Brasileiros presos no Peru são enviados para presídios da Bolívia

Dias depois, seis foram detidos no lado peruano em uma área rural. Foram localizados coletes, pistola e após interrogatório, alguns dos fuzis também foram encontrados

Brasileiros foram enviados para vários lugares da Bolívia após audiência na cidade de Cobija/Pando

O assalto ao posto das Forças Armadas na cidade de Porvenir, interior do estado de Pando, lado Boliviano, na noite de 16 de junho passado, está quase todo solucionado. Nesse meio, os principais envolvidos seriam brasileiros que levaram nove fuzis, cinco pistolas, carregadores e munição, além de deixar policiais feridos.

Desde então, os trabalhos na tentativa de recuperar e prender os acusados, além das polícias da Bolívia, envolveu autoridades do Peru e do Brasil, pelo Acre. Nestes últimos cinco dias, algumas pessoas foram detidas em Cobija/Bolívia, e um dele estaria com uma das pistolas.

Odílio Bezerra da Costa, vulgo ‘Diabão’, foragido da justiça acreana acusado de homicídio, foragido do presídio FOC, entre outros crimes, foi detido na cidade de Cobija, com posse de uma das pistolas roubadas do quartel. Este foi transferido para o presídio em La Paz, onde espera seu julgamento.

Dias depois, seis foram detidos no lado peruano em uma área rural. Foram localizados coletes, pistola e após interrogatório, alguns dos fuzis também foram encontrados. Natanael David Sarmiento da Silva, Jackson Chaves de Souza, Espedito Joaquim Teixeira Nascimento e Railton de Souza, além de um menor.

Em uma operação conjunta (Brasil/Bolívia/Peru), foi possível localizar o local onde estaria quatro fuzis AK 47, entre os dias 7 e 8 passado. Foi quando encontraram e detiveram Ruslan Rodrigues de Lima (27), vulgo ‘Gringo’ e José Oliveira do Couto (30), que foram extraditados para o Brasil, já que havia pendencias com a justiça.

Em audiência de medida cautelar, desenvolvido na manhã desta quarta-feira (11), o ministério público apresentou uma série de indícios para demonstrar a provável participação dos acusados. Após serem ouvidos, foi determinado que Railton de Souza fosse transferido para um presídio em Cochabamba.

Natanael e Espedito foram encaminhados para o presídio de Villa Busch, distante cerca de 20km de Cobija. Todos acusados de roubo agravado de armas e munição militar, além de lesões graves e leves contra militares. Já Jackson foi beneficiado por medidas leves, justificando que não esteve envolvido no dia do roubo, devendo ficar em Cobija para que se apresente em outras audiências no Ministério Público.

Durante apresentação dos acusados, uma autoridade boliviana apontou o brasileiro Railton de Souza, juntamente com Freddy Méndez e Arlin Suárez (foragido), como os líderes da organização criminosa composta por bolivianos e brasileiros.

Envolvimento com chacina

Com a prisão dos brasileiros no lado peruano, as autoridades do Acre acreditam que maioria dos envolvidos na chacina ocorrida na cidade de Assis Brasil, no início do mês, já foram identificados. Segundo o delegado Remulo Diniz, foi feito um reconhecimento com as vítimas na Capital.

Foram identificados cinco maiores e um menor de idade, após o episódio. Com ajuda do judiciário, foram expedidos os mandados de prisão e com o apoio da polícia peruana, foi possível identificar o local onde estariam os acusados próximo a Maldonado (Peru).

Os agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção de Pessoas – DHPP, conseguiram identificar e receberam dois dos envolvidos na chacina nesta quarta-feira, dia 11, após serem presos a cinco quilômetros de Maldonado, lado peruano.

Plantão 3 de Julho Notícias 8ª Edição

Urgente: Suspeitos de terem praticado chacina na cidade de Assis Brasil estão presos na delegacia de Brasiléia. A equipe de Inteligência da Polícia Militar do Alto Acre, em conjunto com a PF e policiais peruanos, iniciaram as investigações para identificar e prender os suspeitos.

Telejornal 3 de Julho Notícias 14ª Edição

Veja na 14ª edição as principais informações da semana como: queimadas na região do Alto Acre, o que o Prefeito Tião Flores gastou com diárias, acidentes em Brasileia e Epitaciolândia e outros.

Com informações de Perla Del Acre