A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT), desde que assumiu o mandato em janeiro do ano passado vem cuidando da prefeitura e da cidade com muito zelo, esmero, responsabilidade e transparência. Ficou provado pelos seus advogados que, no caso dos servidores do Estado colocados à disposição da gestão, foi rigorosamente dentro da lei. Vale ressaltar que a denúncia do MP não se refere à corrupção, mas a responsabilidade do gestor sobre decisões administrativas.

A prefeita Fernanda adotou uma postura bastante ética em relação ao prefeito anterior, Everaldo Pereira (PMDB), que se encontra preso.

Fernanda Hassem também tem sido vítima por parte de políticos da cidade de uma perseguição implacável à sua gestão.

Os mesmos que contribuíram para que o ex-prefeito Everaldo (tido como uma boa pessoa) estivesse preso por crimes de corrupção.

Inconformados com o seu sucesso como gestora políticos da oposição tentam minar a atual administração do município.

Mas, como diz o ex-presidente Fernando Henrique Cardo, faz parte do jogo democrático.

Durante entrevista no programa Tribuna Livre o presidente do PSDB, deputado federal Major Rocha, reafirmou que sua irmã, jornalista Mara Rocha, é pré-candidata ao Senado e não a vice do senador Gladson Cameli (PP).

O maior erro da oposição é subestimar o a Frente Popular como sempre fez, não aprende nunca.

Não existe o “já ganhou”.

O mesmo pode se dizer de alguns seguimentos do PT.

Como diz o Zé mecânico:

“Essa eleição vai ser ferro com ferro”.

Alguém duvida?!

Rocha acredita que a oposição vai acabar se entendendo antes das convenções e que o PMDB tem todo o direito de lutar pelo seu espaço.

O coronel Ulisses, também entrevistado por mim no programa Tribuna Livre, denunciou a covardia que estão tendo fazer com o ex-prefeito Tião Bocalom (DEM).

Querem tomar o DEM do Bocalom.

Ulisses responsabilizou diretamente o senador Gladson Cameli se isto vier a ocorrer em Brasília.

“O senador Gladson é o comandante desse processo todo, ele é quem será responsabilizado”, salientou o coronel.

Rocha, por sua vez, afirma que a questão da disputa de poder no DEM é uma briga interna que envolveria o deputado federal Alan Rick.

Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Asterio. Marcar o link.