Menor de 17 anos usa arma artesanal para ferir agente na unidade Aquiry

Agente socioeducativo da Unidade Aquiry foi ferido no início da noite desta segunda (30), na capital acreana. Adolescente foi levado para delegacia.

Um adolescente de 17 anos foi levado para a delegacia suspeito de ferir um agente socioeducativo nas costelas com um estoque, espécie de arma artesanal. O caso ocorreu no Centro Socioeducativo Aquiry, em Rio Branco, no início da noite desta segunda-feira (30).

A direção do Instituto Socioeducativo do Acre (ISE-AC) informou que a agressão ao servidor foi uma retaliação dos menores. O agente foi levado para o hospital e, segundo o ISE, está fora de perigo.

O diretor-presidente do ISE, Antônio Azevedo, explicou, nesta terça (31), que os agentes tinham estavam fazendo uma revista nas celas quando houve a confusão. O servidor abriu a cela onde o adolescente estava e pediu para os ocupantes irem para o fundo da cela.

“O procedimento é que o adolescente fique no fundo quando alguém vai abrir as celas. Ele obedeceu, mas em seguida veio para cima. Os outros educadores colocaram o menino no chão, o algemaram e em seguida levaram para delegacia. Colocou para acertar o pescoço do educador, mas, como fizemos várias instruções o educador fez uma defesa e foi ferido nas costelas”, destacou.

Azevedo contou também que o reforço nas revistas ocorreu após a direção detectar vazamento de informações de dentro da unidade. Segundo o ISE, o servidor ferido havia sido transferido recentemente para a unidade para reforçar a segurança.

“Estavam passando algumas informações para fora, coisas de comunicações indevidas. Em retaliação a essas medidas, os menores resolveram encorajar outro menino, que não tinha porquê fazer isso, para tentar contra a vida de um educador”, detalhou.

Do G1 Acre

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.