Por meio da capacitação profissional, governo forma futuros empreendedores

Os 15 alunos do curso de pães e massas realizado na Cidade do Povo no turno da tarde, concluíram a capacitação em grande estilo.

Por Juliana Carla

No encerramento do curso realizado na escola móvel do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) os alunos mostraram na prática o que aprenderam em sala de aula.

Pizzas, pães, torradas, salgados e doces fizeram parte do banquete oferecido pelos alunos. Uma demonstração de que eles estão realmente preparados para assumir novos compromissos profissionais no setor.

Ao longo deste ano diversos cursos profissionalizantes estão sendo oferecidos na Cidade do Povo. A capacitação profissional é um programa do governo do estado, que faz parte do projeto de pós-ocupação desenvolvido nos conjuntos habitacionais por meio da Secretaria de Habitação de interesse Social (Sehab) junto a instituições de ensino.

Ao todo são 1600 vagas oferecidas nesta etapa de qualificação profissional no maior empreendimento habitacional do estado. Dentre os mais de 70 cursos oferecidos pelo Senai estão: mecânica de motos, encanador, pintor, salgadeiro, pizzaiolo, bolos e tortas, pães e massas dentre outros, todos com carga horária mínima de 40 horas.

Este é o quarto curso que Áurea de Sena Leite conclui, assim como nos demais ela afirma que superou suas expectativas e pretende aproveitar o aprendizado e montar um empreendimento. Para Áurea, participar dos cursos era um sonho, ela não esconde a emoção a satisfação de ter essa oportunidade.

“Eu sempre sonhei aprender a fazer doces, salgados, bolos e pizzas. Aqui a gente tem essa oportunidade, eu não quero parar não. Ainda pretendo fazer outros cursos também porque quero montar meu próprio negócio”, disse.

O sentimento de Carleus Alves, não é diferente. “A gente agradece muito por essa oportunidade que nós estamos tendo aqui na Cidade do Povo. Se não fosse assim, eu não tinha como fazer esse curso. Além de aprender a fazer doces e salgados, de graça, a gente passa a conhecer as pessoas maravilhosas que também fizeram o curso. Agora vou dar continuidade ao meu projeto de ter meu espaço no mercado”, disse.

A gestora da Sehab, Janaína Guedes, reafirma o compromisso do governo do Estado em gerar oportunidades de trabalho e renda das famílias.

“É notório que para se garantir no competitivo mercado de trabalho as pessoas precisam buscar o aperfeiçoamento profissional em diversas áreas do conhecimento. E o projeto de pós-ocupação reafirma o compromisso do governo do Estado com o sonho desses moradores. Estamos encerrando uma etapa e agora eles darão continuidade em suas vidas profissionais. É gratificante ver o empenho de cada um e poder participar desse processo”, destacou a gestora.

Como funciona o projeto

O Minha Casa, Minha Vida é um programa habitacional lançado pelo governo federal em 2009 com o objetivo de proporcionar ao cidadão brasileiro condições de acesso à moradia própria, tanto em áreas urbanas quanto rurais. Para isso, o governo fornece condições especiais de financiamento, por meio de parcerias com estados, municípios e empresas sem fins lucrativos.

No Acre, as famílias beneficiadas com o programa são assistidas pela Sehab com o projeto de pós-ocupação, o qual prevê a assistência cultural, educativa e capacitação profissional visando a integração das famílias, tendo em vista serem oriundas de diferentes bairros.

A escolha dos cursos se dá a partir de pesquisa realizada com os moradores para identificar e suprir quais as necessidades das famílias.

Para atender às demandas, a Sehab, em parceria com Caixa Econômica Federal, contrata as instituições de ensino para ministrar a capacitação e em seguida a orientação de como gerir o próprio negócio.

Ao todo mais de 6 mil pessoas já foram contempladas com os programas que atende a moradores dos bairros Cidade do Povo, Abunã, Jarbas Passarinho, Rosa Linda I, II e III e Eldorado I e II.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.