Governo abre inscrições para bolsista do programa Quero Ler

Quero Ler busca zerar o analfabetismo no Acre até o fim de 2018. O Programa Quero Ler está com edital aberto para concessão de bolsa para alfabetizador.

São mais de 400 vagas, que estão distribuídas para Cruzeiro do Sul, Rio Branco e Sena Madureira. Há vagas para a zona urbana e rural.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o próximo dia 20, nas respectivas cidades. Na capital podem ser feitas no Centro de Referência e Inovação para a Educação (Crie). Nas outras localidades, nos núcleos da Secretaria de Educação e Esporte (SEE) de cada município.

O Processo Seletivo Simplificado (PSS) funcionará por meio de análise curricular. No ato da matrícula, os candidatos precisam apresentar os documentos comprobatórios de sua formação acadêmica, de experiências profissionais e de participação em cursos de aperfeiçoamento ou de formação continuada.

Para concorrer à bolsa o candidato terá que preencher os seguintes requisitos: formar uma turma para alfabetizar e localizar o espaço para funcionamento da mesma. As turmas urbanas deverão ser formadas com no mínimo 15 alunos e nas turmas rurais 10.

Serão admitidas turmas com um número menor de alunos matriculados, desde que esse número não seja inferior a 80% do total estabelecido no edital. O alfabetizador deverá formar sua turma no município, zona, regional, comunidade ou bairro escolhido, conforme quadro de vagas do PSS. O edital está disponível no site da SEE: http://see.ac.gov.br/.

A bolsa

A bolsa, no valor de R$ 800, destina-se aos candidatos selecionados para atuar no Programa Quero Ler, cujo objetivo é a escolarização de alunos com idade igual ou superior a quinze anos que não tiveram acesso à educação básica na faixa etária adequada.

O aporte financeiro destina-se ao alfabetizador, que dedicará quinze horas semanais voltadas à interação direta com os alunos e oito horas mensais de planejamento didático pedagógico, no período de até seis meses.

Quero Ler

O Quero Ler é executado desde o último ano pelo governo do Estado, através da Secretaria de Educação e Esporte (SEE), com um investimento de R$ 42 milhões com apoio do Banco Mundial. O programa é feito com base nas Diretrizes Curriculares para Educação de Jovens e Adultos, com foco na continuidade no sistema de ensino.

O programa já alfabetizou mais de 49 mil alunos em todo o estado e a meta é chegar a 60 mil alunos em 2018. Com isso, o Acre será o primeiro estado do Brasil a declarar o fim do analfabetismo. Criado por Tião Viana em sua segunda gestão, o Quero Ler tem a meta de chegar a 60 mil alunos alfabetizados até o fim de 2018.

“Vamos fazer e proclamar o fim do analfabetismo no Acre. Vamos poder dizer que o Acre é o primeiro estado do Brasil que ficou livre do analfabetismo. É uma dívida histórica com a nossa população que iremos pagar”, conta o governador.

Urgente Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Homem de 39 anos tem morte trágica após bater motocicleta na traseira de veículo na BR-317, onde o homem teve seu crânio perfurado, juntamente com um dos olhos, indo a óbito no local.