Coluna do Crica

Velho problema da Marina

A candidata a presidência Marina Silva (REDE) é uma prova de que santo de casa não faz milagre. Nas vezes que disputou a presidência perdeu no Acre. E as pesquisas estão mostrando que tende a sofrer nova derrota no Estado onde nasceu. A Marina (foto) tem entre os seus problemas sérios a limitação de um discurso que não evoluiu. O fato de não ter conseguido alianças, lhe deixará com pouco tempo de televisão e sem falar que o Fundo Partidário da REDE é pequeno em relação aos dos partidos tradicionais. Sem ter como expandir a sua campanha no horário gratuito do rádio e televisão, a tendência natural é bater num teto abaixo do necessário para se eleger presidente. Isso também prejudica o seu candidato ao Senado, Minoru Kinpara (REDE), que em que pese ser um excelente nome terá que se ater com um partido que não tem estrutura em todos os municípios. E precisaria para se projetar.

VOTO CONTRA

 Um voto contra é certo o projeto de criação do “Dia do Gay”, em tramitação na ALEAC: o do deputado e Pastor Jairo Carvalho (PSD). Outro é o do deputado Jonas Lima (PT).

NÃO DEMORA

Não vai demorar teremos o ferido do “Dia dos Espíritas”, do “Dia dos Mulçumanos”, “Dia dos Ateus” e por ai adiante. Abriram a porteira de feriados e não tem mais agora como fechar

DEUSA DO LGBT

Depois de trombar com a comunidade evangélica por causa do “Estatuto da Família”, a deputada Eliane Sinhasique (MDB) amplia o confronto, com a proposta de fazer do dia 17 de maio uma data gay, para ser um dia de luta contra a homofobia. Deputados evangélicos são contra. Nas redes sociais recebe uma corrente de críticas do meio evangélico por sua postura.

FOGO DE MONTURO

Este tipo de proposta corporativa cresceu na ALEAC como fogo de monturo. Primeiro criaram o “Dia do Evangélico” e o “Dia do Católico”, dois feriados sem pé e nem cabeça. Vem agora o “Dia do Gay”. O respeito a uma religião ou a uma conduta sexual não precisa de um dia fixo.

ALERTA PERIGOSO

O deputado Luiz Gonzaga (PSDB) fez ontem um alerta que merece uma reflexão. Estariam inviabilizando o trabalho das irmãs religiosas que gerem o “Hospital do Juruá”, atrasando os repasses, o que leva à falta de medicamentos, para colocar um grupo do PT no comando.

MATÉRIA COM RESSALVA

Faço o comentário com ressalva, por não ter dados, mas no momento em que a secretaria de Saúde não paga a ordem religiosa, esta fica sem condições de comprar medicamentos, o atendimento que era de excelência passa a ser o trivial, e o “Hospital do Juruá” só definha.

FAZENDO UM ESTRAGO

O militante político “Dedé da Baixada” está fazendo um estrago na imagem da prefeitura de Rio Branco, ao fazer postagens sobre ruas em completo abandono na “Baixada da Sobral”.

PP NA PAREDE

Candidatos pelo MDB acreditam que na hora certa o presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, dará um chega para lá na direção do PP, o obrigando a fazer uma coligação para deputado estadual. O MDB não desiste em ter buchas de canhão em todas as campanhas.

MÃO NA RODA PARA O MDB

Uma aliança do PP com o MDB para estadual seria uma mão na roda para os emedebistas, mas o mesmo não se pode dizer dos candidatos do PP, que seriam os grandes prejudicados.

CABEÇAS RODANDO

O Pastor Agostinho Gonçalves não tem mais o mesmo prestígio na PMRB. Cabeças do seu grupo começaram a ser decapitadas. É a informação que chega. Ele não se pronunciou.

MOSTRADO COMO CONQUISTA

Nas reuniões que vem tendo com a comunidade evangélica em Cruzeiro do Sul, o candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), vem reiterando que “aceitar Jesus” foi um feito na sua vida.

ENGROSSOU A VOZ

O candidato ao governo, Coronel Ulisses Araújo, tem engrossado o tom de críticas ao governo  para desconstruir a onda de adversários de ser o “Plano B” dos petistas.

TRABALHO DE 30 ANOS

O deputado Lourival Marques (PT) descarta validade no fogo amigo de ser privilegiado pelo governo na área da produção agrícola. “São 30 anos de trabalho no setor”, justifica.

PRESENTE DE GREGO

O próximo governador receberá um presente de grego da atual administração estadual. O “Canal de Rodrigues Alves”, iniciado em 2010, teve sua conclusão esticada para 2019.

DOIS DEPUTADOS

O presidente do PDT, deputado Luiz Tchê, tem como meta eleger um deputado federal e dois deputados estaduais. Logicamente, entre os estaduais deverá estar ele, por ter estrutura.

TEM PREFEITO?

Os moradores da zona rural de Xapuri estão abandonados pelo governo e prefeitura. As pontes da Estrada da Variante e Comunidade Maloca estão quebradas, o que impede os alunos de chegar à escola por meio de transporte. No mínimo, caminham 5 quilometros. Fala, Bira! Denúncia do deputado Antonio Pedro (DEM).

NANICOS UNIDOS

PMN-PTC-PPS-PSC estão fechados numa coligação para a Assembléia Legislativa, com a previsão dos seus dirigentes de eleger dois deputados estaduais. Contabilidade alta.

NÚMERO POSITIVO

O deputado Daniel Zen (PT) aposta na meta do governo chegar ao fim do ano zerando a cota do analfabetismo no Estado. Já chegou ao teto no programa “Quero Ler” a 52 mil alfabetizados.

ESQUEÇA ESTE FOCO

Espera-se que o formulador do Plano de Governo do candidato Marcus Alexandre, Gilberto Siqueira, esqueça esta bagaça de florestania e monte um plano que abra as portas do Acre para o agronegócio, sob pena de continuarmos a ser um estado que vive do funcionalismo. Isso se ganhar, claro!

GULA DE ANOS

O candidato ao governo, Gladson Cameli (PP), tem dito em conversas de que se ganhar a eleição não vai lotear cargos técnicos, como Fazenda, Saúde, Segurança e Educação.

NÃO TEME O ABANDONO

O deputado Gehlen Diniz (PP) lamenta, mas não acha que o fato do prefeito Mazinho Serafim (MDB) não apoiar a sua reeleição, não o impedirá de voltar à Assembléia Legislativa. Antevendo que isso aconteceria se preparou para uma disputa só com o seu grupo.

PODEM ESQUECER

Um aliado do candidato ao governo, Gladson Cameli (PP), me disse ontem que esta campanha será diferente. “Não será o candidato ao governo que financiará os candidatos proporcionais, mas os seus partidos, porque este ano existe um Fundo Partidário Milionário para isso”, avisa.

COMPARAÇÃO IDIOTA

É idiota quando se compara que temos uma Central de Transplantes de Fígado que é exemplo com a falta de insumos básicos na Saúde. Vamos nos nivelar por cima. Exigir o básico, mas reconhecer que a Central é um orgulho para o Acre e com várias vidas salvas. Sem hipocrisia!

PELO MENOS ISSO

Já que o “Arena da Floresta” padece de falta de conservação, o governo poderia baixar as taxas cobradas para seu uso, para dar mais conforto aos torcedores. Assistir jogos no “Florestão” é uma barra por não ter cadeiras. Além de não ter área de estacionamento. Temos jogos em duas séries, C e D.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.