Homem que foi decapitado teria tentado matar avó de um dos acusados

Acílio Santos foi encontrado morto em junho do ano passado na Cidade do Povo. MP-AC denunciou suspeitos por homicídio triplamente qualificado.

Duas pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público do Acre (MP-AC) pela morte de Acílio Veríssimo dos Santos, de 40 anos, em junho de 2017. A vítima teve a cabeça arrancada e colocada em cima do corpo, que foi encontrado no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, em Rio Branco.

Populares encontraram o corpo de Santos e acionaram a polícia. Segundo o 2° Batalhão da Polícia Militar do Acre (PM-AC), um irmão de Santos contou que ele era dependente químico.

Além da denúncia, o MP-AC pede a prisão dos suspeitos. O órgão destaca também que os suspeitos são considerados perigosos e podem participar de uma organização criminosa.

O promotor do caso, Ildon Maximiano, ressaltou que Santos foi vítima de um homicídio triplamente qualificado, o que significa que ele foi torturado e não teve chance de reagir.

Ainda segundo o MP-AC, um dos suspeitos chegou a confessar o crime, mas negou durante o interrogatório. O outro suspeito continua foragido.

O órgão ressalta que as investigações apontaram vingança como motivação para o crime. Em 1997, Santos teria tentado matar a avó materna de um dos acusados.

Do G1 Acre