  Coluna do Crica

COM A GUILHOTINA EM PONTO DE CORTE

No seu discurso de ontem em Brasíléia, o governador Gladson Cameli se mostrou angustiado com a falta de resultados na área da Saúde. Ocupou bom espaço da fala prometendo que não vai mais esperar, que não agüenta mais as cobranças, e que cabeças vão rolar no setor.

ENTROU EM HIBERNAÇÃO

Depois de tantos anúncios da sua queda do cargo, o secretário de Agricultura, Paulo Wadt, continua firme mesmo com a pressão dos políticos tucanos. Entrou em hibernação e sumiu.

NÃO TEM RECLAMAÇÃO

Se na secretaria de Saúde do Estado chove problema, o mesmo não acontece no município de Rio Branco, onde o secretário de Saúde, Otoniel, consegue fazer uma gestão afinada e com poucas reclamações. Se fosse ao contrário as críticas estariam pipocando nas redes sociais.

COMANDANTE DEMOCRÁTICO

O bom gestor sabe que o cargo não lhe pertence e que deve satisfação ao povo. Fiz críticas contra a falta de policiamento ostensivo em rondas no bairro Tropical, e recebi a seguinte resposta do Comandante da PM, Coronel Ezequiel Bino, que mostrou que democracia não se fala, se pratica: “Olá, Luis Carlos. Como grande parte dos acreanos sou leitor da sua coluna e por entender que a Polícia Militar está afinada e atenta às reclamações, sugestões, opiniões, aflições da sociedade, quero dizer que tratarei do policiamento do Tropical e entorno com a Comandante imediata da área, Maj Jokebed e logo daremos uma resposta. Obrigado pela sua manifestação. Cmt Geral da PMAC, Cel Bino”. Um exemplo para os gestores do governo.

SAIRÁ POR CIMA

Política é momento. Construindo as prometidas pontes de Brasiléia e de Xapuri, o governador Gladson Cameli ficará em alta eleitoral na região do Alto Acre, onde, por sinal foi campeão de votos. Não se analisa a política com base no imediatismo de quem mal começou o governo.

NÃO É BESTA

O governador Gladson Cameli me disse certa feita em uma entrevista que tem gente que pensa ele ser “besta”. E, não é mesmo! Tanto não é que, ele desarmou qualquer movimento no seu grupo de aliados sobre sua sucessão ao dizer que será candidato á reeleição.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA