Polícia investiga denúncia de violação de túmulo em cemitério no Acre

Moradores do município denunciam que o cemitério virou ponto de consumo de droga.

A polícia de Rodrigues Alves, no interior do Acre, está investigando uma possível violação de um túmulo no cemitério da cidade. A investigação iniciou após denúncia dos familiares de Wilson Rosa Carvalho, que morreu no dia 20 de dezembro. Os familiarea afirmam que parte da estrutura de alvenaria da sepultura foi quebrada durante a noite do último dia 3.

Familiares de Carvalho prestaram queixa na delegacia, mas preferiram não se identificar. De acordo com o delegado Vinícius Almeida, até esta terça-feira (9), a polícia ainda não tinha pistas de quem teria invadido o Cemitério de Rodrigues Alves.

“As investigações estão em andamento, mas é um caso difícil, pois não têm testemunhas, mas a polícia está investigando”, afirmou Almeida.

De acordo com um servidor do cemitério, que também não quis ser identificado, os familiares visitaram o túmulo e comprovaram que os restos mortais de Carvalho não foram retirados. A família também já providenciou os reparos no túmulo.

Moradores do município denunciam que o cemitério virou ponto de consumo de drogas. O delegado não descarta a possibilidade do túmulo ter sido violado por vândalos que visitam o cemitério.

“É local bastante requisitado pelos usuários. É um lugar que não tem muito movimento, então, os usuários vão para ali para não serem perturbados. Nós não dispensamos nenhuma linha de raciocínio. Qualquer linha a gente vai considerar para chegar a autoria desse fato”, concluiu.

Veja o Vídeo: 3 de Julho Entrevistas

Veja nesta entrevista o Gerente regional do Sebrae, Jorge Saad, explicando as principais ações do Sebrae durante o primeiro semestre e quais foram as principais atividades do Sebrae voltadas para o agronegócio, indústria e comércio, Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho.

Do G1 Acre