Polícia revela que filho arquitetou plano para que bando matasse seu pai

Foi apresentada a prisão do quinto elemento envolvido no latrocínio de um fazendeiro ocorrido no dia 8 de janeiro, na região de Porto Acre.

Cerca de um mês após o crime, quatro elementos que teriam participado diretamente da ação foram presos e já até foram denunciados pelo Ministério Público, mas hoje delegado Sérgio Lopes,  apresentou a prisão de Wyguisson Martins de Freitas Silva, de 29 anos, filho de criação do fazendeiro assassinado e apontado como responsável por ter arquitetado o crime.

“Todos os quatro presos que participaram diretamente do crime mencionaram em seus depoimentos que foram contratados por Wyguisson para praticar o crime. Disseram que a intenção era matar e subtrair R$ 80 mil que estaria com a vítima quando ele foi abordado. Em contrapartida, Wyguisson teria prometido dinheiro e um terreno aos contratados caso conseguissem concretizar o crime”, disse Sérgio Lopes.

No paredão da Polícia Civil, ofegante e de frente para as câmeras, o  filho do fazendeiro alegou ser inocente e ter sido vítima de uma armadilha. “Eu amava meu pai, eu sou inocente e vou provar o que estou dizendo. Fui vítima de uma armadilha, uma emboscada. Não sei porque eles estão dizendo que eu contratei eles, eu sou inocente e vou provar”, finalizou o causado.

Entenda o caso:

A vítima, Altevir Rodrigues de Oliveira, de 61 anos, aconteceu na área de uma residência localizada no km 10 da Estrada de Porto Acre, já nas dependências do município. Armados, Thiago Costa Pereira (22), José Ribamar Alves de Souza Filho (23), Cleber da Silva Borges (23) e Sávio Gama dos Santos o abordaram e anunciaram o assalto. Tanto a vítima como um dos filhos teria reagido e os suspeitos acabaram saindo sem levar nada.

Urgente Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Homem de 39 anos tem morte trágica após bater motocicleta na traseira de veículo na BR-317, onde o homem teve seu crânio perfurado, juntamente com um dos olhos, indo a óbito no local.

Fonte: ac24horas