Ilderlei Cordeiro diz que foi ameaçado de expulsão do MDB e irá para o Progressistas

Cordeiro diz que não preciso de expulsão. Quantos partidos estão me querendo, enquanto ele quer que eu saia… DEM, PSD, PSDB…”.

Ilderlei Cordeiro confirmou na tarde desta terça-feira, 20, que está de saída do MDB e deve se filiar ao Progressistas, partido presidido pelo seu primo, o senador e pré-candidato ao governo do Acre, Gladson Cameli.

Ilderlei Cordeiro parece magoado com o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, seu antigo aliado. Vagner, segundo Ilderlei, teria ameaçado ele de expulsão. O motivo seria o apoio do atual prefeito de Cruzeiro do Sul a Gladson Cameli.

“Tu já viu aquele ditado que quando eu não é valorizado tem que buscar outro canto? A turma lá da região é toda hora boicotando. Toma decisão política e não comunica nada, não discute. Acham que falam por mim.

E pra completar toma decisão dizendo que vai ser vice-governador do Ulysses. Nada contra o Ulysses e nada contra a decisão dele (Vagner). E pra completar mandou um recado na sexta-feira dizendo que eu tenho 15 dias para sair do partido, senão vai me expulsar.”

O prefeito de Cruzeiro do Sul informou que deve oficializar sua saída do MDB durante o fórum do partido, na próxima sexta-feira.

Ilderlei já recebeu convites para ingressar no DEM, no PSD e no PSDB, mas prefere o Progressistas.

Por Luciano Tavares, ac24horas

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.