Coluna do Astério

O deputado Raimundinho da Saúde (Podemos) está crente que vai infligir uma segunda derrota ao governo na Assembleia Legislativa. Crer que os deputados da base vão derrubar o veto do governador ao projeto do Pró-Saúde considerado inconstitucional pelo PGE. Tem muita fé!

Chegando de onde Macunaíma?

Lá do Senadinho, estava trocando umas ideias com os amigos…

Fofocando…

Também!

E…

Lá fiquei sabendo de um recado que o Gladson Cameli mandou de Miami (EUA) para o Democrata, leia-se Tião Bocalom,

Qual recado?

Que ele, Gladson, não vai aceitar nenhuma candidatura ao governo pelo DEM.

Você acha que ele pode fazer isso?

Pode! É só falar com o Zé Agripino, em Brasília, de senador para senador…

Como vai ficar o Bocalom?

Vai ser tratorado, entende?! Tipo trombar um fusca com um D8, o Bocalom vai ser engolido como foi dentro do PSDB pelo Márcio Bittar, que depois foi atropelado pelo deputado major Rocha.

Aqui se faz aqui se paga.

Mas, essa história toda é fofoca ou não?

Temos que esperar uns dias para passar a peneira da verdade. Se for, é; se não for, não é.

O que conversaram mais no Senadinho…?]

Só muita revolta com esse negócio do Lula, o Brasil afundando na violência, em mortes, guerra de facções e a presidente do STF fica mandando recado para o Lula e o PT, que não vai tolerar desrespeito ao Poder Judiciário.

Quem não está respeitando o Judiciário é o crime organizado, aliás, não respeitando nada.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, declarou que o sistema de segurança no Brasil está completamente falido.

Acho que vou embora do Brasil?

Vai pra onde?

Pra Cobija, na Bolívia, lá ninguém quer praticar crimes porque a lei dos bolivianos é olho por olho e dente por dente.

Voltando local a política um passarinho me contou que o veto do governador ao projeto de deputado Raimundinho da Saúde (Podemos) será mantido na Aleac.

Vixe…!

Segundo a Procuradoria Geral do Estado (PGE) não era nem para ser aprovado, já que é inconstitucional.

Mas o Raimundinho, que prometeu lotar de servidores a Assembleia, não acha…

Ele faz o jogo político, a verdade é o que menos interessa.

O deputado Jonas Lima, o Gasparzinho, disse que vota com o PT e não mais com o Raimundinho.

O Jonas disse isso? Lascou-se o projeto!

Estou triste…

Porque Macunaíma?

Algumas igrejas evangélicas já começaram a virar curral eleitoral…

Não é bem assim, um líder espiritual tem o dever de orientar politicamente o rebanho…é uma obrigação para que os fiéis não vendam o voto.

É, né!

É!

Tá legal…aff!

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Asterio. Marcar o link.