“Ilderlei Cordeiro troca de partido como troca de roupa”, rebate Vagner Sales

Vagner Sales diz que Ilderlei era presidente do PR, mas bastou saber da possibilidade de ser eleito prefeito, não hesitou em deixar a sigla sem comando no Acre.

“Como é de seu feitio, ele troca mais uma vez de partido por interesse”, disse o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (MDB), que rebateu as declarações de seu sucessor, o prefeito Ilderlei Cordeiro, que confirmou na tarde desta terça-feira (20), que estaria deixando o MDB para se filiar ao Progressistas, porque teria sofrido ameaça de expulsão por manter o apoio a Gladson Cameli.

Sales nega que tenha feito qualquer tipo de contato ou mesmo enviado recado para Cordeiro. “É mentira. Ilderlei troca de partido como troca de roupa, eu nunca o ameacei de expulsão. Por mim, ele pode fica o tempo que quiser no partido, mas não acredito que ele fará isso, já que ele sempre troca de partido em busca de vantagens, como fez quando saiu do PR para o MDB”, diz Sales.

O ex-prefeito destaca que Ilderlei Cordeiro era presidente do PR, mas bastou saber da possibilidade de ser eleito prefeito, não hesitou em deixar a sigla sem comando no Acre e ceder no primeiro aceso do MDB. “Quando ele estava em cima de um palanque do PT eu já estava aqui no MDB e na oposição. Ele precisa aprender a falar a verdade para justificar seus atos”, enfatiza Vagner Sales.

Vagner Sales destaca que as decisões partidárias precisam ser respeitadas e o diálogo para mudá-las acontece no ambiente apropriado, como é o caso do debate que o MDB realizará para definir se apoia Gladson ou Ulysses. “Todos os emedebistas terão voz e vez para escolher os caminhos do partido. No encontro, será o local adequado para esse debate, não destilando mentiras na imprensa”.

Fonte: ac24horas

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.