MP pede condenação de dois PMs, após agredirem jovens em Rio Branco

Ação dos militares ocorreu em setembro de 2016, no bairro João Eduardo. MP-AC diz que abordagem foi ilegal e sem fundamentos.

Por Aline Nascimento

O Ministério Público do Acre (MP-AC) pediu a condenação de dois policiais militares envolvidos em uma confusão em setembro de 2016. Dois homens acusaram os policiais de agressão durante uma abordagem no bairro João Eduardo II, em Rio Branco.

Um vídeo de quase três minutos flagrou toda a ação. Nas imagens, é possível observar uma equipe de três policias durante uma abordagem a um homem que está em uma esquina, ao se aproximar, um dos PMs dá um tapa no rapaz, que não reage. Eles permanecem no local e parece haver uma discussão.

Em seguida, vários moradores se aproximam e um deles se dirige aos policiais. Uma policial militar aparece em seguida tentando apaziguar a situação.

A corregedoria da PM-AC informou que concluiu as investigações e encaminhou o caso para a auditoria militar. As investigações apontaram indícios de crimes por parte dos militares.

O MP-AC destacou na publicação que apresentou as alegações finais da denúncia contra os policiais. No texto, o Ministério Público pede a condenação dos servidores por abuso de poder, violação de dever inerente ao cargo com emprego de arma de fogo.

O promotor que ofereceu a denúncia, Ildon Maximiano destacou que a ação dos PMs foi ilegal, uma vez que não havia fundamentos para a abordagem. Ele alegou também que a prisão ocorreu de forma violenta e acusou também os PMs de criar uma situação inexistente.

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.