Se escalou feio!! Bocalon diz “Se o Gladson me convidar para da Produção aceitarei”

Bocalon afirma ter boas perspectivas futuras para o País e se diz a disposição do seu partido para ajudar no que estiver ao seu alcance.

Entrevistado pelo Jornalista Rogério Wenceslau no Programa Gazeta Entrevista desta terça feira dia 30, o ex-prefeito de Acrelândia e tradicional candidato Majoritário Tião Bocalon (PSL), falou da sua experiência de ter concorrido a uma vaga de deputado federal.

Candidato ao cargo de Deputado Federal no Acre pelo PSL, Tião Bocalom obteve 21.872 votos totalizados (5,15% dos votos válidos), mas não conseguiu se eleger por conta do fraco desempenho de sua chapa.

Bocalon se disse indignado com o modelo de legislação eleitoral vigente, que vai desde aprovação do fundo partidário, ao modelo de regras do jogo, possibilitando que, alguém com pouco mais de 7 mil votos seja eleito enquanto ele com quase 22 mil fica de fora.

Mesmo com a derrota, Bocalon se diz otimista, pois se acha parte da vitória de Gladson Cameli no Acre, para ele quem mais bateu na tecla do fracasso da Florestania e na possibilidade de abrir o estado para o agronegócio foi ele, quando disputou várias vezes contra a FPA.

Perguntado sobre seu futuro no PSL, Bocalon foi direto; Se não me apunhalarem como fizeram no PSDB e no DEM continuarei sim. Ainda sobre a próxima disputa que será em 2020, Bocalon afirmou que não tem problema algum em o Cel Ulisses ter posto seu nome como um futuro pré candidato a prefeitura da capital e que as pessoas nas ruas já o pedem para também entrar na disputa.

Pode ser um indicio de que, o PSL pode futuramente ficar pequeno para ambos, sem falar dos rumores de que algum parlamentar do Acre, pode articular a tomada da sigla no estado.

O Jornalista Wenceslau ainda indagou Bocalon, sobre um possível convite contato de Gladson Cameli, Bocalon respondeu, “Não tive conversa alguma com o futuro governador do Acre, mas se de repente ele achar que posso contribuir com seu governo, estou preparado para área da Produção”, finalizou o mesmo reafirmando que poucas pessoas no estado tem o seu conhecimento no ramo do agronegócio.

Veja o Vídeo da entrevista com o vereador Mario Jorge

Vereador  conta um pouco sobre a sua trajetória e fala principalmente sobre o seu afastamento. Mário Jorge fala também que tinha pessoas interessadas em fazer com que ele perdesse seu mandato.

Durante a entrevista prestada pelo Vereador Mário Jorge ao 3 de Julho Entrevistas, afirmou que armaram contra ele com relação ao processo de afastamento.

Por vozdoacre.com

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.