RIO BRANCO

Crica

Coluna do Crica

Quando alguém se elege deputado perde a privacidade e vira uma figura pública. Vidraça, no popular. Não são imunes às críticas. Quem não quiser críticas fique na iniciativa privada. Quem se sentir incomodado com críticas vá à tribuna e conteste, com razão ou não, como fizeram ontem de forma elegante com a matéria de uma colega, os deputados Jenilson Lopes (PCdoB) e Nelson Sales (PV).

Publicados

Crica

“Sabedoria é saber o que fazer: habilidade é saber como fazer”.

(David Starr Jordan)

 Por Luiz Carlos Moreira Jorge

Homem público não tem privacidade

Quando alguém se elege deputado perde a privacidade e vira uma figura pública. Vidraça, no popular. Não são imunes às críticas. Quem não quiser críticas fique na iniciativa privada. Quem se sentir incomodado com críticas vá à tribuna e conteste, com razão ou não, como fizeram ontem de forma elegante com a matéria de uma colega, os deputados Jenilson Lopes (PCdoB) e Nelson Sales (PV).

Não é um bom negócio

Alguns deputados pregam um confronto com a imprensa. É um mau negócio para eles. Não conheço nos meus mais de 30 anos de jornalismo um político que ganhou uma briga com a imprensa.

Agiu sabiamente

O caso não foi comigo, mas tenho de me posicionar. Na democracia a crítica é a matéria prima.  

Água na fervura

O presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT) agiu sabiamente, ao reunir ontem os deputados para desaquecer o clima. Um deputado que critica também pode ser criticado.

Não adianta enganar

Mudando de assunto. Os alunos de faculdades de Medicina da Bolívia que querem fazer internato nos hospitais de Rio Branco não vão conseguir isso legalmente, não adianta enganar.

Única saída

A única saída para isso acontecer seria acabar com a legislação federal que proíbe a prática.

Situando a questão

O projeto que isenta taxistas e moto-taxistas do IPVA, apresentado ontem na Aleac,  não é de autoria de deputado, mas do governador Tião Viana, a medida é exclusiva do Executivo.

Nem poderia

É vedado a deputado legislar sobre matéria financeira. O que há neste caso é uma simples Indicação do deputado Eber Machado (PSDC) sobre o assunto, datada de 2011, e somente.

Fora da receita

Com a medida o governo deixará de arrecadar em torno de 500 mil reais ao mês.

Reivindicação justa

O deputado Nicolau Junior (PSD) fez ontem uma reivindicação muito justa, que o Hospital Dermatológico de Cruzeiro do Sul atenda à noite, devido o surto de dengue no município.

Nem pensar nisso

O ex-prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Deda (PROS), negou ontem que tenha fechado apoio ao Sebastião Correia para prefeito do município. “Meu grupo terá candidato”, avisou.

Unidade trabalhada

Há todo um trabalho político do deputado federal César Messias (PSB), para que Sebastião Correia, que foi candidato a prefeito pelo PMDB, seja em 2016, o candidato único da FPA.

“Não temos um nome”

A afirmação foi feita ontem à coluna pelo ex-prefeito Itamar de Sá (PT) sobre a eleição para prefeito de Cruzeiro do Sul. Na sua visão há que se procurar um nome novo e de consenso.

Leia Também:  Coluna do Crica

Candidatura descartada

Itamar considera difícil emplacar a candidatura do professor Marcelo Siqueira (PT), que na última eleição foi candidato a deputado estadual e não obteve uma boa votação.

Todos na torcida

Há uma expectativa e uma grande torcida para que o prefeito Vagner Sales lance como candidato à sua sucessão o advogado Jonathan Donadoni, que não se elegeu deputado.

Desde que não banalizada

A proposta do deputado Eber Machado (PSDC) de criar a “Tribuna Popular”, para dar voz às entidades organizadas é uma iniciativa positiva, desde que o uso da tribuna não seja banalizado.

Temos que reconhecer

Há de se reconhecer que a deputada Leila Galvão (PT) está na linha de frente junto ao governo para buscar ajuda aos comerciantes do Alto Acre vítimas da alagação do rio Acre.

Medida justa

Falando nisso, o governador Tião Viana mandou suspender a cobrança do ICMS dos comerciantes de Xapuri e Brasiléia que tiveram os seus comércios atingidos pela última cheia do rio Acre.

Projeto de inclusão

Positivo o projeto apresentado ontem pela deputada Juliana Rodrigues (PRB), que obriga a ter nas sessões da casa, profissionais da linguagem de libra, para a inclusão de deficientes auditivos.

Passa pelo futuro do gladson

A candidatura a prefeito de Cruzeiro do Sul do ex-deputado federal Iderley Coreiro (PR) depende do desfecho do caso Gladson Cameli, seu padrinho. Se Gladson sair bem, Iderley fica forte.

Não há como misturar

O projeto do prefeito Marcus Alexandre que isenta do ISS os empresários dos transportes coletivos tem um objetivo meritório: manter a passagem de 1 real para os estudantes, não é  gracioso.

Protesto sem sentido

Por isso não vejo sentido nos protestos, queriam que o preço para os estudantes continuasse nivelado na tarifa normal? É um projeto que os vereadores deveriam aprovar sem delongas.

Um argumento sólido

Não escutei um argumento sólido dos sindicalistas que são contra este projeto.

Assunto sério

O deputado Ghelen Diniz (PP) levantou ontem um assunto sério e que merece resposta pronta do poder público: agentes sócios educativos de Sena trabalham sem as mínimas condições.

Não dá para trabalhar assim

São  4 a 5 cinco agentes para tomar conta de cerca de 40 adolescentes internos na unidade.

Bem mais interessante

As sessões na Câmara Municipal de Rio Branco estão ficando mais interessantes que as da Assembléia Legislativa, pelo menos na Câmara tem sessão de MMA, comentavam ontem colegas jornalistas.

Leia Também:  Coluna do Crica

Sem rabo preso

Chegam e-mails de defensores da Apóstola Dayse Costa dizendo que tem o direito de protestar (foi ativa na convocação da manifestação de domingo), por segundo eles, não ter rabo preso com o governo como alguns pastores evangélicos. Registre-se, publique-se e cumpra-se.

Prefiro aguardar

Chega a informação que se o ex-deputado federal Henrique Afonso (DEM) tiver o respaldo de toda a oposição como candidato único topa disputar a prefeitura de Rio Branco. Em se tratando do Henrique é de se aguardar, porque muda de idéia política como de camisa.

Padeirinho de volta

O ex-prefeito do Bujari, Padeiro (PSB), mesmo com toda a sua grosseria no trato com as pessoas deixou saudades nos moradores do município, após a desastrada gestão do prefeito Tonheiro (PT) e deve ser candidato a prefeito no próximo ano. Um poste ganha hoje do Tonheiro.

Não está morto

Na avaliação feita ontem por quem conhece bem a política de Cruzeiro do Sul, o PT tem que avaliar bem o nome a ser lançado para disputar a prefeitura do município no próximo ano, o “Coronel” – como chama o Vagner, está desgastado, mas não está morto.

Matéria profissional

O programa “Profissão Repórter”, da Rede GLOBO, fez uma matéria profissional sobre a alagação do rio Acre, em momento nenhum meteu política no meio ou saiu para a crítica, só mostrou os fatos,

Leva uma surra do James

Se o PT quiser ganhar a prefeitura de Senador Guiomard tem que arrumar um candidato que não seja do partido, porque o PT não tem quadros no município para uma candidatura majoritária. Se insistir com um nome do PT vai levar uma surra nas urnas do candidato apoiado pelo prefeito James Gomes.

É de se poerguntar

A última alagação acabou com a cidade de Brasiléia. O próximo prefeito vai herdar só problemas e poucos recursos. É de se perguntar o que leva ainda a ativa vereadora Fernanda Hassem (PT), querer ser candidata a prefeita, embora seja um nome muito forte.

Mão do governo

A mão do governo tinha que ajudar às milhares de famílias atingidas pela cheia do rio Acre, como está fazendo. Tirou toneladas de lixo deixadas pela enchente nas cidades de Brasiléia e Xapuri. Agora é a vez dos prefeitos cumprirem com suas obrigações. E o Tião Viana acaba de suspender a cobrança do ICMS para os empresários que tiveram os seus comércios atingidos pela alagação. E fez tudo isso sem politicagem, até porque Xapuri e Brasiléia são governados pela oposição. E quebra a castanha dos que gostam de alardear que só ajuda prefeitos do PT.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Crica

Cabeças coroadas começam a rolar na saúde

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

Publicados

em

Por

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

“Serão oito os que serão substituídos inicialmente, podendo chegar a mais”. Os nomes dos que sairão e dos que foram convidados para compor a equipe já foram enviados ao governador para avaliar. Ontem, em Brasiléia, em conversa com o blog, Gladson Cameli anunciou que tinha convocado uma reunião com a equipe de diretores da Saúde e determinado ao Alysson: “ou ele faz as mudanças necessárias para melhorar o sistema de saúde, ou também vai ter que sair. Não posso esperar mais, é muita cobrança”. Durante o seu discurso no ato de lançamento do programa de ramais no município, Cameli fez também muitas reclamações de que o atendimento na Saúde não é o que almejava para a população, e que quer ver mudanças rápidas. Outra medida anunciada ontem pelo secretário Alysson ao BLOG DO CRICA, foi a que formou uma comissão especial, composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, que vão detectar os pontos de estrangulamento e demandas do HUERB e apresentar sugestões para melhorar o sistema. Foram duas decisões sensatas: a primeira de pedir a demissão dos diretores que não se adequaram às novas normas. E a segunda de criar uma comissão plural, para chegar a um diagnóstico sobre como melhorar o atendimento. Quando se faz no BLOG uma crítica não se torce contra, mas sempre a favor que melhore.

CHINA CONTINUA FORTE

O homem que comanda o setor financeiro da Saúde, o popular China, não será demitido como chegou a ser especulado na imprensa. Seu nome andou envolvido em suposto pedido de propina. Por nada ter sido provado, o secretário Alysson diz que o manterá no cargo.

PORTAS ABERTAS

Com a perda do deputado Neném Almeida, o SOLIDARIEDADE da deputada federal Vanda Milani (SD) abriu as suas portas para a entrada do deputado Fagner Calegário (PV).

OPOSIÇÃO ESCANGALHADA

Ontem, estive em Brasiléia, e perguntei a amigos como andava a oposição para a disputa da prefeitura. O comentário mais positivo: “escangalhada”. Bem definido. Nenhuma cara nova para ameaçar a prefeita Fernanda Hassem (PT) e com o grosso das lideranças com problemas penais. Some a isso estar a Fernanda fazendo uma boa gestão e também ser política.

AMIGUINHOS DE INFÂNCIA

O leitor se lembra da briga ferrenha do Major Rocha com o Coronel Ulisses Araújo? Pois bem, viraram amiguinhos desde a infância e aliados. Ulisses é um dos assessores mais próximos do secretário de Segurança, Paulo César, e irá coordenar o programa de vigilância da fronteira.

Leia Também:  Coluna do Crica

SEMPRE DIGO NO BLOG

Tenho avisado várias vezes alertando para que não tomem partido em brigas de políticos, porque eles acabam se acertando, e quem entrou na briga acaba dando com a cara no chão.

A VIDA É UMA RODA VIVA

Encontrei ontem com um amigo das antigas do PT, que nos últimos 20 anos ocupou cargo de confiança de destaque nos governos petistas e papeamos um pouco em meio a compras no supermercado. Disse que “a barra está dura”, teve até que se desfazer do carro e me perguntou se não sabia de algum emprego. A velha questão: cargo de confiança não é eterno.

VALE PARA OS ATUAIS

O exemplo deste meu amigo serve para os ocupantes de cargos de confiança deste governo.

OPINIÃO DE QUEM ENTENDE

Empresário do setor de comunicação e gráfica me confessou que não vê como a questão da licitação da mídia do governo no valor de 5,4 milhões ser resolvida de forma definitiva, dia 15 de junho, quando sairá a decisão. Avalia que haverá recursos e a briga vai para justiça.

DEIXOU DE SER MAU PAGADOR

O Estado, que estava punido por o governo anterior ser mau pagador ao atrasar parcelas de empréstimos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, agora voltou a ser adimplente junto ao Tesouro Nacional. Ponto positivo para a equipe econômica do governo.

GUERRA ÁS MULTAS

O governador Gladson conclamou a que os produtores rurais que foram multados pelo IMAC não paguem as suas multas, porque vai anistiá-las. A ordem é licenças ambientais rápidas.

FIM DE UM PESADELO

Se a anistia vai de fato acontecer não sei, como São Tomé, prefiro esperar para ver. Mas só o anúncio de que o homem do campo não terá mais o batalhão de multadores nas suas porteiras, já é o fim de um pesadelo que era fato corriqueiro nos governos petistas.

NÃO ESCOLHE CANDIDATO

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, disse ontem ao BLOG do CRICA, que prevê três candidaturas a prefeito fora a dele: do Chiquinho Chaves (PSD), a do PT e a dos Hassem. Mas fez a ressalva de que não escolhe candidato: “quem vier, Crica, será surrado nas urnas”.

Leia Também:  Coluna do Crica

COM A GUILHOTINA EM PONTO DE CORTE

No seu discurso de ontem em Brasíléia, o governador Gladson Cameli se mostrou angustiado com a falta de resultados na área da Saúde. Ocupou bom espaço da fala prometendo que não vai mais esperar, que não agüenta mais as cobranças, e que cabeças vão rolar no setor.

ENTROU EM HIBERNAÇÃO

Depois de tantos anúncios da sua queda do cargo, o secretário de Agricultura, Paulo Wadt, continua firme mesmo com a pressão dos políticos tucanos. Entrou em hibernação e sumiu.

NÃO TEM RECLAMAÇÃO

Se na secretaria de Saúde do Estado chove problema, o mesmo não acontece no município de Rio Branco, onde o secretário de Saúde, Otoniel, consegue fazer uma gestão afinada e com poucas reclamações. Se fosse ao contrário as críticas estariam pipocando nas redes sociais.

COMANDANTE DEMOCRÁTICO

O bom gestor sabe que o cargo não lhe pertence e que deve satisfação ao povo. Fiz críticas contra a falta de policiamento ostensivo em rondas no bairro Tropical, e recebi a seguinte resposta do Comandante da PM, Coronel Ezequiel Bino, que mostrou que democracia não se fala, se pratica: “Olá, Luis Carlos. Como grande parte dos acreanos sou leitor da sua coluna e por entender que a Polícia Militar está afinada e atenta às reclamações, sugestões, opiniões, aflições da sociedade, quero dizer que tratarei do policiamento do Tropical e entorno com a Comandante imediata da área, Maj Jokebed e logo daremos uma resposta. Obrigado pela sua manifestação. Cmt Geral da PMAC, Cel Bino”. Um exemplo para os gestores do governo.

SAIRÁ POR CIMA

Política é momento. Construindo as prometidas pontes de Brasiléia e de Xapuri, o governador Gladson Cameli ficará em alta eleitoral na região do Alto Acre, onde, por sinal foi campeão de votos. Não se analisa a política com base no imediatismo de quem mal começou o governo.

NÃO É BESTA

O governador Gladson Cameli me disse certa feita em uma entrevista que tem gente que pensa ele ser “besta”. E, não é mesmo! Tanto não é que, ele desarmou qualquer movimento no seu grupo de aliados sobre sua sucessão ao dizer que será candidato á reeleição.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA