Júri popular vai julgar acusado de matar adolescente em sala de aula

Estudante de 15 anos foi baleado na cabeça e morreu quatro dias depois no hospital de Rio Branco. Adolescente envolvido em crime já cumpre medida socioeducativa.

Dione Alves durante chegada na Delegacia de Flagrante de Rio Branco no ano passado (Foto: Aline Nascimento)

O Tribunal do Júri da Comarca de Sena Madureira inicia, nesta sexta-feira (3), o julgamento de Dione Alves. Ele é acusado de invadir uma escola e matar, com um tiro na cabeça, um estudante de 15 anos que não teve o nome revelado na época.

Um menor de 16 anos, também envolvido no crime, já foi julgado e cumpre medida socioeducativa, segundo a Justiça. Nesta sexta, o júri popular deve ouvir sete testemunhas de acusação, além das testemunhas da defesa.

O adolescente foi baleado dentro da Escola Raimundo Hermínio de Melo, enquanto assistia aula. O estudante chegou a ser levado para o hospital em Rio Branco, mas morreu depois de quatro dias. O acusado foi preso horas após o crime e, em depoimento, disse que agiu por vingança.

Ainda de acordo com a polícia, Alves seria o responsável por atirar no estudante. A dupla contou em depoimento que a vítima vinha fazendo ameaças e insultos contra eles. Segundo a polícia, Alves e o menor apreendido seriam de uma facção rival à da vítima.

O acusado cumpria pena no presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro e foi pronunciado pelo Ministério Público do Acre. Alves vai ser julgado por homicídio qualificado, integrar facção criminosa e corrupção de menor.

Do G1 Acre

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.