Temer apela para a militância do PMDB, “Defendem meu legado nas ruas”

Em encontro do PMDB preparatório para as eleições em São Paulo neste sábado, o presidente Michel Temer fez um apelo à militância da sigla para que defenda seu governo nas ruas.

Paulo Skaf é lançado pré-candidato ao governo paulista pelo partido — Não vamos para a eleição em São Paulo e no plano nacional sem termos o que dizer. Nós temos o que dizer e peço que vão às ruas sustentar o nosso governo pelo que fizemos pelo país — afirmou.

No evento, o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, Paulo Skaf, foi lançado pré-candidato ao governo paulista pelo partido. Também foi estimulada uma candidatura à reeleição da senadora Marta Suplicy. Entretanto, diferentemente de Skaf, ela não mencionou em seu discurso se disputará o cargo.

A candidatura do peedebista à sucessão estadual ainda é vista com alguma desconfiança no cenário local. Mas Skaf praticamente fechou as portas para outro plano no discurso feito esta tarde. Ele fez críticas duras ao PSDB, que governou o estado por 24 anos e tenta continuar no comando do governo com o ex-prefeito João Doria, pré-candidato a governador. Skaf tem sido cortejado por mais de um candidato a abandonar o projeto solo e apoiar outra candidatura.

— Quem está aí já deu o que tinha que dar. Sinto que esse ciclo se encerrou. O que sabiam fazer já fizeram, e os problemas de hoje são os mesmos de 15, 20 anos atrás — afirmou Skaf.

O recado também se estenderia ao atual governador, Marcio França (PSB), vice da gestão tucana.

Temer foi estimulado por alguns dos oradores a ser candidato à reeleição, mas com a ponderação de que, se não o for, o partido apoiará quem ele escolher.

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, recém-filiado ao PMDB também participou do encontro. Temer disse que os dois estarão juntos nesta eleição seja qual for o rumo escolhido.

— Eu e o Meirelles estaremos juntos em qualquer hipótese. Por isso ele veio para o MDB.

Os últimos resultados das pesquisas eleitorais em São Paulo animaram a sigla em lutar pela eleição de Skaf. No pior cenário, ele aparece em segundo lugar isolado. No melhor, está empatado na liderança com Doria.

Os discursos defenderam que o partido há muito tempo não tem uma condição tão favorável numa corrida eleitoral no estado e que a oportunidade não pode ser desperdiçada.

Ao final do ato político, em Jaguariúna, interior paulista, feijoada ao som de música sertaneja foi oferecida aos presentes.

O Globo

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.