Monitorado por tornozeleira eletrônica é morto a tiros no Quinari

Crime ocorreu por volta das 19h desta segunda-feira (10), no bairro São Francisco, em Senador Guiomard. Delegado acredita que homicídio pode ter relação com guerra de facções ou dívida de drogas.

Emerson Câmara da Silva foi morto a tiros nesta segunda-feira (10) enquanto caminhava em uma rua do bairro São Francisco, na cidade de Senador Guiomard, no interior do Acre. Segundo informações do delegado da cidade, Marcos Cabral, Silva era monitorado por tornozeleira eletrônica e havia saído do presídio há pouco tempo.

O crime ocorreu por volta das 19 horas. Segundo informações da polícia, o presidiário foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta e dispararam contra ele. Silva foi atingido por ao menos quatro tiros.

“Segundo informes, ele tinha saído recentemente do presídio e era monitorado por tornozeleira eletrônica. Ele estava caminhando em direção à sua casa e foi surpreendido por dois indivíduos que dispararam contra ele. Pela dinâmica, e o que vem ocorrendo no nosso estado, pode ter sido briga de facções ou de droga, mas estamos apurando”, disse o delegado.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas, ao chegar no local, a vítima já estava sem vida. Peritos do Instituto Médico Legal (IML) também estiveram no local e o corpo de Silva foi levado para a sede do órgão em Rio Branco para os procedimentos cabíveis.

Plantão 3 de Julho Notícias 12ª Edição

Confronto entre presos no presídio deixa morto e feridos. Um novo enfrentamento entre presos aconteceu no presídio de Villa Bush, distante cerca de 8 km da capital do estado do Pando, onde tem como capital, a cidade de Cobija, no lado Boliviano.