Batalhão Ambiental realiza operação no Complexo de Florestas do Gregório

A demanda de fiscalização na região foi solicitada pelos próprios moradores.

Por Maria Meirelles Assessoria 

Com o intuito de combater ações criminosas no Complexo Estadual de Florestas do Gregório e entorno, localizado na região de Tarauacá e Vale do Juruá, o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), realiza desde o último fim semana operação de fiscalização. A atividade, que não tem prazo para terminar, é promovida regularmente em todo o estado.

No Complexo de Florestas vivem aproximadamente mil famílias. No local, o governo do Estado já investiu R$ 38,8 milhões na política de desenvolvimento sustentável, proporcionando mais qualidade de vida aos habitantes, uma economia diversificada, ao mesmo tempo em que garante a preservação das unidades de conservação e redução do desmatamento ilegal.

Além de coibir práticas ambientais ilegais, o BPA também tem atuado no enfrentamento ao tráfico e uso de drogas, bem como na comercialização indevida de álcool nas áreas de floresta e da BR-364, por meio de rondas diárias, abordagem de veículos, vistorias e verificação de denúncias oriundas dos comunitários.

“Estamos realizando uma ação de combate aos crimes de diversas naturezas no Complexo de Florestas do Rio Gregório. Pudemos perceber que as invasões reduziram bastante nos últimos anos. Ficaremos por tempo indeterminado e paralelo ao serviço de proteção ambiental, como nós temos o poder de polícia, também estamos realizando o trabalho de policiamento comunitário rural”, salientou o comandante do BPA, coronel Antônio Teles.

Edegard de Deus, secretário de Estado de Meio Ambiente, ressalta a importância da ação integrada. “Essa parceria com o Batalhão da Polícia Ambiental é fundamental para que possamos manter a ordem e proteger a nossa floresta, bem como a comunidade que habita nela”, frisou.

A demanda de fiscalização na região foi solicitada pelos próprios moradores, que buscam extinguir a caça e a pesca ilegais e o desmate criminoso.

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.