RIO BRANCO

Crica

Coluna do Crica

Conversa com o pastor Agustinho: Estou me afastando da política partidária. Vou me dedicar exclusivamente à igreja Batista, da qual sou pastor, não estava mais dando para conciliar minha atividade pastoral com a política.

Publicados

Crica

“Sempre é preciso ter duas idéias: uma para matar a outra”.

(Georges Braque, pintor francês)

Por Luiz Carlos Moreira Jorge

Conversa com o pastor Agustinho

Para muitos da classe política, o Pastor Agustinho, da Igreja Batista do Bosque é um homem ávido pelo poder, planeja ao médio prazo ser presidente de um partido político e aumentar a influência dentro do governo e da prefeitura de Rio Branco. Fomos conversar com ele em sua residência. Foi uma conversa tranqüila, emocionada em alguns momentos, sobre estes temas.

Afastamento político

Estou me afastando da política partidária. Vou me dedicar exclusivamente à igreja Batista, da qual sou pastor, não estava mais dando para conciliar minha atividade pastoral com a política.

Em que ponto interferia

Pessoas mal intencionadas comentavam que eu estava tirando proveito pessoal desta atividade, que era sócio de empresas, para me dar bem política e financeiramente, uma inverdade.

Sou um assalariado

Sou um assalariado da Igreja Batista do Bosque. A casa que eu moro é da igreja. O meu carro é financiado e também é da igreja. Não tenho empresas nem relação comercial com o governo.

Comentários que desencantam

Estes comentários me desencantaram. Por isso estou saindo da política, mas, que fique bem claro: não implica em rompimento com a FPA e nem que vá buscar novos caminhos políticos.

O que pesou mais na decisão

O que mais pesou na decisão foi uma viagem à Israel, onde Deus tocou no meu coração e fez ver que a minha atividade era a pastoral e não a política, agora minha dedicação será à igreja.

Relação com Tião Viana

A minha relação com o Tião Viana, que é um grande governador, é de respeito e por quem eu nutro  grande amizade. Posso dizer que considero o Tião um bom amigo e bom governador.

Parte política

A parte política vai ficar para o deputado federal Alan Rick, com o Gemil e com o Jamil Asfury, eles é que serão os responsáveis pela política, vou cuidar apenas da Igreja Batista do Bosque.

Leia Também:  Coluna do Crica

Fatos que incomodam

Sofri muito desgaste com a história falsa que mandava no governo e na prefeitura e brigava por cargos. Não é verdade. Criaram uma falsa imagem minha. Sou desapegado do poder.

Meu comentário

A imagem que o Pastor Agustinho me passou na conversa é de ser um religioso convicto, uma pessoa humilde e séria. E na parte política posso dizer acertou em ter tomado a decisão.

Menos, menos, Gladson

Chega um release do senador Gladson Cameli (PP) prometendo lutar pela construção da ponte sobre o rio Madeira. Chegou tarde. Já está em construção e com verba para a obra liberada.

Plantando semente

 A deputada Eliane Sinhazique (PMDB) é uma política com visão de futuro, ao promover um Baile de Carnaval para os servidores da Aleac, com os MUGs, busca angariar simpatia interna.

Chapa em costura

Gladson Cameli (PP) ao governo e Tião Bocalon (PSDB) de vice. E Márcio Bittar (PSDB) e Vagner Sales (PMDB) disputando as duas vagas do Senado. São as costuras na oposição para 2018.

Esqueceram de mim

Parece que nem dentro da oposição levam a sério a possibilidade do senador Sérgio Petecão (PSD) disputar a reeleição. Se nem entre os seus é consenso, imagine entre os eleitores.

Prestígio político

O senador Jorge Viana (PT) mostra prestígio político ao ser guindado para novo mandato como vice-presidente do Senado, um cargo na mesa reservado para quem tem prestígio político.

Escritório de apostas aberto

O deputado federal Sibá Machado (PT) será o líder do PT na Câmara Federal. O escritório de apostas está aberto, como vai aparecer logo no noticiário dizendo que o Petrolão não existe.

Estreia com derrota

Sibá fez uma estréia com derrota. O deputado Eduardo Cunha (PMDB) detonou a presidente Dilma, o PT, o candidato Arlindo Chinaglia (PT) e se elegeu presidente da Câmara Federal.

Fim de papo

Devaneios dos aloprados do PT como a “regulação da mídia”, com Cunha vão para a lata do lixo.

Leia Também:  Coluna do Crica

Taumaturgo candidato

O deputado Jonas Lima (PT) me confirmou ontem que o ex-deputado federal Taumaturgo Lima (PT) será candidato a prefeito de Mâncio Lima no próximo ano. Sua chance de ganhar é real.

Prazo de validade

Observava no domingo, com dois parlamentares reeleitos, durante a posse dos deputados, a euforia dos novatos. Comentários unânimes: “a euforia começa acabar a partir de terça-feira”.

Ação limitada

E foi uma observação pertinente destes dois deputados antigos, um parlamentar tem muitas limitações, fica praticamente adstrito aos debates na tribuna, e pouco pode fazer além disso.

O tempo ensina

O tempo vai ensinar a alguns dos novos deputados que não foram eleitos a Deuses do Olimpo, mas parlamentares de um Estado pobre, para estarem pensando que vão mudar o mundo.

Sem traumas

O deputado Ney Amorim (PT) conseguiu chegar à presidência da Assembléia Legislativa sem traumas, na base de muita conversa.

A selfie do chaguinha

Ontem, pegavam no pé do deputado Chagas Romão (PMDB) por sua selfie com o governador Tião Viana, no café da manhã oferecido pelo governo. Nada demais, só uma foto inocente.

Podem aguardar

Dois escândalos que vão atingir dois parlamentares: a distribuição de carteiras falsas de pescadores e o uso de receituário fajuto para trocar remédios por votos. Me cobrem isso.

………………………….Primos, nem tanto…………………………

Na visita que fez ao ex-presidente da Assembléia Legislativa, deputado Élson Santiago (PP), nos últimos dias de mandato para se inteirar de como era o funcionamento interno, o deputado Gerhlen Diniz (PP) foi saudado: “então é você o primo do deputado Gilberto Diniz?”.  Impassível, veio a resposta: “sou só o Gerhlen, não tenho este primo”. Na verdade são primos, mas as relações se deterioram tanto na campanha política quem nem se falam. O Élson não sabia disso. A família Diniz nunca foi um mar de união quando se trata de política.  

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Crica

Cabeças coroadas começam a rolar na saúde

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

Publicados

em

Por

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

“Serão oito os que serão substituídos inicialmente, podendo chegar a mais”. Os nomes dos que sairão e dos que foram convidados para compor a equipe já foram enviados ao governador para avaliar. Ontem, em Brasiléia, em conversa com o blog, Gladson Cameli anunciou que tinha convocado uma reunião com a equipe de diretores da Saúde e determinado ao Alysson: “ou ele faz as mudanças necessárias para melhorar o sistema de saúde, ou também vai ter que sair. Não posso esperar mais, é muita cobrança”. Durante o seu discurso no ato de lançamento do programa de ramais no município, Cameli fez também muitas reclamações de que o atendimento na Saúde não é o que almejava para a população, e que quer ver mudanças rápidas. Outra medida anunciada ontem pelo secretário Alysson ao BLOG DO CRICA, foi a que formou uma comissão especial, composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, que vão detectar os pontos de estrangulamento e demandas do HUERB e apresentar sugestões para melhorar o sistema. Foram duas decisões sensatas: a primeira de pedir a demissão dos diretores que não se adequaram às novas normas. E a segunda de criar uma comissão plural, para chegar a um diagnóstico sobre como melhorar o atendimento. Quando se faz no BLOG uma crítica não se torce contra, mas sempre a favor que melhore.

CHINA CONTINUA FORTE

O homem que comanda o setor financeiro da Saúde, o popular China, não será demitido como chegou a ser especulado na imprensa. Seu nome andou envolvido em suposto pedido de propina. Por nada ter sido provado, o secretário Alysson diz que o manterá no cargo.

PORTAS ABERTAS

Com a perda do deputado Neném Almeida, o SOLIDARIEDADE da deputada federal Vanda Milani (SD) abriu as suas portas para a entrada do deputado Fagner Calegário (PV).

OPOSIÇÃO ESCANGALHADA

Ontem, estive em Brasiléia, e perguntei a amigos como andava a oposição para a disputa da prefeitura. O comentário mais positivo: “escangalhada”. Bem definido. Nenhuma cara nova para ameaçar a prefeita Fernanda Hassem (PT) e com o grosso das lideranças com problemas penais. Some a isso estar a Fernanda fazendo uma boa gestão e também ser política.

AMIGUINHOS DE INFÂNCIA

O leitor se lembra da briga ferrenha do Major Rocha com o Coronel Ulisses Araújo? Pois bem, viraram amiguinhos desde a infância e aliados. Ulisses é um dos assessores mais próximos do secretário de Segurança, Paulo César, e irá coordenar o programa de vigilância da fronteira.

Leia Também:  Coluna do Crica

SEMPRE DIGO NO BLOG

Tenho avisado várias vezes alertando para que não tomem partido em brigas de políticos, porque eles acabam se acertando, e quem entrou na briga acaba dando com a cara no chão.

A VIDA É UMA RODA VIVA

Encontrei ontem com um amigo das antigas do PT, que nos últimos 20 anos ocupou cargo de confiança de destaque nos governos petistas e papeamos um pouco em meio a compras no supermercado. Disse que “a barra está dura”, teve até que se desfazer do carro e me perguntou se não sabia de algum emprego. A velha questão: cargo de confiança não é eterno.

VALE PARA OS ATUAIS

O exemplo deste meu amigo serve para os ocupantes de cargos de confiança deste governo.

OPINIÃO DE QUEM ENTENDE

Empresário do setor de comunicação e gráfica me confessou que não vê como a questão da licitação da mídia do governo no valor de 5,4 milhões ser resolvida de forma definitiva, dia 15 de junho, quando sairá a decisão. Avalia que haverá recursos e a briga vai para justiça.

DEIXOU DE SER MAU PAGADOR

O Estado, que estava punido por o governo anterior ser mau pagador ao atrasar parcelas de empréstimos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, agora voltou a ser adimplente junto ao Tesouro Nacional. Ponto positivo para a equipe econômica do governo.

GUERRA ÁS MULTAS

O governador Gladson conclamou a que os produtores rurais que foram multados pelo IMAC não paguem as suas multas, porque vai anistiá-las. A ordem é licenças ambientais rápidas.

FIM DE UM PESADELO

Se a anistia vai de fato acontecer não sei, como São Tomé, prefiro esperar para ver. Mas só o anúncio de que o homem do campo não terá mais o batalhão de multadores nas suas porteiras, já é o fim de um pesadelo que era fato corriqueiro nos governos petistas.

NÃO ESCOLHE CANDIDATO

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, disse ontem ao BLOG do CRICA, que prevê três candidaturas a prefeito fora a dele: do Chiquinho Chaves (PSD), a do PT e a dos Hassem. Mas fez a ressalva de que não escolhe candidato: “quem vier, Crica, será surrado nas urnas”.

Leia Também:  Duas araras estranhas no ninho do glorioso Dr. Ulisses

COM A GUILHOTINA EM PONTO DE CORTE

No seu discurso de ontem em Brasíléia, o governador Gladson Cameli se mostrou angustiado com a falta de resultados na área da Saúde. Ocupou bom espaço da fala prometendo que não vai mais esperar, que não agüenta mais as cobranças, e que cabeças vão rolar no setor.

ENTROU EM HIBERNAÇÃO

Depois de tantos anúncios da sua queda do cargo, o secretário de Agricultura, Paulo Wadt, continua firme mesmo com a pressão dos políticos tucanos. Entrou em hibernação e sumiu.

NÃO TEM RECLAMAÇÃO

Se na secretaria de Saúde do Estado chove problema, o mesmo não acontece no município de Rio Branco, onde o secretário de Saúde, Otoniel, consegue fazer uma gestão afinada e com poucas reclamações. Se fosse ao contrário as críticas estariam pipocando nas redes sociais.

COMANDANTE DEMOCRÁTICO

O bom gestor sabe que o cargo não lhe pertence e que deve satisfação ao povo. Fiz críticas contra a falta de policiamento ostensivo em rondas no bairro Tropical, e recebi a seguinte resposta do Comandante da PM, Coronel Ezequiel Bino, que mostrou que democracia não se fala, se pratica: “Olá, Luis Carlos. Como grande parte dos acreanos sou leitor da sua coluna e por entender que a Polícia Militar está afinada e atenta às reclamações, sugestões, opiniões, aflições da sociedade, quero dizer que tratarei do policiamento do Tropical e entorno com a Comandante imediata da área, Maj Jokebed e logo daremos uma resposta. Obrigado pela sua manifestação. Cmt Geral da PMAC, Cel Bino”. Um exemplo para os gestores do governo.

SAIRÁ POR CIMA

Política é momento. Construindo as prometidas pontes de Brasiléia e de Xapuri, o governador Gladson Cameli ficará em alta eleitoral na região do Alto Acre, onde, por sinal foi campeão de votos. Não se analisa a política com base no imediatismo de quem mal começou o governo.

NÃO É BESTA

O governador Gladson Cameli me disse certa feita em uma entrevista que tem gente que pensa ele ser “besta”. E, não é mesmo! Tanto não é que, ele desarmou qualquer movimento no seu grupo de aliados sobre sua sucessão ao dizer que será candidato á reeleição.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA