Cabeças coroadas começam a rolar na saúde

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, revelou ontem ao BLOG DO CRICA que deu início a uma série de demissões de diretores de unidades como UPAs e setores administrativos da secretaria.

“Serão oito os que serão substituídos inicialmente, podendo chegar a mais”. Os nomes dos que sairão e dos que foram convidados para compor a equipe já foram enviados ao governador para avaliar. Ontem, em Brasiléia, em conversa com o blog, Gladson Cameli anunciou que tinha convocado uma reunião com a equipe de diretores da Saúde e determinado ao Alysson: “ou ele faz as mudanças necessárias para melhorar o sistema de saúde, ou também vai ter que sair. Não posso esperar mais, é muita cobrança”. Durante o seu discurso no ato de lançamento do programa de ramais no município, Cameli fez também muitas reclamações de que o atendimento na Saúde não é o que almejava para a população, e que quer ver mudanças rápidas. Outra medida anunciada ontem pelo secretário Alysson ao BLOG DO CRICA, foi a que formou uma comissão especial, composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, que vão detectar os pontos de estrangulamento e demandas do HUERB e apresentar sugestões para melhorar o sistema. Foram duas decisões sensatas: a primeira de pedir a demissão dos diretores que não se adequaram às novas normas. E a segunda de criar uma comissão plural, para chegar a um diagnóstico sobre como melhorar o atendimento. Quando se faz no BLOG uma crítica não se torce contra, mas sempre a favor que melhore.

CHINA CONTINUA FORTE

O homem que comanda o setor financeiro da Saúde, o popular China, não será demitido como chegou a ser especulado na imprensa. Seu nome andou envolvido em suposto pedido de propina. Por nada ter sido provado, o secretário Alysson diz que o manterá no cargo.

PORTAS ABERTAS

Com a perda do deputado Neném Almeida, o SOLIDARIEDADE da deputada federal Vanda Milani (SD) abriu as suas portas para a entrada do deputado Fagner Calegário (PV).

OPOSIÇÃO ESCANGALHADA

Ontem, estive em Brasiléia, e perguntei a amigos como andava a oposição para a disputa da prefeitura. O comentário mais positivo: “escangalhada”. Bem definido. Nenhuma cara nova para ameaçar a prefeita Fernanda Hassem (PT) e com o grosso das lideranças com problemas penais. Some a isso estar a Fernanda fazendo uma boa gestão e também ser política.

AMIGUINHOS DE INFÂNCIA

O leitor se lembra da briga ferrenha do Major Rocha com o Coronel Ulisses Araújo? Pois bem, viraram amiguinhos desde a infância e aliados. Ulisses é um dos assessores mais próximos do secretário de Segurança, Paulo César, e irá coordenar o programa de vigilância da fronteira.

SEMPRE DIGO NO BLOG

Tenho avisado várias vezes alertando para que não tomem partido em brigas de políticos, porque eles acabam se acertando, e quem entrou na briga acaba dando com a cara no chão.

A VIDA É UMA RODA VIVA

Encontrei ontem com um amigo das antigas do PT, que nos últimos 20 anos ocupou cargo de confiança de destaque nos governos petistas e papeamos um pouco em meio a compras no supermercado. Disse que “a barra está dura”, teve até que se desfazer do carro e me perguntou se não sabia de algum emprego. A velha questão: cargo de confiança não é eterno.

VALE PARA OS ATUAIS

O exemplo deste meu amigo serve para os ocupantes de cargos de confiança deste governo.

OPINIÃO DE QUEM ENTENDE

Empresário do setor de comunicação e gráfica me confessou que não vê como a questão da licitação da mídia do governo no valor de 5,4 milhões ser resolvida de forma definitiva, dia 15 de junho, quando sairá a decisão. Avalia que haverá recursos e a briga vai para justiça.

DEIXOU DE SER MAU PAGADOR

O Estado, que estava punido por o governo anterior ser mau pagador ao atrasar parcelas de empréstimos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, agora voltou a ser adimplente junto ao Tesouro Nacional. Ponto positivo para a equipe econômica do governo.

GUERRA ÁS MULTAS

O governador Gladson conclamou a que os produtores rurais que foram multados pelo IMAC não paguem as suas multas, porque vai anistiá-las. A ordem é licenças ambientais rápidas.

FIM DE UM PESADELO

Se a anistia vai de fato acontecer não sei, como São Tomé, prefiro esperar para ver. Mas só o anúncio de que o homem do campo não terá mais o batalhão de multadores nas suas porteiras, já é o fim de um pesadelo que era fato corriqueiro nos governos petistas.

NÃO ESCOLHE CANDIDATO

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, disse ontem ao BLOG do CRICA, que prevê três candidaturas a prefeito fora a dele: do Chiquinho Chaves (PSD), a do PT e a dos Hassem. Mas fez a ressalva de que não escolhe candidato: “quem vier, Crica, será surrado nas urnas”.

COM A GUILHOTINA EM PONTO DE CORTE

No seu discurso de ontem em Brasíléia, o governador Gladson Cameli se mostrou angustiado com a falta de resultados na área da Saúde. Ocupou bom espaço da fala prometendo que não vai mais esperar, que não agüenta mais as cobranças, e que cabeças vão rolar no setor.

ENTROU EM HIBERNAÇÃO

Depois de tantos anúncios da sua queda do cargo, o secretário de Agricultura, Paulo Wadt, continua firme mesmo com a pressão dos políticos tucanos. Entrou em hibernação e sumiu.

NÃO TEM RECLAMAÇÃO

Se na secretaria de Saúde do Estado chove problema, o mesmo não acontece no município de Rio Branco, onde o secretário de Saúde, Otoniel, consegue fazer uma gestão afinada e com poucas reclamações. Se fosse ao contrário as críticas estariam pipocando nas redes sociais.

COMANDANTE DEMOCRÁTICO

O bom gestor sabe que o cargo não lhe pertence e que deve satisfação ao povo. Fiz críticas contra a falta de policiamento ostensivo em rondas no bairro Tropical, e recebi a seguinte resposta do Comandante da PM, Coronel Ezequiel Bino, que mostrou que democracia não se fala, se pratica: “Olá, Luis Carlos. Como grande parte dos acreanos sou leitor da sua coluna e por entender que a Polícia Militar está afinada e atenta às reclamações, sugestões, opiniões, aflições da sociedade, quero dizer que tratarei do policiamento do Tropical e entorno com a Comandante imediata da área, Maj Jokebed e logo daremos uma resposta. Obrigado pela sua manifestação. Cmt Geral da PMAC, Cel Bino”. Um exemplo para os gestores do governo.

SAIRÁ POR CIMA

Política é momento. Construindo as prometidas pontes de Brasiléia e de Xapuri, o governador Gladson Cameli ficará em alta eleitoral na região do Alto Acre, onde, por sinal foi campeão de votos. Não se analisa a política com base no imediatismo de quem mal começou o governo.

NÃO É BESTA

O governador Gladson Cameli me disse certa feita em uma entrevista que tem gente que pensa ele ser “besta”. E, não é mesmo! Tanto não é que, ele desarmou qualquer movimento no seu grupo de aliados sobre sua sucessão ao dizer que será candidato á reeleição.