Sentindo-se traído, Vagner Galli, poderá estar se desligando da presidência do Partido de Gladson Gameli

O ex-vereador de Brasileia, Vagner Galli, não está contente com a atual condição do Partido na fronteira.

O Partido Progressista (PP) no município de Brasiléia, onde deu a maior votação histórica para um candidato ao governo do Acre, poderá ter sua primeira baixa no alto escalão local. Depois de quase 20 anos na luta e dedicação ao atual governador Gladson Cameli, o apoiou desde quando foi candidato a deputado federal.

Sentindo-se traído no interior do Acre, Vagner Galli, que já foi vereador e presidente da Câmara Municipal, poderá estar se desligando da presidência do Partido nesta quarta-feira, dia 16, após episódio ocorrido no gabinete do atual governador.

Se sentindo ‘esquecido’ juntamente com vários militantes na fronteira, após não ter atualmente nenhum de seus Progressistas na lista das atuais indicações. Vagner fez uma postagem no grupo do partido em Brasileia, deixando entender que está saindo da sigla partidária.

Segundo ele: “que qualquer tratativa referente ao PP de Brasiléia, conversem com os dois mandatários vereadores, Charbel e Joelso, em breve todos saberão o motivo de minha ausência na política, e quem sabe até do meu desligamento do PP”.

Segundo informações, Vagner não se sentiu confortável com o tratamento que o Partido vem dispensando aos seus militantes progressistas. Uma vez que, até o momento, nenhum foi lembrado para compor o atual governo na fronteira. Com sua possível saída, poderá acontecer uma grande “debandada” em massa da sigla municipal.

Por Alexandre Lima / oaltoacre

Advogado deve prestar serviços à comunidade por atrapalhar ação policial

Sentença considerou que acusado cometeu conduta descrita no artigo 348 do Código Penal.

Advogado que atrapalhou ação policial, para cliente fugir, deverá prestar serviços à comunidade no período de uma hora por cada dia de condenação, que foi de um mês. Essa sentença foi emitida pelo 2º Juizado Especial Criminal da Comarca de Rio Branco.

Conforme é relatado nos autos, as autoridades policiais foram cumprir um mandado de prisão, mas na residência do intimado estava o advogado que teria tentado despistar os policiais, enquanto seu cliente fugia pelos fundos da casa. Por isso, o profissional foi denunciado.

Sentença

O juiz de Direito Gilberto Matos, titular da unidade judiciária, ressaltou que o profissional cometeu a prática delitiva prevista no artigo 348, caput, do Código Penal. Como explicou o magistrado essa é “a conduta de quem auxilia a subtrair-se à ação da autoridade pública autor de crime”.

Segundo observou o juiz de Direito, o advogado “tendo tomado conhecimento de que se tratava do cumprimento de mandado de prisão (…) passou a desviar a atenção dos policiais, de modo a facilitar a fuga” da pessoa procurada pelas autoridades policiais.

Por fim, o magistrado concedeu ao profissional o direito de apelar em liberdade. “O acusado respondeu ao processo em liberdade e assim poderá recorrer, pois não estão presentes os requisitos da preventiva”, anotou.

Por tjac.jus.br

Médica deve pagar R$ 12 mil por dar tapa em criança com Síndrome de Down

Caso ocorreu em 2016 e médica já havia sido condenada a pagar R$ 10 mil aos pais da criança. Defesa de Sirlândia Brito informou que vai recorrer da decisão.

Em uma segunda condenação, a médica Sirlândia Brito deve pagar R$ 12 mil de indenização por dano moral para a criança com Síndrome de Down que foi agredida por ela em 2016. O menino, que na época tinha 6 anos, levou um tapa da médica em uma unidade de saúde de Rio Branco.

A decisão é do Juízo da 5ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco e foi publicada do Diário Eletrônico da Justiça na terça-feira (15). Ao G1, o advogado da médica, Sanderson Moura, informou apenas que vai recorrer da decisão.

Em junho de 2018 a médica foi condenada a pagar R$ 10 mil de indenização por danos morais aos pais da criança. Nessa segunda decisão, a juíza de direito Maha Manasfi afirmou que a agressão ficou evidente pelas imagens gravadas por uma câmera de segurança e que Sirlândia não agiu de modo involuntário.

“Ela se vira com o intuito de bater no menor. Verifica-se, que logo em seguida a agressão, a requerida sequer pediu desculpas à criança, mas, volta a olhar seu celular como se nada tivesse acontecido”, destacou a magistrada na decisão.

Agressão física e verbal

o advogado dos pais da criança, Jairo Melo, disse que o menino, mesmo que seja criança, também é detentor de direitos e o valor é para compensar o dano que ele sofreu.

Ele afirma que deve recorrer de alguns pontos e pedir uma complementação da decisão como o ponto de má-fé da médica por não ter comparecido em audiência, mas que não foi citado na sentença.

“A indenização leva em consideração a capacidade financeira das partes e a gravidade do dano. No caso dos pais que foi um reflexo do dano a indenização foi de R$ 10 mil e no caso da criança que foi agredida o dano foi muito maior, não interessando o que ele entenda ou não. Por isso achamos o valor pouco, mas após a complementação vamos ver se vale a pena recorrer”, explica.

Dias depois do caso, a médica se posicionou em uma rede social. Na postagem, ela afirmou que foi “um ato automático” após sentir uma batida nas costas.

A médica negou as acusações dos pais da criança de ter chamado o menino de ‘débil mental’ e de ter dito que ele tinha que andar ‘amarrado’.

“Percebi uma batida em minhas costas e num ato automático joguei minha mão para trás, sendo que só depois percebi se tratar de uma criança com Síndrome de Down. Minha reação não machucou a criança, nem mesmo levou a criança a chorar. Quando a mãe retornou até onde estava a criança, expliquei o que tinha acontecido, mas ela não quis conversa, chamando-me de ‘louca’, ‘desequilibrada'”, afirmou a médica.

Por Quésia Melo, G1 

Dois homens desaparecem após entrar em floresta para caçar no interior do Acre

Uma equipe do Corpo de Bombeiros está na comunidade Passo da Pátria, nesta quarta-feira (16), para realizar buscas na tentativa de localizar dois homens que entraram na floresta para caçar e não retornaram.

O filho de um dos desaparecidos foi quem solicitou apoio dos bombeiros na tarde desta terça-feira (15). Cristiano Carneiro estava com o pai e mais quatro pessoas em uma viagem ao Rio Liberdade e, na manhã de domingo (13), seu pai e outro homem entraram na mata para caçar, à procura de alimentação para o grupo.

No dia seguinte, os dois caçadores não tinham retornado e, preocupados com o desaparecimento, Carneiro e os amigos decidiram realizar buscas, mas não encontraram os dois homens. Nesta terça, o filho foi à cidade para pedir ajuda para encontrar o pai.

“Enviamos uma equipe com quatro bombeiros que estão nesse momento realizando as buscas com moradores locais para que possamos encontrar esses dois desaparecidos. Tudo indica que estejam perdidos na selva”, acredita o comandante do Corpo de Bombeiros, capitão Rômulo Barros.

A comunidade Passo da Pátria fica a mais de um dia de barco da cidade de Cruzeiro do Sul, nas cabeceiras do Rio Liberdade. Por se tratar de uma comunidade distante ainda é uma região com grande quantidade de animais silvestres e muito frequentada por caçadores.

Por Mazinho Rogério, G1

Prefeito Ilderlei Cordeiro armou para flagrar vereador pedindo R$ 200 mil em troca de apoio político

Controlador do município diz que Ilderlei Cordeiro queria juntar provas. Polícia diz que vereador nega acusações.

A denúncia contra o vereador Ronaldo Onofre, preso na tarde desta terça-feira (15), em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, partiu do prefeito Ilderlei Cordeiro que teria recebido a proposta do parlamentar pela manhã e à tarde gravou a reunião com o vereador, que cobrava R$ 200 mil para deixar de criticar e passar a apoiar as ações da prefeitura.

De acordo com o delegado Alexnaldo Batista, o prefeito teria sido procurado pela manhã quando participava da solenidade de posse dos novos diretores das escolas municipais. Logo que saiu do ato, o vereador teria chegado para o prefeito e feito a proposta.

Segundo o controlador do município, Tácito Batista, Cordeiro procurou a polícia, logo que foi abordado pelo parlamentar. À tarde, o prefeito convidou o vereador para uma reunião em seu gabinete e as câmeras de monitoramento da prefeitura registraram os detalhes da conversa que foi testemunhada pelo controlador municipal e pela chefe de gabinete do prefeito.

“Nesse encontro ele deixou bem claro o que queria para os interesses dele, mas em momento nenhum nós estávamos em posse de dinheiro. Nós só aceitamos conversar para termos uma prova real do que estava acontecendo. Quando ele foi, já ia imaginando que receberia naquele momento R$ 50 mil. Eu disse para ele que era impossível, ganhando tempo para ele poder falar”, disse Batista.

Depois que a reunião se encerrou, o prefeito apresentou as gravações à polícia que efetuou a prisão do vereador poucos momentos após a conversa no gabinete. De acordo com o delegado, Onofre foi indiciado por corrupção passiva.

“As investigações estão concluídas e o vereador foi preso em flagrante por corrupção passiva. O valor total desse montante que ele cobrava era de R$ 200 mil em troca de apoio político. Foi muito citada a palavra bater. As vítimas alegam que o vereador e pararia de bater na prefeitura, parar de fazer denúncias e toda essa conversa entre esses envolvidos foi avaliada e no vídeo, infelizmente, não resta dúvida de todo ocorrido”, afirma o delegado.

Ainda segundo o delegado, o parlamentar teria alegado que tentaria fazer com que o prefeito cometesse um crime.

“Ele nega. Ele faz uma oposição ferrenha ao prefeito e disse que, na verdade, era uma tentativa de tentar fazer com que o prefeito cometesse um crime, tentou montar uma armação para o prefeito e, infelizmente, acabou sendo conduzido para a delegacia porque ficou constatado que não foi bem assim”, disse o delegado.

Na manhã desta quarta-feira, Onofre foi conduzido ao presídio de Cruzeiro do Sul. Procurados pela reportagem, os advogados do parlamentar informaram que só vão se pronunciar depois da audiência de custódia.

Por Mazinho Rogério, G1

Idésio Franke esclarece sobre máquinas do governo em propriedade da família

O engenheiro Idésio, na nota abaixo, nega ter havido apropriação indevida de patrimônio público, e seus argumentos também serão levados às autoridades policiais que apuram o caso.

O engenheiro Idésio Franke, em direito de resposta, diz que as máquinas do governo encontradas em sua propriedade e recolhidas pela polícia ( veja matéria completa AQUI), estavam sendo guardadas após serviços legalmente contratados.

Direito de Resposta 

Em direito de resposta, eu, Idésio Franke, esclareço que:

1. Houve a realização de serviços de trator, arado, terraceador e grade, num total de duas máquinas e três equipamentos de apoio para recuperação de pastagem degradada, em propriedade da família, conforme contrato com a Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária do Acre – SEAP, pelo Fundo Agropecuário do Acre – FUNAGRO, de acordo com agenda e programação desta secretaria, solicitação feita a quase um ano.

2. O pagamento pelos serviços foi realizado no FUNAGRO, através de recolhimento em boleto pago em estabelecimento bancário.

3. Os serviços foram realizados no final do ano de 2018 e quando do término das operações, foi solicitado pela SEAP para que os equipamentos ficassem no pátio da propriedade, uma vez que o o Pátio e armazéns da secretaria estavam lotados de máquinas e o ramal para retirada dos bens não estava em boas condições nesse breve período de final de ano, devido às fortes chuvas.

4. Quem operou as máquinas e os equipamentos foram exclusivamente profissionais vinculamos e autorizados pela SEAP, e quando se ausentavam levavam as chaves com os mesmos.

5. Causou estranheza a movimentação de policiais na propriedade, sem mandatos de busca ou averiguação, ocasionando medo aos colaboradores, uma vez que não havia o que esconder e as máquinas e equipamentos estavam parados, sob guarda dos proprietários e aguardando para serem transportados para a SEAP, dentro das possibilidades e da logística dessa secretaria.

6. Por fim cabe mencionar que o Programa de Recuperação de áreas degradadas da SEAP tem o objetivo de servir e serviu a vários produtores rurais de pequeno, médio e grande porte, conforme pode ser verificado nos relatórios daquela secretaria.

7. Espero que o governo que se inicia estabeleça um Programa de Apoio aos Produtores Rurais objetivo, claro e com metas, sem distinguir pessoas, com vistas a incentivar o Agronegócio e gerar riqueza e emprego no Acre.

Fonte: Acjornal

O caso dos irmãos que mantinham relacionamento sexual com uma jumenta

Homem apaixonado por Jumenta mata o irmão depois de descobrir que ele também tinha relações com o animal.

A situação ocorreu no município de Exu, no interior do estado de Pernambuco e divisa com o Cariri cearense.

O homem identificado como Antônio e conhecido como “Chico Doríco” se apaixonou pela jumenta e teve relações com o animal por cerca de quatro anos até descobrir que seu irmão também mantinha um caso com o animal, o relacionamento foi descoberto pelo pai de Antônio.

Para acabar com a intriga entre os irmão, seu José negociou a jumenta, que foi trocada por um burro. Antônio ficou revoltado e acabou matando o irmão a facadas, o pai só não foi morto pelo filho porque fugiu do local. A situação ganhou repercussão na cidade pelo fato de ser um caso de zoofilia. 

A Polícia Civil do município de Exu informou à Redação Web do Diário do Nordeste que repassará mais informações sobre a situação de Antônio na próxima segunda-feira (19).

Em decorrência do feriado, o policiamento funciona em regime de plantão.

Por midiaimparcial.com

Falta de sexo pode provocar “Morte Cerebral Súbita”

Um estudo realizado pela Universidade de Tufts, em Massachusetts e publicado no Jornal da Associação Médica Americana revelou que a falta de sexo pode provocar morte súbita!

De acordo com os pesquisadores, “a pesquisa incluiu 14 estudos cruzados de caso de eventos cardíacos agudos que observaram e registraram a associação entre a atividade física e sexual episódica e ataques cardíacos e evidência sugestiva de uma associação entre atividade física episódica e MCS (Morte Cerebral Súbita)”.

Concluíram que “o risco relativo de ataque cardíaco foi reduzido em cerca de 45 por cento e morte cardíaca súbita em 30 por cento por cada vez adicional por semana que a pessoa teve relações sexuais.”

Tendo em conta que o sexo é um dos melhores exercícios cardiovasculares, minimizando o risco de ataques cardíacos, a falta dele deixa-nos mais propensas a sofrer AVC’s (Acidente Vascular Cerebral, e quando falo em “falta” refiro-me a a fazer sexo de forma ocasional, tipo uma vez por mês!

“SE QUISEREM TER UMA BOA SAÚDE CARDIOVASCULAR E EVITAR ATAQUES CARDÍACOS NO FUTURO, ENTÃO TOCA A FAZER SEXO COM FREQUÊNCIA!”

Por isso mulheres, acabaram-se as desculpas de “ah e tal, dói-me a cabeça!, ou “estou muito cansada”! Se quiserem ter uma boa saúde cardiovascular e evitar ataques cardíacos no futuro, então toca a fazer sexo com frequência! O vosso corpo vai agradecer e o marido/namorado também.

Por inspiringlife.pt

Vereador petista deixa base de apoio à Socorro Neri e prefeita perde maioria na Câmara

A saída de Mamed da base foi confirmada logo após o chefe da Casa Civil da Prefeitura de Rio Branco, Márcio Oliveira, ter confirmado a escolha de Gabriel Forneck para a pasta de agricultura.

O vereador petista na Câmara de Vereadores de Rio Branco, Mamed Dankar, anunciou há poucos minutos, na tarde desta terça-feira (15), a saída dele da base de apoio à prefeita Socorro Neri (PS). Com a saída de Dankar, a prefeita passará a contar com 8 parlamentares e a oposição com 9, deixando Socorro sem a maioria no parlamento.

Descontente com a imposição da prefeita socialista que Gabriel Forneck, que deixará a direção da RBTrans para assumir a Secretaria de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico, o petista anunciou que seguirá mandato independente sem integrar a base da prefeita. 

“Acho que a agricultura é uma área complexa e exige pessoas que tenham conhecimento e vivência para poder implementar as ações necessárias. Nada pessoal contra o Gabriel Forneck, mas foi o nome que surgiu como substituição ao Fadell. E como não concordei com essa alteração, resolvi deixar a prefeita bem a vontade para implementar as mudanças que julgar necessárias, afinal essa é uma prerrogativa dela, que respeito”, diz.

A reportagem entrou em contato com Márcio Oliveira para ele explicar quais critérios foram observados para a escolha de Gabriel Forneck e sobre a decisão de Dankar, mas este limitou-se a negar a saída do vereador petista.

Por Gina Menezes /  folha do Acre

 

Vereador Ronaldo é preso por corrupção passiva em Cruzeiro do Sul

Na tarde desta terça-feira (15), o vereador Ronaldo (PDT), foi preso pela Polícia Civil por corrupção passiva.

De acordo com a investigação da polícia, o vereador teria exigido dinheiro para a gestão da prefeitura da cidade.

O delegado Alexnaldo Batista afirmou que há provas gravadas dos pedidos do vereador. “Infelizmente ele foi preso e está sendo ouvido pelo crime de corrupção passiva tendo em vista que ele teria feito acertos com membros da prefeitura”, disse.

Batista ainda disse que uma vítima procurou a delegacia para fazer a denúncia. “A principal vítima é a gestão municipal que procurou a delegacia para fazer a denúncia e a partir disso nossa investigação iniciou”, afirmou.

O valor exigido não foi divulgado pela polícia. Ronald foi indiciado pelo crime de corrupção passiva e deve ser levado para o presídio nesta quarta-feira (16). 

“Não cabe fiança e ele vai ser levado para o presídio amanhã”, concluiu.