Será que Gladson Cameli, sairá de mais um encontro com Bolsonaro sem trazer nada para o Acre?

Depois de fazer uma viagem ao Estados Unidos com a comitiva de Bolsonaro no meado de maio deste ano, Cameli, chegou anunciar uma nova era, se tratando de relações entre o Acre e Brasília.

Depois daquela ida de Gladson Cameli como membro da comitiva de Bolsonaro aos Estados Unidos, ficou uma euforia e clima de solução para muitos dos nossos problemas.

Gladson presenteou Bolsonaro, teve a oportunidade de estar próximo do responsável pelas liberações de recursos, ao homem capaz de achar saída para muitos entraves pendentes na administração.

O fato é que passados mais de dois meses da viagem a terra de Trump, nada por aqui apareceu, ao menos que o povo tenha tomado conhecimento. 

Como dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, parece que para nós deu certo. O governador mais uma vez teve uma oportunidade de estar cara a cara com o presidente Jair Bolsonaro, desta vez no encontro de governadores da Região Norte.

Ao que tudo indica, o raio caiu duas vezes no mesmo lugar, Gladson esteve cara a cara com Bolsonaro, mas investimentos que é bom; ALMA. Bolsonaro tem desprezado o socorro aos estado, tem se concentrado em políticas entreguistas e em satisfazer seu cunho ideológico. Vamos aguardar para ver qual vai ser o retorno propositivo dessa viagem, que mais parece protocolar.  

Resultados práticos mesmos, só se tiver anúncios de fato feito pelo governador Gladson Cameli em seu retorno.

O encontro estar acontecendo em Manaus – AM, tendo como objetivo levantar as demandas da Amazônia, tendo em vista a proposta de desenvolvimento apontada pelo plano de governo de Bolsonaro. 

O governador do Acre Gladson Cameli saiu para esse importante Fórum bastante confiante, levando anseios e reivindicações do estado, que por sinal já deu a maior vitória ao presidente Bolsonaro na disputa de 2018.

A proposta do governo federal desenhada para Amazônia causa espanto, pois o ministro do meio ambiente em sido muito claro quando faz suas declarações. O governo pensa em explorar as reservas ambientais e terras indígenas, sem uma política definida sobre a conservação, da manhã área de floresta do planeta.

Gladson inaugura posto de saúde em Assis Brasil, mas não visita o hospital que clama por socorro

O município de Assis Brasil (distante 310 quilômetros de Rio Branco), fica na tríplice fronteira entre, Brasil- Peru e Bolívia. Por ser bem distante da capital Rio Branco, deveria ter um pouco mais da atenção do poder público estadual.

Uma moradora e funcionária da unidade mista de saúde em Assis Brasil, entrou em contato com nossa redação, para fazer graves denúncias em relação a caótica situação em que a unidade mista de Assis Brasil se encontra. Sem querer se identificar, a mesma se mostra indignada com o tratamento dado aos trabalhadores do sistema e com a população, quem ela diz, se a mais prejudicada com o caos.

Os relatos feitos pela servidora, retratam muito bem o momento vivido pelo SUS no Acre. Sendo a as denúncias, a demanda de pessoal não supre a necessidade, falta médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além da precária situação de falta de gente para apoio administrativo.

A sala de estabilização / emergência não oferece o mínimo de condição para um atendimento de emergência, não possui: desfibrilador, monitor cardíaco, respirador mecânico, bomba de infusão, aspirador de secreções.

A sala de parto não tem berço aquecido, falta material adequado para reanimação neonatal. Também não é equipada, tem apenas uma maca pré-histórica, que nem se usa mais nos dias de hoje.

Diante dessa guerra de facções, corre o risco de um paciente ficar internado e os rivais virem terminar o serviço, pois não tem segurança nenhuma na unidade enfatiza a denunciante.

A mesma afirma que os pacientes internados, ficam totalmente expostos, pois as janelas e portas são de vidro e quem passa vê tudo, por falta de cortinas.

O que deixa me faz ficar mais revoltada, foi ver a presença do Governador, do vice e da secretária estadual de saúde no município e sequer deram satisfações para nós que aqui estamos. Poderiam ao menos ter mando a secretária visitar o hospital e tomar conhecimento da situação, desabafa a servidora.

O governador esteve na companhia do vice Major Rocha e da Secretária de saúde Mônica Feres, juntos do prefeito do município Zum (PSDB), participaram da inauguração de uma unidade de saúde. O investimento foi fruto de uma emenda parlamentar, do próprio governador Gladson Cameli, quando o mesmo ainda era senador da república.

Tentamos contato com a secretária Mônica Feres, mais até o fechamento da matéria não obtivemos sucesso.

Itamar de Sá retorna à Marechal Thaumaturgo e deixa entre linhas que pode disputar a prefeitura em 2020

Itamar de Sá foi o prefeito que mais tempo ficou à frente da prefeitura de Marechal Thaumaturgo, contabilizando três mandatos, sendo de 1993/1996, depois de 2001/2004 e 2005/2008

Itamar até hoje goza de prestígio entre os munícipes, pois governou a cidade em épocas das vacas gordas, firmando grandes parcerias e com bom alinhamento político nos governos da FPA.

Depois desse período, Itamar ainda disputou um cargo de deputado estadual em 2010 pelo Partido dos Trabalhadores, onde não obteve êxito e ficou na suplência.

Daí para cá assumiu o papel de representante do governo na região do Juruá nos governos de Tião Viana, mas sempre com olhar para a cidade de Marechal, berço político do mesmo.

Amigos próximos de Itamar, cogitam que o mesmo está quase decidido a voltar para as urnas, já em 2020 com a disputa pela prefeitura de Marechal.

Uma publicação na Página do Facebook do ex-prefeito, movimento os rumores sobre a veracidade dessa hipótese.

Vários internautas interagiram na postagem de Itamar, todos em clima de euforia pela possibilidade de um retorno definitivo do ex gestor.

Um dos comentários traz a seguinte afirmação:  Marechal Thaumaturgo, minha terra Natal! Que um dia ja se foi chamada de uma cidade linda, com belos cuidados, boas administração. Hoje não se vê mais o encanto que tinha, tudo isso acabou. Marechal Thaumaturgo, clama por mudanças!, finaliza Sandressa Bezerra.

Outros diziam, “Bom retorno meu futuro prefeito, estamos juntos”

Depois de militar muitos anos no MDB, Itamar de Sá se apartou do grupo de Vagner Sales e veio a se filiar no PT, onde permanece até os dias atuais e deve caso seja candidato, protagonizar uma boa disputa com o atual prefeito Isaac Pyanco, agora indo para o PSD.

A Moderna Gestão de Ilderlei Cordeiro tem tirado o sono, daqueles que querem retornar o caos

Administração na prefeitura de Cruzeiro do Sul hoje tem números impressionantes. Cruzeiro do Sul tem vividos dias conturbados nos bastidores da política local.

Passados dois anos e meio da administração de Ilderlei Cordeiro (PP), já é possível fazer uma avaliação ampla acerca do que esta trouxe em avanços e no que ainda pode melhorar mais.

Com um início pra lá de difícil, Ilderlei assumiu uma prefeitura totalmente sucateada, no ponto de vista administrativo, financeiro e com inúmeros problemas políticos para resolver. O até então prefeito e principal apoiador Vagner Sales (MDB), de cara não compreendeu seu papel pós eleição. Ao invés de atuar nos bastidores e fortalecer a gestão para superar a crise, com milhões em débitos deixado tanto para fornecedores, como também aos servidores, Vagner Sales tentou continuar mandando na prefeitura.

Por disciplina e pela boa convivência, Ilderlei manteve quase todo secretariado remanescente da administração anterior, uma prova de gratidão e lealdade, que de tanta, foi se transformando em problemas. Os secretários eram comandado por Cordeiro e seu vice Zequinha Lima, mas continuavam se alimentando de conselhos e seguindo deliberação de Vagner Sales. Ilderlei acertou quando resolveu por um ponto final na desordem, na ingerência Política, ao trocar todos e dar um Upgrade com seu perfil e estilo próprio.

Administração na prefeitura de Cruzeiro do Sul hoje tem números impressionantes, seja na saúde, educação, cultura e infra-estrutura urbana, além de um trabalho na agricultura de causar inveja aos demais municípios do estado.

As finanças do município estão equilibradas, honrando os compromissos com fornecedores e funcionalismo público, ressaltando o maior aumento dado aos servidores da educação em toda história.

A Reforma administrativa modernizou as secretarias e elevou a qualidade dos serviços, que tinham modelos de funcionamentos totalmente ultrapassados.

Enquanto o prefeito Ilderlei Cordeiro e seu vice Zequinha Lima trabalham dia e noite para recuperar a cidade do caos deixado por Vagner Sales, o mesmo usa métodos sujo e perseguidor, na tentativa de atrapalhar e desestabilizar o brilhante trabalho.

O desespero é conseqüência dos reveses sofrido na justiça, que ultimamente tem penhorados bens, aplicado multas milionária, para rever condutas ilícitas nas gestões anteriores.

Passado dois anos e meio de muito esforço e dedicação, Ilderlei e Zequinha gozam do reconhecimento dos cruzeirenses, por tudo que está sendo feito para transformar Cruzeiro do Sul em uma cidade melhor.

Aos grupos que fazem a disputa política antecipada, estes terão que aguardar os prazos legais, pois o prefeito estar ocupado demais trabalhando, não tem tempo para politicagem barata.

Em Cruzeiro do Sul morador denúncia buraco deixado pelo Depasa, logo após a prefeitura asfaltar a rua

Um morador do bairro Formoso que não quis se identificar, gravou um vídeo revoltado com a situação de sua rua.

Segundo esse morador é um descaso o que o Depasa (Órgão do Governo do estado) está fazendo com as ruas da cidade, abrindo buracos para fazer manutenção de rede, mas ao término do serviço saem sem fazer os reparos.

“Olha não estou aqui defendo ninguém, mais moro aqui no Formoso a 10 anos, nosso sonho sempre foi ver as ruas arrumadas. Só foi a prefeitura vir e recuperar toda infraestrutura sua parte, deixando as ruas lindas, mas aí veio o pessoal do Depasa consertar um cano Um dia desses deu problema nesse cano, o Depasa veio consertar e veja como e deixou uma vergonha lamenta o mesmo’.

O Depasa é o órgão do Governo do estado, que cuida da distribuição de água e saneamento básico aos acreanos.

Funcionários da autarquia fazem um ótimo trabalho para manter as redes de distribuição de água intactas, mas ao mesmo tempo não dispõe de um serviço para refazer os buracos provocados.

Sequer tem tem um convênio entre estado e município, no sentido de pactuar parcerias, para que o prejuízo não seja custeado somente pela prefeitura.

Veja o Vídeo:

Polícia Militar apreende armas de fogo e prende criminosos que praticavam assaltos na fronteira

A ação aconteceu quase meia-noite desta sexta-feira, dia 12, no bairro Leonardo Barbosa.

Policiais militares do Grupamento GIRO do 10°Batalhão da Polícia Militar, conseguiram prender um grupo de criminosos, ligados a uma facção criminosa, que atua na Fronteira praticando roubos de veículos e posteriormente vendendo-os no país vizinho (Bolívia).

Com os Criminosos foram encontradas as armas utilizadas por eles durante as ações criminosas e que também eram utilizadas para atentados contra a vida de desafetos de facções rivais e para fazer a segurança das bocas de fumo que estão sob o domínio do grupo criminoso.

Também foi encontrado parte do dinheiro resultado da venda de uma motocicleta roubada em Brasiléia na noite anterior e que fora vendida em Cobija-Bo.

Lucas da Costa e Jessé Pereira, vulgo “Koquimoto” presos durante a operação da PM em Brasiléia.

Maclean Rocha foi preso com as armas que foram roubadas e o menor de 17 que voltava da Bolívia após vender uma moto roubada.

Paulo Wadt diz que faltou maturidade do PSDB, para lidar com os problemas da deputada Mara Rocha

A manhã de quarta-feira (10) foi bastante agitada pelos corredores e salas da Assembléia Legislativa do Acre.

Isso por conta de ser a véspera do recesso parlamentar e discussão intensa sobre as LDO – lei de Diretrizes Orçamentárias, que está marcada para ser votada nesta quinta-feira dia 11.

Além disso, teve a presença do secretário de Agricultura, Produção e Agronegócio do governo do estado do Acre Paulo Wadt. Atendendo à um requerimento do deputado estadual: Edvaldo Magalhães (PCdoB),que teve aprovação por unanimidade da casa, Wadt foi sabatinado por mais ou menos quatro horas seguidas.

Os parlamentares queriam esclarecimentos do gestor, a cerca de graves acusações proferidas pela deputada federal Mara Rocha (PSDB), que acusou o secretário de fazer looby para empresários de Rondônia, além de coagir servidores da EMATER.

Paulo wadt é do mesmo partido de Mara Rocha o PSDB e, teve sua indicação a partir de um pedido da própria deputada. Acontece que os dois acabaram tendo um desentendimento, que culminou em uma das majores crises políticas do governo Gladson Cameli durante os seis primeiros meses.

Mara pediu ao governador que exonerasse Wadt da pasta, haja vista que este, não estaria mais alinhado com a ética e com o que ela e seu grupo, julgaram ser um desencontro com o fortalecimento do setor.

O fato é que Gladson segurou Paulo Wadt e o mesmo foi adotado pelo senador Sérgio Petecão e o secretário todo poderoso da casa civil, Ribamar Trindade.

Vários parlamentares fizeram questionamentos à Wadt, sobre as supostas denúncias da parlamentar Tucana. O mesmo respondeu á todos e acrescentou mais elementos na confusão, afirmando que realmente trouxe sim uma sócia comercial para ajudar na gestão, mas desmentiu boatos de destrato com servidores e de que estaria fazendo uso indevido de recursos.

Indagado pelo deputado estadual José Bestene (PP), sobre o que o levou a romper com Mara Rocha o secretário respondeu, ‘ Não consigo até hoje compreender quais os motivos’. Wadt afirmou que, nunca fez nada fora da órbita do PSDB.

Os cargos da SEPA eram todos dado ao partido e inclusive tivemos mais do a deputada imaginara, destacou o gestor, que foi além, quando surgiram as manchetes dos jornais em que a deputada pedia minha cabeça; o governador Gladson me ligou às 05:00 horas da manhã.

Ele disse que o governador ligou para passar tranqüilidade, além de apenas pedir que prosseguisse com seu ritmo de trabalho.

Faltou Maturidade ao partido, para orientar a deputada iniciante, que causou alarde desnecessário, afirmou Wadt. Meu cargo foi escolhido pelo PSDB  e não pela pessoa individual da Mara, finalizou o mesmo.

O presidente da comissão de serviços públicos da ALEAC; Edvaldo Magalhães, ainda pediu agilidade do gestor, quanto aos pagamentos em atraso no setor produtivo. Muitos seringueiros e cooperados das reservas e projetos de assentamentos se fizeram presentes, para reivindicar diversas questões referente aos setor.

Vereador Laércio da Farmácia vai apresentar na câmara de Rio Branco a mudança na Lei para o Táxi compartilhado

A categoria disse que comunicou à prefeitura sobre a mudança e disse que vai pedir mudança na legislação para atuar na modalidade compartilhada.

O vereador Laércio da Farmácia (PRB) vai apresentar na câmara de vereadores de Rio Branco uma alteração no projeto de Lei sobre o táxi compartilhado.

Após a chegada do aplicativos, e para driblar a queda no faturamento, taxistas de Rio Branco começaram a prestar serviços de corridas compartilhadas. O teste começou na última semana e, oficialmente, na segunda-feira (8).

A informação foi confirmada pelo tesoureiro do Sindicato dos Taxistas, Teonísio Machado. Ele disse que a categoria, para não sucumbir por causa da crise econômica e da entrada dos aplicativos resolveu buscar esta alternativa.

“Por conta disso, a alternativa é nós irmos para o táxi compartilhado. Claro que a gente sabe que vai ter pessoas contra. Mas, temos que viver e a categoria não pode ficar a mercê e esperar o que não vai acontecer. Comunicamos à prefeitura que estamos fazendo o serviço e solicitamos a mudança na nossa lei”, disse.

O tesoureiro do sindicato disse que até a próxima semana a estimativa é que pelo menos 150 taxistas já estejam atuando no modo compartilhado. Para trabalhar desta forma, a categoria precisa de uma mudança na legislação do município.

“Quem mais se beneficia, além do taxista, é a população. Mais barato, mais rápido, em um veículo com ar-condicionado. 

Em Rio Branco, atualmente, a categoria conta com 612 permissionários, o que dá em torno de 1,2 mil pessoas trabalhando por causa da viração no período noturno.

Táxi Compartilhado é lançado em Rio Branco, corrida custa R$ 5,00 de qualquer bairro para o Centro

Essa nova opção de transporte facilitará bastante a vida dos moradores que dependem do transporte público, a diferença na passagem é mínima, mas vale a pena.

Os moradores de Rio Branco estão com uma nova opção para transporte público, agora os rio-branquenses podem usufruir de uma corrida confortável e rápida por apenas R$ 5,00 por pessoa, isso só é possível graças ao lançamento do Táxi Compartilhado que foi lançado nesta segunda-feira na capital.

O Táxi Compartilhado promete acabar com as filas nas paradas de ônibus, onde os moradores ficam aguardando horas o ônibus passar sem o mínimo conforto e na maioria das vezes superlotados, sem ter lugar para sentar, em se tratando da passagem de ônibus a Prefeita Socorro Neri autorizou o aumento da passagem de R$ 3,50 para R$ 4,00, mas com apenas R$ 1,00 a mais é possível ir de táxi.

A forma de atendimento será compartilhada, onde o taxista lotará o veículo e cada Cidadão pagará somente R$ 5,00 (cinco reais) pela corrida desejada, os táxis estarão espalhados em todas as partes da Capital Rio Branco para, caso você precise de um táxi, entrará em contato pelo aplicativo que será criado para essa finalidade os veículos serão identificados como “Táxi Compartilhado”, ou é só acenar já que os veículos estarão circulando na Cidade.

Edvaldo Magalhães faz indicação ao governo, para que modifique artigo da lei que garante o PAVAT dos servidores do DETRAN

Segundo os mesmos, os argumentos para o não pagamento do direito garantido, foi a ausência de um Decreto Governamental previsto no artigo 24 da lei citada.

Os servidores efetivos do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, estão cobrando do governo do estado, o retorno do pagamento do Prêmio Anual de Valorização da Atividade de Trânsito – PAVAT, criado pela Lei 2.448, de 10 de outubro de 2011.

O deputado estadual Edvaldo Magalhães, compfou a causa de quase 200 servidores do Detran, que cobram pagamento de um beneficio, que é concedido anualmente desde 2012. O Sindicato da que representa os trabalhadores da autarquia foram surpreendidos, com a noticia do nao pagamento em 2019.

Sindicato dos Servidores do DETRAN – SINDETRAN, procurou o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), que de pronto buscou as informações e reivindicações da categoria, dando início a busca por uma ação que viabilizasse uma saída legal e rápida para os trabalhadores.

O parlamentar protocolou na manhã desta terça-feira (09), uma indicação para que a Mesa Diretora da Assembleia encaminhe expediente ao governador, propondo que o mesmo encaminhe a esta Casa Legislativa um projeto de lei modificando o artigo e concedendo autotomia ao Diretor Presidente do órgão para editar portaria que defina forma e critérios para a realização do pagamento.

Para o parlamentar, o não pagamento fere a legislação e acarreta descontentamento e prejuízos aos servidores que cumpriram as metas no ano de 2018 e contam com o valor merecido.

É justo que paguem o atrasado e adequem à lei para que esse problema não mais ocorra. Os trabalhadores e trabalhadoras do DETRAN podem contar sempre comigo, Finalizou Edvaldo Magalhães.

Os muitos servidores que estiveram na ALEAC, saíram bastantes confiantes em uma saída positiva, a partir da indicação do deputado Edvaldo.