Coluna do Crica

Jorge Viana, o Richelieau do Marcus Alexandre Viana

Ninguém é mais importante, tem tanta influência na campanha do candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), de que o senador Jorge Viana (PT). Funciona como seu principal conselheiro político. JV é uma espécie paroquial do Cardeal Richelieu, a figura política mais importante no reinado de Luiz XII, na França. A coluna tem informação de que JV foi um dos incentivadores para que fosse contratado seu ex-secretário de Planejamento, Gilberto Siqueira, para formular o Plano de Governo do petista. Toda estratégia política da pré-campanha é traçada por Jorge Viana (PT). “O Marcus não move uma palha sem uma consulta direta ao Jorge, com o qual tem um estreito relacionamento de amizade e respeito”, revelou uma fonte petista. Viana sempre se posicionou mesmo antes dos debates que o Marcus Alexandre era a “bala de prata” para derrotar a oposição, com o forte candidato Gladson Cameli (PP) e que, inclusive, não deveria ter havido o debate entre vários candidatos do PT.

AGUARDAR PARA CONFERIR

É aguardar para conferir se não vem um Plano de Governo revivendo a florestania.

DESMASCARANDO A FARSA

Candidato majoritário de partido grande que sustentar que fará uma campanha franciscana, sem recursos para bancar as candidaturas proporcionais é um mentiroso. Passou de 260 milhões de reais o dinheiro liberado do Fundo Partidário às siglas. Sem falar no rateio de 1,8 bilhão do chamado “Fundo de Campanha” a ser feito entre os partidos. Dinheiro não faltará.

DEIXEM O SANTO DE FORA

Vamos parar com esta história de que se fará uma “campanha franciscana”, em alusão ao voto de pobreza de São Francisco. Deixem o santo de fora desta patifaria em que virou a política.

PROBLEMAS Á VISTA

Está ocorrendo uma devassa da Receita Federal sobre recursos não recolhidos de ex-deputados estaduais e dos deputados reeleitos. “O clima tá pesado”, disse um deles.

MAIS DEMISSÕES

Uma boa fonte revelou à coluna que o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, vai promover mais uma leva de demissões. Cita que há vários casos de servidores que ganham mais em horas extras e gratificações que o salário base. O fato foi descoberto com a posse do novo secretário de Administração, após ser passado um pente fino na folha de pagamento.

DOIS CAMINHOS

Segundo esta fonte, muito próxima do prefeito Ilderlei Cordeiro, ou ele adota o caminho de cortar os penduricalhos salariais e enxuga a folha salarial ou vai continuar apanhando na mídia, em baixa, pois, não terá recursos para recuperar a esburacada cidade de Cruzeiro do Sul.

NÃO PODE CULPAR NINGUÉM

Se de fato existe uma série de distorções na folha de pagamento cada caso deveria ser escancarado para a imprensa, Não adianta o prefeito Ilderlei Cordeiro ficar posando de estar sendo vítima de jornalistas. Ficar acuado no seu gabinete não resolverá os seus problemas.

PASSARELA DE POLÍTICOS

A “Marcha para Jesus”, um evento religioso dos evangélicos, se transformou numa passarela para políticos, a grande parte sem vinculação religiosa com nenhuma das igrejas que promovem o ato. Este ano, melhorou num ponto: não abriram o microfone para os políticos.

EVITEM CONVIDAR

Não convidem o presidente do diretório municipal do MDB, Emerson Leão, e o vereador Valadares Neto (MDB), para o mesmo tacacá ou alguém sairá queimado. Ambos se desentenderam feio na última reunião promovida pelo partido para um apaziguamento. Está uma balbúrdia no MDB da fronteira.  Confusão no MDB, pelo que se vê, não é privilégio somente de Cruzeiro do Sul.

BELEZA DESTACADA

Já tinha elogiado a arquitetura do aeroporto de Rio Branco, mas só tinha visto de dia. Ontem fui à noite deixar um filho que ia viajar e vi a obra com detalhes, que se destacam mais com a luz artificial. O projeto da arquiteta Marlúcia Cândida é de fato belíssimo. Dá gosto de ver.

VOTOS CONFIRMADOS

A presença maciça dos presidentes das associações dos moradores num ato de apoio ao candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), serviu apenas como um referendo, já que sempre estiveram ao lado dele nos seus dois mandatos. Não foi nenhuma novidade. Cerca de 90% dos presidentes estão com o candidato petista. Atuarão como cabos-eleitorais.

ASSISTIR DE CAMAROTE

Perguntei ontem a um assessor do senador Gladson Cameli (PP) sobre o que ele vai fazer com a briga entre seus principais apoiadores no Juruá, ex-prefeito Vagner Sales (MDB) e o prefeito Ilderlei Cordeiro (PP). “Nada, assistir a briga de camarote, não pode tomar partido”, disse.

ESTRUTURA GARANTE

Com a estrutura poderosa que montou, estrutura esta que daria para disputar uma vaga de deputado federal, o deputado Manoel Moraes (PSB) deverá se reeleger com facilidade. Deve ser o mais votado do seu partido e o seu puxador de votos.

ARROUBO DE MILITANTE

Uma das figuras mais expressivas da oposição com quem me encontrei ontem no aeroporto, pincelou com tintas da realidade a disputa pelo governo: “o Gladson está bem, mas é um equívoco, arroubo de militantes, dizer que ganhará disparado a eleição no primeiro turno. Será uma eleição duríssima, o PT não está morto”. Também acho que é este o quadro.

COMO EXPLICAR?

Em todas as pesquisas até aqui realizadas é num município governado pelo PT, onde o candidato ao governo, Gladson Cameli (PP), está melhor posicionado: Mâncio Lima. O prefeito Isac Lima (PT) é irmão do deputado Jonas Lima (PT), um dos algozes do Cameli na ALEAC.

MAL NA FITA

Se as pesquisas se confirmarem nas urnas o deputado Jonas Lima (PT) ficará mal na fita.

AS DAMAS PARA FEDERAL

Rosana Nascimento (PPS), Charlene Lima (PTB), Mara Rocha (PSDB), Jéssica Sales (MDB), Antonia Lúcia (PR), Vanda Denir (SOLIDARIEDADE), Perpétua Almeida (PCdoB), são as mulheres que estarão disputando vagas na Câmara Federal. Número maior que na última eleição.

ATAQUES PESSOAIS

Ainda estamos na pré-campanha e já se assiste uma chuva de ataques pessoais a candidatos ao governo. Quem adotar o norte da tentativa de desmoralizar adversários só perderá pontos. Os tempos mudaram, a desqualificação não é o caminho que leva à vitória nas urnas.

NÃO É ELEIÇAO PARA O MAIS DESBOCADO

A eleição para o governo estadual não se decide a favor de quem é o mais desbocado.

DE DESAFETOS A ALIADOS

Durante as últimas campanhas a ex-deputada federal Antonia Lúcia (PR) sempre bateu de frente com o Pastor da Assembléia de Deus, Luiz Gonzaga. Por força de alianças religiosas, Antonia agora terá apoio de Gonzaga para a Câmara Federal. Viraram amiguinhos.

APOSTANDO NO BOLSONARO

O Coronel Ulisses Araújo (PSL) está jogando todas as suas fichas na vinda do candidato Jair Bolsonaro (PSL), o líder das pesquisas, a Rio Branco, que deve acontecer até o mês de junho. O programa do Ulisses, fora as questões paroquiais, é um clone dos pensamentos do Bolsonaro.

FORÇA DOS PREFEITOS

Paulo Pedrazza sempre foi chamado para arrumar as contas dos prefeitos quando se tratava de questões relativas às denúncias do TCE. Como candidato a senador da coligação do Coronel Ulisses, acredita que por isso terá o apoio de prefeitos e ex-prefeitos à sua candidatura.

NÃO APOSTARIA MUITO

Fosse o Paulo Pedrazza não apostaria muito neste apoio dos ex-prefeitos e prefeitos. Na política, bocado comido costuma ser bocado esquecido. É bom tratar de fazer campanha em outro campo.

VICE-GOVERNADOR

A chapa do Coronel Ulisses Araújo (PSL) está formada. Ele para governador, o empresário Fernando Lage de vice e Paulo Pedrazza para o Senado. Uma chapa dos chamados liberais.

APRENDAM A LIÇÃO

Para mim não foi novidade com mais de 40 anos de jornalismo político o servilismo demonstrado pelo vereador Juruna (PHS), que depois de reclamar que foi “sacaneado” por ser impedido de assumir a prefeitura, esta semana apareceu como puxador de claque em atos da prefeitura de Rio Branco. Aos mais novos que estão entrando no jornalismo vai a sugestão de que não tomem nunca partido em uma briga política, porque ampla e majoritariamente, sempre acabam em forró, abraços e jura de amor entre os briguentos. O caso do Juruna é um exemplo. Por trás de uma querela entre políticos sempre estão interesses contrariados, que costumam desaparecer com um simples cafuné de quem está no poder. Não é, vereador Juruna?

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.