Candidatura de Ulysses é uma das poucas garantias de palanque para Bolsonaro

Por ser um partido nanico, o PSL tem encontrado dificuldades de consolidar palanques competitivos para Bolsonaro.

A possível candidatura do coronel Ulysses Araújo (PSL) ao governo do Acre é uma das poucas garantias de palanque para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) nos estados.

As dificuldades se dão mesmo com o deputado aparecendo em primeiro lugar, empatado com a acreana Marina Silva (Rede), nas pesquisas Datafolha, isso no cenário sem Lula.

Outro palanque próprio tido como certo pela executiva nacional do PSL é em Roraima.  Juntos, Acre e Roraima representam menos de 4% do eleitorado nacional.

Em grandes colégios como São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro os apoiadores de Bolsonaro alianças com outros partidos como MDB, PSD e PP.

Também apontado como pouco competitivo, Ulysses Araújo pode pegar carona na onda de popularidade do presidenciável Jair Bolsonaro e seu discurso radical de enfrentamento à violência urbana, um dos temas que deve estar no centro do debate eleitoral do Acre e do país.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.