Mutirão vai realizar 600 cirurgias eletivas em dois meses

Lançamento do mutirão foi no Hospital Ary Rodrigues, em Senador Guiomard.

Sofrendo de fortes dores há quase dez anos, e recentemente diagnosticada com pedra na vesícula, a aposentada Erotildes da Silva Costa, de 57 anos, foi uma das primeiras a chegar no Hospital Dr. Ary Rodrigues, em Senador Guiomard, na manhã da última sexta-feira, 1.

Sua ida e de outras centenas de pessoas que marcaram presença no local para a realização de agendamentos cirúrgicos faz parte de uma das ações estratégicas do governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesacre), que é reduzir o tempo de espera para a realização de cirurgias eletivas de média complexidade no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Foi anos sofrendo de dores intensas, muito mal-estar e impossibilitada de fazer certas atividades. Chegava a desmaiar de tanta dor. Tem dois meses que fiz um exame e a médica disse que era pedra na vesícula. Me ligaram esses dias falando do mutirão e dizendo para eu vir hoje aqui já agendar. Graças a Deus por essa iniciativa, que com certeza veio em boa hora”, diz a aposentada.

O lançamento do Mutirão de Cirurgias Eletivas, em Senador Guiomard, que tem como meta zerar a demanda reprimida de cirurgias de Hérnia e Colecistectomia (vesícula) de pacientes que residem nos municípios do Baixo Acre, contemplados nessa primeira etapa do programa, contou com a presença de várias autoridades, entre elas o secretário de Estado de Saúde, Rui Arruda.

“A intenção do governo é a de reduzir o tempo de espera e zerar a demanda reprimida. Os mutirões já são feitos exatamente com foco na redução dessas filas. Temos a primeira etapa agora, que se encerra no fim de julho, a qual prestamos conta com o Ministério da Saúde e depois seguimos dando continuidade ao programa até dezembro, com o propósito que foi colocado pelo governador de não ter filas de espera com relação a cirurgias”, destaca Arruda.

Ansiosa pelo agendamento, apesar do receio natural de fazer a cirurgia, a fiscal de ônibus Antônia Rodrigues, de 37 anos, conta que havia um ano aguardava pelo procedimento. “Ligaram dizendo que já era para eu vir marcar o dia da cirurgia de vesícula. Fiquei muito feliz, mas também bastante nervosa. Apesar do medo, sei que vou estar nas mãos de bons profissionais. Esse mutirão vai facilitar a vida de quem não tem recursos para ficar indo de um lado para outro em busca de atendimento”, relata.

600 cirurgias em 60 dias

Para os 60 dias do mutirão em Senador Guiomard, a contar desta segunda-feira, 4, quando têm início os procedimentos cirúrgicos, foi estabelecida uma meta de realização de 600 cirurgias de média complexidade, com atendimento diário de segunda a sábado, distribuído conforme a demanda levantada pela Central de Agendamento de Cirurgia (CAC), da Sesacre.

“Pensamos em uma estratégia que envolvesse uma equipe grande, para que esse usuário que tem indicação de cirurgia diminuísse esse sofrimento de peregrinar pela rede. E o resultado é esse. Um dia de muita alegria e nós estamos aqui, para servir o usuário, uma política de governo do estado, que não precisa de atravessadores e de ninguém para conseguir a cirurgia, que é um direito do cidadão. E o governador, como médico da pasta também, entende muito bem isso”, ressalta a coordenadora da Rede de Urgência e da Central de Regulação de Leitos da Sesacre, Lúcia Carlos Paiva.

O mutirão de cirurgias é um investimento de R$ 678 mil do governo do Acre e conta com mais de 30 profissionais, entre médicos, enfermeiros e anestesistas, além da equipe de apoio do hospital de Senador Guiomard.

Redução da fila de espera e comodidade de se recuperar próximo de casa sem precisar de encaminhamento via Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Esta é a proposta do Mutirão de Cirurgias, integrado à Central de Regulação do Hospital das Clínicas (HC), que faz parte do Plano de Cirurgias Eletivas da Secretaria de Estado de Saúde. Os municípios que fazem parte da primeira etapa do mutirão são Senador Guiomard, Capixaba, Acrelândia, Plácido de Castro, Bujari, Porto Acre e Rio Branco.

3 de Julho Entrevistas 3ª Edição

Veja a entrevista com o Presidente da Câmara de Vereadores de Brasileia, Rogério Pontes que conta um pouco sobre sua trajetória política e sobre os trabalhos do Poder Legislativo. Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de clicar no sininho, assim você estará ativando as notificações e terá mais facilidade de acessas nossos conteúdos.

Esta notícia está na categoria Saúde. Marcar o link.