Família nega que jovens vítimas de chacina eram integrantes do B13

O delegado Nilton Boscaro marcou uma coletiva de imprensa na Sede da Polícia Civil e deve falar sobre o ocorrido.

Os familiares de Cleiciane Rodrigues, vítima de uma tentativa de homicídio ocorrida na noite de sexta-feira (03), no bairro Novo Horizonte, onde três pessoas morreram, negam que a jovem tenha qualquer envolvimento ou faça parte facção criminosa Bonde dos 13.

De acordo com o relato de um dos familiares, a jovem havia saído de casa naquela noite para visitar o filho de Renan Barbosa, na casa da namorada junto com ele e na volta, pararam no aniversário da vizinha que acontecia na residência onde foram alvos dos tiros.

Nem Cleiciane e Renan tem passagens pela polícia. Renan, havia acabado de se tornar pai e trabalhava em uma distribuídora há alguns anos, dizem os familiares.

Pela manhã, a assessoria de comunicação da Secretária de Segurança, informou que a casa onde aconteceu a chacina era ponto de receptação e tráfico de drogas da facção criminosa “Bonde dos 13” e que as vítimas seriam participantes dessa facção criminosa. Nenhum familiar das outras vitimas até agora se manifestou.

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.