Coluna do Crica

Acho é pouco, Vagner Sales!

O ex-prefeito Vagner Sales (foto) tem muitas virtudes. Como ser trabalhador, um campeão das urnas e ter palavra. Mas entre as suas virtudes, não está a da humildade. Não ouve ninguém. Sempre é o “Rei da Cocada Preta”. Os seus aliados alertaram que mais cedo ou mais tarde o Ilderlei Cordeiro lhe meteria o pé na bunda, quando ele virasse prefeito. O fez seu candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul por cima da pausada, ao arrepio das advertências, foi o responsável pela sua eleição, e agora é mostrado pelo prefeito Ilderlei em suas entrevistas como um vilão. Pincelado como alguém que entregou a prefeitura com suas máquinas sucateadas, ruas abandonadas e esburacadas, e com a máquina municipal inchada de afilhados políticos. Todo mundo sabia que, o Ilderlei mandar o Vagner às favas era questão de tempo. Só o “Coronel do Juruá” não acreditava. Preferiu ouvir sua conselheira arrogância. Por isso, eu acho é pouco para o ex-prefeito Vagner! Com toda experiência não aprendeu que, quem cria cobra é picado.

INDÚSTRIA DE MULTAS

A chamada “Zona Azul”, implantada pela PMRB, não resolveu o problema de vagas na cidade, mas só veio a se somar à sanha do DETRAN de meter a mão no bolso dos motoristas. As notificações de multas da PMRB é uma coisa de louco, vem só com o valor e não diz onde aconteceu a suposta infração. É basicamente: esteja multado. Isso é uma bruta sacanagem!

SEGUIRÃO A ONDA?

Os deputados federais do PT pediram ontem à mesa diretora da Câmara Federal que seja acrescentado aos seus nomes originais, o nome “Lula”. Sucupira é no Brasil! Resta saber se o Tião Viana e o candidato ao governo, Marcus Alexandre, seguirão este mesmo caminho. Tião Lula Viana e Marcus Lula Alexandre?  Adotarão as grafias? Não duvido de nada na política.

CONVERSA MUITO CLARA

Os vereadores da oposição deixaram ontem bem claro à prefeita Socorro Nery que a única maneira de terem uma relação amistosa é ela mudar a estratégia de gestão, colocando às frente das principais pastas pessoas capazes. “Se mantiver os mesmos nomes e as mesmas práticas, virá a sofrer uma oposição implacável”, advertiu o vereador Roberto Duarte (MDB).

NÃO TEM DIÁLOGO

Para o vereador Roberto Duarte (MDB), com a manutenção como líder do vereador Eduardo Farias (PCdoB), não haverá a mínima chance de um diálogo. Considera Farias arrogante, não só com a oposição, mas também com os vereadores da base de apoio da prefeita Socorro.

OPOSIÇÃO FOI BOAZINHA

Acho que a oposição foi boazinha demais ao ir procurar a prefeita Socorro Nery para uma conversa política. Foram eleitos para criticar, fiscalizar, denunciar, apresentar soluções, é isso que os que votaram nos eleitores oposicionistas querem. E disso não podem arredar das suas linhas.

NÃO É PRECISO BOLA DE CRISTAL

Numa chapa de deputado federal que só tem Léo de Brito (PT), Sibá Machado (PT), Raimundo Angelim (PT), César Messias (PSB) e Perpétua Almeida (PCdoB), não é preciso ter bola de cristal para afirmar que neste contexto o PT não repetirá a sua bancada de três parlamentares.

MÁXIMO DE TRES

Uma chapa deste porte o máximo que pode eleger é três deputados. E há de se considerar que, os candidatos César Messias (PSB) e Perpétua Almeida (PCdoB) são muito fortes.

GENRO PERFEITO

Um amigo jornalista atribuiu ontem num papo político à secretária de Comunicação da PMRB, Andréia Forneck, a formação da imagem do Marcus Alexandre de madrugador, trabalhador e do genro perfeito. Ela deu ao Marcus uma imagem mais positiva que mereceu, ponderou.

FOZ DO BREU

Na agenda do candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), para o Juruá, está uma peregrinação que vai de Cruzeiro do Sul à longínqua comunidade da Foz do Breu.

NERY NÃO VIU O QUE É JOGO BRUTO

A prefeita Socorro Nery nunca entrou num jogo tão bruto como está entrando ao assumir o comando da prefeitura, porque o faz num momento belicoso que permeia as disputas eleitorais majoritárias. Vai apanhar muito da oposição. Faça ou não uma boa administração.

ACERTO E FRACASSO

O ex-dirigente da EMURB, Edson Rigaud, conseguiu sanear o órgão moralmente e financeiramente, mas fracassou na operacionalidade, perdeu a guerra contra os buracos, em que pesem as ações desencadeadas. A cidade continua com ares das crateras lunares.

REI MORTO, REI POSTO

As cobranças sobre os buracos da cidade terão que ser feitas daqui em diante para o novo dirigente da EMURB, Marco Antonio, e mais ainda para a prefeita Socorro Nery, que bancou a sua nomeação. É a aquela velha história do Rei morto, Rei posto. Assim é na gestão pública.

VOLTOU TUDO AO QUE ERA

Houve no último mês uma queda brusca nos números da criminalidade, mas as execuções voltaram a acontecer com a mesma intensidade antes do período de calmaria. Não há explicação para algo que vinha dando certo desabar novamente, quem sabe, a acomodação.

ALGUÉM TEM QUE TOMAR UMA PROVIDÊNCIA

Não concordo com as idéias políticas do ex-vereador de Plácido de Castro, o polêmico Charqueiro, mas não pode sofrer impunemente as barbáries que vem sofrendo por ter uma posição política contrária aos que estão no poder. Quem não concordar com ele, que o rebata com a contestação.  Afinal, estamos numa democracia, onde cada um fala o que bem quiser.

TEM QUE TER RESPOSTAS

A deputada Leila Galvão (PT) cobrou ontem providências rápidas ao DNIT, para a recuperação de trechos da BR-317, que estão com muitos pontos críticos. Também cobrou solução para recuperar ruas em Epitaciolândia e Brasíléia, da competência do órgão. A Leila fez o seu papel de cobrar, cabe agora ao superintendente do DNIT, Thiago Caetano, fazer a sua parte.

SURRA DE VOTOS

Quem conhece bem o colégio eleitoral de Xapuri fez ontem uma projeção para a coluna de que o deputado Antonio Pedro (DEM) vai levar uma “surra” de votos do deputado Manoel Moraes (PSB), no colégio eleitoral de Xapuri. Moraes está bem mais forte do que na eleição passada.

NÃO DÁ TRÉGUA

O deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) é um parlamentar que não recua nas suas posições políticas. Voltou a colocar o governador Tião Viana nas cordas do ringue, com a ação judicial que pede o retorno aos seus cargos de todos os concursados demitidos do Pró-Sáude.

NO MÍNIMO DESGASTA

Este tipo de enfrentamento do deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) com o governador Tião Viana, na defesa dos servidores do Pró-Saúde, pode até não dar em nada juridicamente, mas causa por tabela um desgaste ao candidato do governo, Marcus Alexandre.

UMA CONTA PELO QUE NÃO COMEU

O candidato ao governo, Marcus Alexandre, mesmo não tendo nada com a briga, será herdeiro da rejeição do atual governo na Polícia Militar, na Saúde, terceirizados, entre outras áreas.

O CARA DO MOMENTO

Num café da manhã marcado para a próxima sexta-feira na sede do PSB, o primeiro suplente na chapa do candidato ao Senado Ney Amorim, o empresário João Albuquerque, será anunciado oficialmente ao posto. O pai da indicação foi o deputado federal César Messias (PSB), o cara da hora na FPA.

O CÉSAR É MUITO HABILIDOSO

O deputado federal César Messias (PSB) é muito habilidoso. De antigo ferrenho crítico do PT, conseguiu se transformar no queridinho e ícone dos irmãos Viana, ser vice-governador e foi decisivo na indicação da prefeita Socorro Nery como vice do Marcus Alexandre.

JOÃO MÃO DE VACA

Ontem, numa roda de conversa, um empresário que conhece bem o colega João Albuquerque, indicado primeiro suplente na chapa do Ney Amorim (PT), saiu com essa pérola: “o Ney não espere injeção financeira do João, ele é conhecido na categoria como um mão de vaca”.

MANUEL MARCOS

Dando olhada na chapa alternativa dos candidatos dos partidos nanicos da FPA a deputado federal, chega-se fácil à conclusão que o vereador Manuel Marcos (PRB) tem uma ampla chance de estar dentro dessa disputa, pela estrutura que cercará a sua campanha.

BOA DESCULPA

Os candidatos majoritários dos partidos tradicionais terão nesta eleição uma boa desculpa para se esquivar de ajudar com dinheiro, propaganda, gasolina, os que disputarão vagas de deputado estadual. É que para o Fundo Partidário foram destinados vários milhões de reais para serem jogados na campanha. Cada presidente de partido que banque as candidaturas proporcionais. A correria será para cima dos presidentes, que vão gerir a fortuna que virá.

3 de Julho Entrevista, primeira Edição

Veja o Vídeo da primeira entrevista, o Vereador Alcione Ferreira esclarece sobre a má administração de Tião Flores em Epitaciolândia e fala também sobre: Saúde, Educação, Ramais, Ruas, coleta de Lixo e outros.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.