ATEU, NÃO!

“Os mortos recebem  mais flores do que os vivos porque o remorso é mais forte do que a gratidão”. (Popular)

O líder do governo deputado Daniel Zem (PT) entrou em contato para esclarecer nota da coluna anterior em que eu o citava como ateu. Informou que não é. E mais: que é católico praticante na comunidade São Sebastião ao lado do também colega deputado estadual Chagas Romão (MDB). Os dois rezam o terço juntos. Zem explicou ainda que defende o estado laico em que todas as religiões sejam respeitadas e convivam harmonicamente.

SEM CHANCES

Quem também entrou em contato com a coluna foi a jornalista Jane Vasconcelos assessora da prefeita de Brasiléia Fernanda Hassem (PT). Segundo ela, Fernanda, que se encontra em viagem para a Alemanha, nunca declarou que desejava disputar a presidência da Associação dos Prefeitos do Acre. Sua dedicação é exclusiva para Brasiléia. Apesar de…a nota foi muito comentada pelos leitores que, inclusive, apoiaram a ideia.

BARRIL DE PÓLVORA

Politicamente falando Brasiléia está um verdadeiro barril de pólvora com data de explosão, ou seja, as eleições de 2020. Pretensos candidatos a prefeito andam se trombando na rua. A oposição continua os cacos.

REPETIR O MDA

No campo da oposição, que assumirá o governo em janeiro, a ideia é lançar candidato únicos em cada município para evitar a fragmentação. Ao menos é o que pensam os senadores Petecão (PSD), Márcio Bittar (MDB), Flaviano (MDB), Rocha (PSDB), Alan Rick (DEM) e o próprio governador eleito Gladson Cameli. Pretendem repetir o Movimento Democrático Acreano, o MDA, organização que derrotou o PT na capital no momento mais forte do governo Jorge Viana. Querem tomar as prefeituras que ainda estão nas mãos do PT.

SOBRAVA DISCIPLINA

O MDA obteve êxito porque era muito disciplinado. Os dirigentes partidários impediram com mão de ferro que se lançassem vários candidatos ao mesmo tempo. O que tinha reais chances de vencer era o cabeça de chapa, o segundo colocado independente do partido.

DETRAN É UM FILÃO DE OURO

Uma das autarquias mais disputada na formação da equipe do futuro governo é o Detran. Descobriram que é um verdadeiro filão e ouro. Tem dinheiro caindo pelas tabelas e poder de fogo político invejável. O partido que ficar com a indicação poderá também abrigar seus filiados, já que os cargos são muitos.

OUTRO FILÃO

Outra autarquia cobiçada é o Depasa. A equipe de transição descobriu que o órgão tem mais cargos comissionados do que qualquer prefeitura do interior. Além, é claro, de um orçamento superior também a muitas prefeituras. Detran e Depasa pelo que a coluna ficou sabendo será indicação exclusiva do governador Glason Cameli. É obvio, o CPF é o dele.

COM OS TUCANOS

A setor agrícola ficará na conta do PSDB sob a batuta do vice-governador Rocha, da sua irmã, deputada federal eleita Mara Rocha. A Seaprof também tem uma boa estrutura em todo o Estado. Foi através dessa secretaria que o deputado Lourival Marques se elegeu, mas não se reelegeu.

ERRO GRAVE

A derrota do deputado Lourival, o Louro, e da sua colega petista Leila Galvão se deve muito ao mal acordo feito com o PC do B que reelegeu Genilson Lopes e elegeu Edvaldo Magalhães. Os comunistas ficaram com o filé e os dois com o pescoço. Se arrependimento matasse estariam mortos com direito a missa de 7º dia. Inês é morta!

CHÁ DE SUMIÇO

Quem desapareceu por completo do cenário político foi o primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa deputado Eber Machado (PDT). Nem nas sessões ele vai mais. Principalmente depois que perdeu a eleição para o deputado Jesus Sérgio para a Câmara Federal. A derrota do Eber se deve a ele mesmo que nunca acreditou que poderia ganhar.

FORTE CANDIDATO

Na avaliação dos dirigentes políticos, o ex-reitor da Ufac, Minoru Kimpara, é um fortíssimo candidato a prefeito da capital em 2020. Já é comum nos ambientes públicos as pessoas comentarem que votarão nele. Precisará construir uma boa chapa de vereadores na Rede e um arco de alianças com partidos afins.

EXPERIMENTOU AS URNAS

Minoru Kimpara passou pelo teste das urnas na última eleição como candidato ao Senado. Apesar de ter perdido a eleição, saiu muito fortalecido do pleito. É um candidato a prefeito muito competitivo. Subestimá-lo é um erro. O povo continua querendo mudanças. Ele representa hoje a continuação dessa mudança.

FIM DOS CASAMENTO

Tem gente apostando no fim do casamento entre o PSB da prefeita Socorro Neri e o PT do ex-prefeito Marcus Alexandre. Consta que a prefeita carregou na tinta na exoneração de companheiros. Não é só isso: construiu um muro para impedir a entrada de migrantes petistas do governo que se finda.

É MUITO PESO

É mais fácil tirar o submarino argentino do fundo do mar do que a prefeita Socorro Neri (PSB) vir a ser a candidata em 2020 dos partidos de oposição que assumem o governo em janeiro. Figura de proa do PSDB descarta totalmente essa possibilidade. Difícil, mas não impossível. Ela faz uma boa gestão.

NÃO ESQUEÇAM DO ALAN

O deputado federal Alan Rick que acaba de ser reeleito também poderá disputar a prefeitura de Rio Branco. Aliás, o DEM deverá lançar candidatos a prefeitos e vereadores em todos os municípios do interior. Em Brasiléia, por exemplo, poderá ser a professora Blandina, mulher do ex-vereador Zemar.

GUERRA ABERTA

Os prefeitos Tião Flores (Epitaciolândia) e Fernanda Hassem (Brasiléia) estão em uma guerra não declarada através dos meios de comunicação da região. É pau pra comer sabão e pau pra saber que sabão não se come. Tião apanha mais do que cachorro de índio.

SÃO 32 CARGOS

O governo do Estado possuiu cera de 32 cargos comissionados em Brasiléia. O problema é que, pelas contas do pai Júlio Frota, já tem mais de 50 pretendentes. O maior valor é quatro mil reais. Politicamente na atual crise só bucha, mas dá para livrar o do almoço.

NÃO ESCAPA DA CADEIA

Se tem uma coisa que nem o presidente da república escapa da cadeia é não pagar pensão de alimentos. A ex-mulher do vereador Juruna, que já está todo enrolado na Justiça, pede o pagamento de R$ 45 mil de reais. Ou faz um acordo urgente ou vai para a cadeia. Não tem como escapar.

CHOQUE DE REALIDADE

A cada novo encontro a equipe de transição do governador eleito Gladson Cameli tem um choque de realidade. Está descobrindo que muitas coisas que o governo atual do PT não fez e que a oposição criticava não era falta de gerenciamento. Era falta de recursos ocasionado pela profunda crise econômica que afeta o país.

ENGORDOU QUATRO QUILOS

Quem tem visto o ex-prefeito Marcus Alexandre nos últimos dias afirma que ele está tão tranquilo em ter perdido a eleição que já engordou quatro quilos. Marcus Alexandre se livrou do maior rabo de foguete da sua vida. Vai passar os festejos de final de ano em paz com a família e a igreja.

PEDINDO ASILO

Com ascensão do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça e parte da equipe da Operação Lava Jato oriundos da Polícia Federal prefeitos do Acre e Rondônia já pensam em se mudar para a Bolívia ou o Peru fronteira com os dois estados. Não me perguntem o porquê?

É GOLPE

Senadores ontem tentaram votar na surdina projeto de lei que afeta diretamente a lei da ficha limpa. Segundo a proposta, a intenção é diminuir o tempo e inelegibilidade. Na verdade, era pra aumentar pra nunca mais voltarem para a política.

CAÇA AS BRUXAS

Ninguém se engane com mudança de governo. É natural caça às bruxas. É exatamente o que a nova equipe em formação do presidente eleito Jair Bolsonaro está prometendo, inclusive, no Ministério de Relações Exteriores. As universidades federais devem sofrer uma devassa.

NO MINIMO CURIOSO

O traficante Marcelo Piloto (expulso do Paraguai) matou uma jovem na cela para evitar a extradição para o Brasil. E nós que pensávamos que os presídios no Brasil eram verdadeiros bordéis. Ledo engano.

PRAZO FINAL

Os deputados não poderão entrar em recesso se a peça orçamentária não for votada até o dia 15 de dezembro. A equipe do futuro governo Gladson Cameli está debruçada sobre a lei para   conhecer a realidade do orçamento porque a financeira já sabe: Não há recursos nem para o cafezinho.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

3 de Julho Entrevistas 13ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.