Áudio: Assessor e ex-cabo eleitoral do deputado Major Rocha discutem pelo WhatsApp

Áudios vazados, trairagens, intrigas, golpes e disputas por espaços de poder dão o tom de uma desafinada sinfonia executada todos os dias na oposição do Acre.

Os maestros se reversam para alcançar o estrelato da política, mas escorregam na hora de executar o solo transformando tudo em no espetáculo grotesco da politicagem.

Agora, as personagens são um assessor do deputado federal Major Rocha (PSDB), citado apenas como Nésio, e a ex-ferrenha cabo eleitoral de Rocha, Candeias Lima. O palco foi um grupo político de WhatsApp e o resultado dessa obra se traduziu em áudios que acabaram sendo compartilhados em outros grupos.

De um lado, Nésio defende Rocha de crítica por não se manifestar quanto à desastrosa administração do prefeito Gedeon Souza, de Plácido de Castro. Do outro, a ex-cabo-eleitoral de Rocha, a sargento PM Candeias. Em tempos não tão distantes, Candeias era capaz de dar seu braço direito para defender parlamentar tucano. Agora tornou-se opositora que o ataca e o chama de omisso.

No diálogo não-muito amistoso, Nésio diz que Candeias tem um “caso de amor mal resolvido” com Rocha. Ele recebe o troco de Candeias, que o chama de puxa-saco, entre outros termos de igual teor pejorativo. Candeias vai mais além, e denuncia que policiais militares trabalham como assessores parlamentares e que usam “laranjas” para a o recebimento de proventos, já que a legislação proíbe esse tipo de trabalho.

O conteúdo total da briga pode ser acompanhado abaixo:

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.