Apesar de promessa do senador Gladson, Temer retira recursos da BR-364

Um fonte interna ao Ministério dos Transportes afirmou, nos bastidores, que é dado como certa a falta de dinheiro para a BR-364.

A afirmação de que irá faltar dinheiro para a BR teria sido feita a um político acreano. Para o trecho entre Feijó e Sena, não haverá recurso para as obras.“Não terá dinheiro para fazer tudo. Serão realizados alguns pontos, mas vai faltar dinheiro”, teria dito.

Em dezembro de 2017, o Governo Federal decidiu o corte de cerca de 2 bilhões para o Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (DNIT). As alocações de R$ 8,1 bilhões em 2017 foram reduzidas para R$ 6,1 bi.

Em abril, Temer destinou R$209 milhões para a publicidade de seu governo de aprovação pífia, retirando recursos de outras áreas. Apesar dos míseros 5% de aprovação, Temer sonha em ser candidato à reeleição.

O papel dos aliados

Diante do quadro, cumpre rememorar os ‘regabofes’ promovido pelo senador Gladson Cameli na ponte do Juruá para anunciar o ‘total apoio’ do governo federal na recuperação da BR.

Os cortes em uma obra prioritária, tanto do ponto de vista prático da população, quanto para sua eleição, demonstram que o ‘prestígio’ alegado por Gladson na ocasião é apenas uma fantasia. Ou de fato, ter ‘prestígio’ em um governo sem legitimidade política e eleitoral, não vale lá grande coisa.

Juruá em Tempo

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.