Governo encerra o programa Quero Ler em Acrelândia com mais 160 formandos

O número de pessoas que aprenderam a ler e escrever no município chega a 280, encerrando as atividades do programa em Acrelândia.

Por Samuel Bryan 

Com o Quero Ler, o Acre será o primeiro estado do Norte e Nordeste a declarar o fim do analfabetismo (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O governador Tião Viana participou na manhã desta quinta-feira, 22, em Acrelândia, da formatura de mais 160 pessoas pelo programa de alfabetização de jovens e adultos Quero Ler. Com isso, o número de pessoas que aprenderam a ler e escrever no município chega a 280, encerrando as atividades do programa em Acrelândia.

“Aqui em Acrelândia já vencemos. Na penúltima turma quase não tínhamos mais alunos e já conseguimos atender todos que precisávamos. Ensinar a ler é como iluminar a vida de uma pessoa, e estamos com todos os esforços para pagar essa dívida histórica e ser o primeiro estado do Brasil a se ver livre do analfabetismo”, conta Tião Viana.

Verdadeira revolução

“Eu era daqueles que escrevia o nome ‘macaco’ com ‘q’ mesmo, do tempo antigo. Para eu ler o ABC era todo atrapalhado”, revela Juraci (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Entre os formandos, estava Juraci Pereira, 60 anos. Com quatro filhos, todos alfabetizados, ele aproveitou a formação de turmas do programa para finalmente aprender a ler e escrever corretamente.

“Eu tinha uma base só, mas agora eu aprendi bastante. Eu era daqueles que escrevia o nome ‘macaco’ com ‘q’ mesmo, do tempo antigo. Pra eu ler o ABC era todo atrapalhado. E quando eu cheguei lá, a professora me deu umas instruções e, rapaz, o negão ficou numa boa agora. Leio e escrevo legal agora, tá de boa”, conta o senhor baiano que não teve condições de ir à escola quando criança.

O prefeito de Acrelândia, Ederaldo Caetano, esteve presente na solenidade e destacou a importância de ter a parceria do governo do estado: “A gente fica muito feliz com essa parceria do governador investindo no Quero Ler, melhorando o conhecimento dos nossos moradores e já encerrando esse programa após tantos avanços”.

O coordenador do Quero Ler, Evaldo Viana, explica que ainda serão abertas algumas turmas de alfabetização caso sejam encontradas pessoas que ainda precisem aprender a ler e escrever, contando com a comunidade na identificação.

Realizando sonhos

Atualmente, mais de 49 mil pessoas já foram alfabetizadas pelo programa, com a conclusão do Quero Ler já anunciada em 19 dos 22 municípios acreanos.

O Quero Ler é o programa criado por Tião Viana para alfabetizar jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de aprender a ler e escrever na idade correta, com um alcance programado de 60 mil pessoas em todo o Acre. 

Executado desde o último ano pela Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), o programa conta com um investimento de R$ 42 milhões do governo do Acre, com apoio do Banco Mundial. O Quero Ler é feito com base nas Diretrizes Curriculares para Educação de Jovens e Adultos, com foco na continuidade no sistema de ensino.

Veja o Vídeo abaixo:

Acompanhe a 2ª edição do Telejornal 3 de Julho Noticia e saiba dos últimos acontecimentos, e você pode nos acompanhar pelo canal YouTube ou pela página do Facebook

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.