RIO BRANCO

Crica

Coluna do Crica

O governador Tião Viana está numa posição mais tranqüila nesta questão do Lava-Jato. Nunca conversou com o delator Paulo Roberto. A acusação morre no nascedouro: diz que Tião Viana recebeu 300 mil reais quando era candidato ao Senado em 2010. Em 2010 foi candidato ao governo. A aludida doação veio em bônus da direção do PT via BB, e foi registrada no TRE-AC.

Publicados

Crica

“Liberdade significa responsabilidade. É por isso que tanta gente tem medo dela”.

(Bernard Shaw)

Por Luiz Carlos Moreira Jorge

Situação tranqüila

O governador Tião Viana está numa posição mais tranqüila nesta questão do Lava-Jato. Nunca conversou com o delator Paulo Roberto. A acusação morre no nascedouro: diz que Tião Viana recebeu 300 mil reais quando era candidato ao Senado em 2010. Em 2010 foi candidato ao governo. A aludida doação veio em bônus da direção do PT via BB, e foi registrada no TRE-AC.

Tudo documentado

E com toda operação documentada não há nem como pensar em repasse ilegal.

Este é o problema

Quem recebeu uma doação e registrou na justiça eleitoral a tendência é o arquivamento do caso no STF. Mas, quem recebeu doações mensais não terá como escapar de condenação.

Passa a ser propina

Quando há a perenidade dos repasses mensais, passa a ser propina e não doação. Óbvio.

Tem que ter bom senso

O deputado Eber Machado (PSDC) tem razão no seu protesto. Foge ao bom senso se aplicar multas a quem estava com o carro trabalhando na enchente para ajudar aos desabrigados.

Nome em discussão

Marcos do “Mercantil Modêlo” e a professora Mariza são alguns dos nomes que vez por outra são citados na cúpula petista como possíveis candidatos a prefeito de Cruzeiro do Sul.

Novos horizontes

O PT quer buscar novos horizontes em Cruzeiro do Sul e por dois aspectos: tentar tomar o segundo colégio eleitoral das mãos da oposição e para isso tem de buscar novos quadros.

Lideranças batidas

As lideranças do PCdoB e do PT, em Cruzeiro do Sul, são figuras carimbadas, não tem ninguém com densidade eleitoral ou que seja novidade para disputar a prefeitura do município.

Outros nomes para prefeito

Em Xapuri, fala-se na Dirlei, gerente da fábrica de camisinhas. Em Epitaciolândia o nome em alta é o do empresário rural Mario Maffi, e em Brasiléia a candidata é a Fernanda Hassem.

Onde andam as carretas?

Alguém sabe o paradeiro das carretas lotadas de donativos para distribuição às famílias atingidas pela alagação e prometidas pelo ex-deputado federal Márcio Bittar (PSDB)?.

Todo mundo esperando

Como anunciou a vinda das carretas agora o  Bittar terá de cumprir para não ficar mal na fita.

Vingança vetada

O futuro presidente do PSDB, deputado federal Werles Rocha, me disse que não vai permitir que alguém use o partido para se vingar de adversário. Refere-se ao vereador Romário Tavares (PSDB).

Farinha apartada

É que Romário, que, quer ser candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul, rompeu na campanha com o prefeito Vagner Sales (PMDB) porque este não o apoiou a deputado estadual.

Leia Também:  Coluna do Crica

Eleitor principal

E na oposição, em Cruzeiro do Sul, o eleitor principal é o prefeito Vagner Sales e nenhum candidato oposicionista terá chance se não tiver o seu apoio.

Sabia do rombo

O prefeito de Assis Brasil, Betinho (PSDB), sabia que receberia a prefeitura sucateada pela ex-prefeita Eliane Gadelha (PT). Não tem do que reclamar. O problema é que sua gestão é pífia.

Reeleição difícil

Com todo este desgaste a reeleição do prefeito Betinho será difícil, até porque o candidato a prefeito do PT será o ex-prefeito Manoelzinho (PT), que é muito bem articulado no município.

Dos males, o menor

Caso os vereadores consigam realizar as sessões na parte noturna na Assembléia Legislativa já vão sabendo que não terão público. É um mal menor, não podem é ficar sem trabalhar.

Sem sessões

Desde a alagação, que atingiu a sede da Câmara Municipal de Rio Branco, que não está tendo sessão na Casa.

Cadê os alardeados recursos?

E que mal pergunte, cadê os propalados milhões que os últimos presidentes que passaram pela Câmara Municipal de Rio Branco diziam ter conseguido para construir uma nova sede?.

Dar um esclarecimento

O novo presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, vereador Artêmio Costa (PSDC), bem que poderia dizer em que pé ficaram estes recursos, o valor e se é que ainda existem.

Não conheço

Não conheço um governador de Nabor Junior (PMDB) até aqui que não tenha tido verba da mídia, tão criticada pela deputada Eliane Sinhazique (PMDB). Em tempo: a Aleac também tem.

Falou uma defesa

As defesas até aqui feitas pelos parlamentares do PP foram pífias. Esperava-se ver a direção regional do PP fazer uma defesa mais contundente do senador Gladson, que é seu presidente.

Defesa em bloco

Faltou uma defesa em bloco e não defesas pontuais, como essas feitas até o momento.  

Expectativa grande

O senador Sérgio Petecão (PSD), que é Dilma em Brasília e anti-Dilma no Acre, virá amanhã no avião presidencial? Tem que vir. Não vale é ficar fazendo jogo duplo em Brasília e no Acre

Pergunta que estão fazendo

É a pergunta que está sendo feita, porque em Brasília é Dilma e no Acre anti-Dilma.

FPA limitada

Já dá para sentir que esta legislatura na Aleac, em termos de debate, é bem mais fraca que a passada. A bancada da FPA está muito restrita aos deputados Daniel Zen (POT) e Louro (PT).

Leia Também:  Coluna do Crica

Maioria esmagadora

E lembre-se que a bancada governista tem uma maioria esmagadora na Aleac, só que optou pelo silêncio e pela contemplação dos debates, não tendo uma atuação coletiva

Também mais fraca

A bancada da oposição também fica muito atrás de um Luiz Calixto (PSD) e de um Werles Rocha (PSDB), quando eram deputados estaduais, porque não se resumiam ao rame-rame.

Cidade acabada

Fazia um bom tempo que não andava por Plácido de Castro. Ruas esburacadas é o cartão de visita, parece uma cidade fantasma, sem prefeito. O Roney Firmino (PSB), pelo visto, fracassou.

Não confiável

Uma importante figura da oposição comentou ontem comigo que, um dos nomes da oposição para disputar a prefeitura de Cruzeiro do Sul é o Iderley Cordeiro (PR), só que não é confiável.

Mala e cuia

Na avaliação desta fonte, caso Iderley Cordeiro venha se eleger prefeito, no dia após a apuração estará de mala em cuia numa aliança com o governador Tião Viana.

Está desolado

O prefeito de Epitaciolândia, André Assem (PSDB), contam, está desolado porque não conseguiu decretar “estado de emergência” e seu município não receberá recursos federais.

Nem tinha como

E nem tinha como, a alagação em Epitaciolândia, por ser uma cidade no alto, foi pouco atingida.

Fusão em discussão

Está em discussão em Brasília a fusão do DEM com o PTB. A pergunta que cabe é quem será o presidente do diretório regional, no Acre, se Tião Bocalon (DEM) ou Zila Bezerra (PTB).

A gravidade dos partidos

A gravidade dos partidos de oposição é que não renova seus quadros, seus líderes, como diz a canção, são os mesmos de antigamente. Caras cansadas e manjadas. É aí que se difere o PT, busca novos horizontes, com lideranças promissoras como os deputados Ney Amorim  e Daniel Zen.

 Um desastre atrás do outro

Se você colocar todos os prefeitos do interior num balaio e sacudir vai sobrar no máximo três prefeitos, o restante é só de tranqueira. E eu que pensei que a safra passada de prefeitos, que foi medíocre, não conseguiria ser superada. O que complicou mais estes prefeitos foi que se juntou a fome à vontade de comer: o País atravessa grave crise econômica e a má gestão dos municípios. Numa combinação dessas seria difícil dar certo. A tendência é a reeleição de poucos. E não há nenhuma expectativa que este quadro venha ser superado até 2016.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Crica

Cabeças coroadas começam a rolar na saúde

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

Publicados

em

Por

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

“Serão oito os que serão substituídos inicialmente, podendo chegar a mais”. Os nomes dos que sairão e dos que foram convidados para compor a equipe já foram enviados ao governador para avaliar. Ontem, em Brasiléia, em conversa com o blog, Gladson Cameli anunciou que tinha convocado uma reunião com a equipe de diretores da Saúde e determinado ao Alysson: “ou ele faz as mudanças necessárias para melhorar o sistema de saúde, ou também vai ter que sair. Não posso esperar mais, é muita cobrança”. Durante o seu discurso no ato de lançamento do programa de ramais no município, Cameli fez também muitas reclamações de que o atendimento na Saúde não é o que almejava para a população, e que quer ver mudanças rápidas. Outra medida anunciada ontem pelo secretário Alysson ao BLOG DO CRICA, foi a que formou uma comissão especial, composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, que vão detectar os pontos de estrangulamento e demandas do HUERB e apresentar sugestões para melhorar o sistema. Foram duas decisões sensatas: a primeira de pedir a demissão dos diretores que não se adequaram às novas normas. E a segunda de criar uma comissão plural, para chegar a um diagnóstico sobre como melhorar o atendimento. Quando se faz no BLOG uma crítica não se torce contra, mas sempre a favor que melhore.

CHINA CONTINUA FORTE

O homem que comanda o setor financeiro da Saúde, o popular China, não será demitido como chegou a ser especulado na imprensa. Seu nome andou envolvido em suposto pedido de propina. Por nada ter sido provado, o secretário Alysson diz que o manterá no cargo.

PORTAS ABERTAS

Com a perda do deputado Neném Almeida, o SOLIDARIEDADE da deputada federal Vanda Milani (SD) abriu as suas portas para a entrada do deputado Fagner Calegário (PV).

OPOSIÇÃO ESCANGALHADA

Ontem, estive em Brasiléia, e perguntei a amigos como andava a oposição para a disputa da prefeitura. O comentário mais positivo: “escangalhada”. Bem definido. Nenhuma cara nova para ameaçar a prefeita Fernanda Hassem (PT) e com o grosso das lideranças com problemas penais. Some a isso estar a Fernanda fazendo uma boa gestão e também ser política.

AMIGUINHOS DE INFÂNCIA

O leitor se lembra da briga ferrenha do Major Rocha com o Coronel Ulisses Araújo? Pois bem, viraram amiguinhos desde a infância e aliados. Ulisses é um dos assessores mais próximos do secretário de Segurança, Paulo César, e irá coordenar o programa de vigilância da fronteira.

Leia Também:  Coluna do Crica

SEMPRE DIGO NO BLOG

Tenho avisado várias vezes alertando para que não tomem partido em brigas de políticos, porque eles acabam se acertando, e quem entrou na briga acaba dando com a cara no chão.

A VIDA É UMA RODA VIVA

Encontrei ontem com um amigo das antigas do PT, que nos últimos 20 anos ocupou cargo de confiança de destaque nos governos petistas e papeamos um pouco em meio a compras no supermercado. Disse que “a barra está dura”, teve até que se desfazer do carro e me perguntou se não sabia de algum emprego. A velha questão: cargo de confiança não é eterno.

VALE PARA OS ATUAIS

O exemplo deste meu amigo serve para os ocupantes de cargos de confiança deste governo.

OPINIÃO DE QUEM ENTENDE

Empresário do setor de comunicação e gráfica me confessou que não vê como a questão da licitação da mídia do governo no valor de 5,4 milhões ser resolvida de forma definitiva, dia 15 de junho, quando sairá a decisão. Avalia que haverá recursos e a briga vai para justiça.

DEIXOU DE SER MAU PAGADOR

O Estado, que estava punido por o governo anterior ser mau pagador ao atrasar parcelas de empréstimos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, agora voltou a ser adimplente junto ao Tesouro Nacional. Ponto positivo para a equipe econômica do governo.

GUERRA ÁS MULTAS

O governador Gladson conclamou a que os produtores rurais que foram multados pelo IMAC não paguem as suas multas, porque vai anistiá-las. A ordem é licenças ambientais rápidas.

FIM DE UM PESADELO

Se a anistia vai de fato acontecer não sei, como São Tomé, prefiro esperar para ver. Mas só o anúncio de que o homem do campo não terá mais o batalhão de multadores nas suas porteiras, já é o fim de um pesadelo que era fato corriqueiro nos governos petistas.

NÃO ESCOLHE CANDIDATO

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, disse ontem ao BLOG do CRICA, que prevê três candidaturas a prefeito fora a dele: do Chiquinho Chaves (PSD), a do PT e a dos Hassem. Mas fez a ressalva de que não escolhe candidato: “quem vier, Crica, será surrado nas urnas”.

Leia Também:  Coluna do Crica

COM A GUILHOTINA EM PONTO DE CORTE

No seu discurso de ontem em Brasíléia, o governador Gladson Cameli se mostrou angustiado com a falta de resultados na área da Saúde. Ocupou bom espaço da fala prometendo que não vai mais esperar, que não agüenta mais as cobranças, e que cabeças vão rolar no setor.

ENTROU EM HIBERNAÇÃO

Depois de tantos anúncios da sua queda do cargo, o secretário de Agricultura, Paulo Wadt, continua firme mesmo com a pressão dos políticos tucanos. Entrou em hibernação e sumiu.

NÃO TEM RECLAMAÇÃO

Se na secretaria de Saúde do Estado chove problema, o mesmo não acontece no município de Rio Branco, onde o secretário de Saúde, Otoniel, consegue fazer uma gestão afinada e com poucas reclamações. Se fosse ao contrário as críticas estariam pipocando nas redes sociais.

COMANDANTE DEMOCRÁTICO

O bom gestor sabe que o cargo não lhe pertence e que deve satisfação ao povo. Fiz críticas contra a falta de policiamento ostensivo em rondas no bairro Tropical, e recebi a seguinte resposta do Comandante da PM, Coronel Ezequiel Bino, que mostrou que democracia não se fala, se pratica: “Olá, Luis Carlos. Como grande parte dos acreanos sou leitor da sua coluna e por entender que a Polícia Militar está afinada e atenta às reclamações, sugestões, opiniões, aflições da sociedade, quero dizer que tratarei do policiamento do Tropical e entorno com a Comandante imediata da área, Maj Jokebed e logo daremos uma resposta. Obrigado pela sua manifestação. Cmt Geral da PMAC, Cel Bino”. Um exemplo para os gestores do governo.

SAIRÁ POR CIMA

Política é momento. Construindo as prometidas pontes de Brasiléia e de Xapuri, o governador Gladson Cameli ficará em alta eleitoral na região do Alto Acre, onde, por sinal foi campeão de votos. Não se analisa a política com base no imediatismo de quem mal começou o governo.

NÃO É BESTA

O governador Gladson Cameli me disse certa feita em uma entrevista que tem gente que pensa ele ser “besta”. E, não é mesmo! Tanto não é que, ele desarmou qualquer movimento no seu grupo de aliados sobre sua sucessão ao dizer que será candidato á reeleição.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA